Cidade do Rio de JaneiroPelo BrasilRio de Janeiro

Réveillon em Copacabana: como sobreviver à maior festa do Brasil (e se divertir muito!)

Pergunte a qualquer carioca o que ele(a) acha de passar o réveillon na tradicional festa da praia de Copacabana e você provavelmente vai ouvir que é muita confusão e a melhor coisa a se fazer é viajar para outro lugar. Mas se às 11 da noite do dia 31 de dezembro você der uma volta em Copa e reparar bem, vai ver um monte daquelas pessoas que disseram isso andando por lá, vestidas de branco, com uma garrafa de espumante na mão, todas alegrinhas e aguardando ansiosamente a queima de fogos. Porque a verdade é uma só: confusão ou não, o réveillon na praia de Copacabana é o maior barato e, no fim das contas, todo mundo se diverte muito.

Nós já passamos algumas (várias) viradas de ano na praia de Copacabana e adoramos. Por isso decidimos fazer esse post para dar algumas dicas de sobrevivência ao pessoal de outros estados que está vindo receber o novo ano nas areias da Princesinha do Mar.

réveillon em copacabana
Panorâmica do Reveillon de Copacabana. (Foto: Tatiana Maragno)

Réveillon em Copacabana: como chegar no dia da festa

O primeiro desafio da missão de passar o réveillon em Copacabana é chegar até lá. Se você tiver alugado um apartamento no bairro ou nos bairros vizinhos, Botafogo e Ipanema, pode ir caminhando, e aí é a melhor coisa que você pode fazer. As ruas ficam muito animadas com uma multidão de gente andando para lá, então é tranquilo ir acompanhando o grupo.

Agora, se você estiver hospedado em algum lugar que não dê para ir andando, o ideal é se preparar com antecedência para ir para Copacabana. Isso porque o bairro fica todo fechado para os carros desde a manhã e o trânsito nos arredores vira um verdadeiro pandemônio. Os únicos taxis que entram na área são aqueles de companhias autorizadas e devem ser agendados com antecedência, não valem a pena (e vão custar os olhos da sua face). O melhor jeito, então, é ir de metrô, que na noite do ano novo funciona em esquema especial com mais trens e durante toda a noite.

Mas é importante saber que os cartões para embarque no metrô devem ser comprados com antecedência, pela internet no site do ingresso.com ou nos guichês, em dinheiro, até o dia 24/12 em uma dessas estações até o dia 24/12: Pavuna, Maracanã, Saens Peña, Central, Carioca, Largo do Machado e Siqueira Campos. A partir do dia 25/12, a venda presencial só será feita nas estações da Carioca, Pavuna, Central e Largo do Machado.

O passaporte de ida e volta sai por R$7,00 (mas cada perna é vendida separadamente por R$3,50), os bilhetes normais do metrô e do bilhete único só voltarão a ser aceitos a partir das 7h do dia 1° de janeiro. E mais um detalhe importante: você deve comprar o seu cartão para a faixa de horário em que pretende ir ou voltar do réveillon em Copacabana. Todos as informações sobre os horários e demais dúvidas podem ser conferidos no hotsite especial do Réveillon Metrô Rio .

O que comer e beber em meio à festa

O Réveillon e o Carnaval são as épocas em que os bares, lanchonetes e restaurantes mais lucram no Rio de Janeiro, porque a cidade fica lotada. Por isso mesmo, o pessoal aproveita para aumentar os preços e muitas coisas ficam muito caras. Além disso, na noite da virada do ano, alguns bares, como os da praia, se fecham para quem reservar mesa e tem várias ceias e festas pagas rolando nas boates e restaurantes. Se você não estiver disposto a gastar um rim bom dinheiro nisso, a boa é comprar lanchinhos e bebidas nas barraquinhas de rua, que saem muito mais em conta para quem é mão-de-vaca são muito mais práticos, e curtir a sua festa tranquilo.

Eu, por minha vez, sempre defendo a ideia de levar comidas e bebidas de casa, porque dá para beber coisas de uma qualidade muito melhor e pagando muito menos. No post sobre como ir à praia no verão do Rio de Janeiro sem gastar muito tem várias dicas de lanchinhos e bebidas para levar e todas elas se aplicam ao réveillon em Copacabana. Sou totalmente pró-farofa e acho que a gente tem mais é que levar um bom espumante de casa mesmo! Mas lembre de levar em bolsas e vasilhas descartáveis, para deixar lá e não ter de ficar carregando depois que a comida e bebida tiverem acabado.

A queima de fogos e os shows da festa de réveillon em Copacabana

A praia de Copacabana tem 4 km de extensão e, a cada réveillon, recebe mais de 600 mil turistas para ver a queima de fogos. Tanta gente assim não poderia assistir aos shows num palco só, por isso são construídos três palcos ao longo da praia para dar uma dividida no pessoal. O negócio é olhar a programação dos shows na praia de Copacabana  e escolher quais você quer ver para poder se programar e ir para esse determinado palco na hora certa. São tantas opções, de pagode e funk a rock, que fica até difícil escolher um palco só, mas fique tranquilo que dá para ir de um a outro com alguma facilidade, porque as distâncias não são muito grandes.

réveillon em copacabana
Praia lotada no maior reveillon do Brasil (Foto: Fernando Maia / Vidaeestilo.terra.com.br)

Além dos palcos, também são colocados vários telões por toda a praia, e neles acontece a famosa contagem para a hora da virada. Mas você nem precisa acompanhar muito nos telões, porque todo mundo conta junto e nossa, na hora que dá meia-noite é muito emocionante! Até eu que não sou disso fico toda arrepiada com a empolgação e a energia de milhões de pessoas comemorando juntas! Quando os fogos começam a estourar, você pode estar em qualquer lugar da praia, porque vai conseguir assistir muito bem, já que eles saem de balsas espalhadas ao longo de toda a praia.

