Nós testamosVida de viajante

Para levar em viagens: Testamos a garrafa filtradora Groove Camelbak

review groove camel back viajadora cor

Já faz um tempo que venho querendo escrever aqui sobre um produto que comprei em meados de 2014 e, desde então, se tornou meu companheiro inseparável: a garrafa filtradora Groove Camelbak, que vem com um filtro que purifica a água na hora para a gente beber.

Queria essa garrafa filtradora há um tempão por três razões:

1)    Sempre que eu viajava para lugares mais “aventureiros” ou fazia alguma trilha em que tinha de beber água de rio, sofria com a diarreia do viajante. (E não, não tenho vergonha de falar disso! haha),

2)    Ficava muito incomodada com a quantidade de lixo que as garrafas descartáveis de água representam,

3)    E claro, também me incomodava muito o fato de toda hora gastar dinheiro comprando água

Apesar desses três ótimos motivos, vinha adiando a compra pelo fato de a garrafa me parecer um pouco cara: por volta de uns R$ 120. Até que um dia surgiu a possibilidade de comprar com desconto, eu aproveitei e ganhei uma parceira de quem não desgrudo nunca mais. E agora vim aqui falar tudo sobre esse item indispensável da mochila do viajante ecológico. Olha só:

Como funciona a garrafa filtradora da Camelbak

A Camelbak é uma empresa norte-americana super tradicional no mercado de produtos de hidratação, e ficou bem famosa por produzir aquelas mochilas com canudo para quem quer beber água com facilidade nas trilhas. A marca se destaca por inovar sempre em tecnologia e essa linha de garrafa filtradora não deixa a desejar: seu grande diferencial é ter um filtro de carvão ativado que funciona como os filtros de água normal que temos em casa. Você enche a garrafa e pã, já dá para beber água limpa na hora e sem gosto nenhum. Um baita avanço quando a gente pensa que Hidrosteril, Clorin e outros purificadores a base de cloro deixam aquele gostinho ruim na água.

A Groove pode ser usada sem preocupações quando se está filtrando água de torneira (que já é previamente tratada pelas distribuidoras), mas quando o papo é água de rio e outras “águas mais selvagens”, a indicação é primeiro ferver ou purificar a água com as pastilhas purificadoras e depois passar pela filtração da garrafa. Nesse caso, a filtração serviria para tirar o ranço de cloro deixando pelos purificadores. Porém… como eu sou preguiçosa gosto de desafiar o perigo, tenho bebido água de rio e de fontezinhas em trilhas só filtrando direto na garrafa mesmo. É claro que não vou me arriscar a beber água do Tietê, né, mas penso que se o rio for limpinho e tal, posso beber sem grilo. E tem funcionado: não tive mais dor de barriga desde que comecei a usar a Groove! haha

Agora carrego a garrafa comigo para todos os lugares, inclusive no meu dia-a-dia na cidade. Não preciso mais gastar dinheiro comprando água, não fico mais com a consciência pesada de produzir lixo à toa e não passo mais sede, porque sempre tem uma torneira onde dá para encher a garrafa. Economia, ecologia e praticidade.

garrafa filtradora camelback groove viajadora
A Groove Camelback na embalagem… vem com todas as instruções de como cuidar da garrafa

A manutenção do filtro e da garrafa filtradora

A embalagem da garrafa vem com instruções de como cuidar dela, e é bem fácil. Na primeira lavagem é preciso lavar também o filtro, e depois ele pode ser usado direto para até 180L de água, o que corresponde a 300 usos (cada uso é uma garrafa cheia)… basta encher e beber. O uso de um filtro por toda a sua vida útil corresponde a 375 garrafas plásticas que você economiza. Eu acho isso incrível.

componentes camelback groove review viajadora garrafa filtradora
Detalhes do sistema de filtragem da