No Réveillon em Copacabana, a queima de fogos dura uma meia hora e é linda, linda. Todo mundo estourando champagne, se abraçando, rindo, chorando, cantando, uma alegria só… eu fico muito emocionada, dá mesmo aquela sensação de ano novo, vida nova, é bom demais! Logo depois dos fogos sempre tem shows das baterias das escolas de samba em todos os palcos, que é para o ano já começar no ziriguidum, porque no Rio, em 1° de janeiro se inicia não só o novo ano como, também, o carnaval. haha E a festa vai até de manhãzinha, com muito show e gente animada na rua.

Uma opção que eu gosto muito depois da queima de fogos é ir para alguma festa com comida e bebida liberadas em algum lugar. Só que os comerciantes da cidade acham que todo mundo é milionário e cobram caríssimo pela entrada, por isso é preciso comprar com muita antecedência porque o valor do ingresso vai aumentando conforme a data chega. Mas se você não conseguiu comprar, pode ficar curtindo na praia mesmo, porque tem show até de manhã. É uma experiência muito interessante, divertida e que todo brasileiro deveria ter pelo menos uma vez na vida, mesmo que seja para dizer que foi e não gostou (o que eu acho difícil).

fogos de artifício réveillon em copacabana
É muito emocionante ver a queima de fogos de pertinho. (Foto: Tatiana Maragno)

Como ir ao banheiro na Praia de Copacabana

Depois de tanto brinde e tanta cerveja gelada, chega aquela hora que deixa as mulheres mais tensas, a de fazer xixi. Mas não precisa se desesperar: existem aquelas cabines de banheiros públicos espalhadas por toda a orla. O máximo que pode acontecer é você ter de esperar na fila um pouquinho.

Outra opção é pedir para usar os banheiros dos bares e restaurantes da praia. Pode ser que alguns não permitam se você não estiver consumindo lá, mas vários outros cobram uma entrada para quem quiser usar o banheiro, como uns R$2 por vez ou algo assim. Vale a pena se você estiver mais apertada e não quiser esperar em uma fila maior!

E homens, usem os mictórios públicos também, por favor. Não é porque para vocês é mais fácil que vocês podem ficar fazendo xixi na rua que nem cachorro. Nós somos modestos, econômicos e passamos o Réveillon em Copacabana, mas mantemos a classe, ok?

Suas coisas, sua segurança e a tal violência no Rio de Janeiro

Sim, o Rio de Janeiro anda bastante violento e cheio de assaltos e não dá para negar essa realidade, que infelizmente é a mesma em boa parte das grandes cidades brasileiras. Mas não é por causa disso que a gente vai deixar de viver e fazer as coisas, não é mesmo? Durante o réveillon é feito um policiamento mais ostensivo na região de Copacabana, então muitos policiais ficam pela praia evitando grandes problemas. Mas pivetes, batedores de carteira e safadinhos em geral sempre existirão. Então a minha dica é seguir os cuidados que os cariocas seguem nesses grandes eventos:

– Não saia com nada de valor ou que chame atenção. Deixe seu cordão de ouro, sua câmera profissional e seu iPhone 6 em casa para não ter de ficar o tempo todo preocupado se vão te roubar.

– Leve seu dinheiro em notas pequenas para facilitar o troco e guarde-o junto com seu RG em uma daquelas bolsinhas de viagem que dá para esconder embaixo da roupa e pegar quando você precisar (aquelas bolsinhas canguru de viagem, sabe?).

– Se for tirar foto com o celular, fique esperto e segure firme porque algum moleque sem vergonha pode passar correndo e pegar. Isso nunca aconteceu comigo, mas já vi gente falando que passou por isso, então é bom tomar cuidado. O mesmo vale quando for pedir para algum estranho tirar uma foto sua.

– Em qualquer lugar em que há pessoas bêbadas, existe sempre a chance de rolar confusão e desentendimentos, principalmente porque tem muito homem por aí que bebe e fica valente. Então fique na sua e evite confusão, não entre em provocações e respeite o 9° Mandamento de não cobiçar a mulher do próximo, para poder curtir a sua festa em paz.

Seguindo essas dicas, é certo de você ter um réveillon muito divertido e memorável na praia de Copacabana. Nós desejamos que você se divirta bastante, tenha uma ótima virada de ano e depois volte aqui no blog para nos contar como foi! 😀


-> Confira hotéis e pousadas para curtir o Réveillon em Copacabana clicando aqui.

-> Confira hotéis e pousadas para curtir o Réveillon no Rio de Janeiro clicando aqui.


Comentários

Tags:

5 comentários

  1. […] Réveillon em Copacabana: como sobreviver à maior festa do Brasil (e se divertir muito!) […]

  2. Avatar

    Olá, gostaria de curtir o réveillon na praia de copacabana no estilo sem gastar nada e seguindo essas suas dicas! Só faltou o que fazer caso seja necessário usar o banheiro! Existem banheiros públicos por lá?

  3. Avatar

    Olá. Você tem alguma dica de festa legal nesse estilo tudo liberado (que não seja muito cara) pra curtir depois?

  4. Avatar

    Parabéns pelo seu post,eu e meu esposo estamos querendo ir,mas exatamente de tanto as pessoas falarem que é perigoso, tumultuado,etc resolvi dá uma pesquisada.
    Você abordou todos os pontos e detalhou as informações.
    Muito obrigada! Com certeza ajudará muita gente.

    1. Mariana Yusim

      Que bom que gostou do post, Aveni! Ficamos felizes em saber! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *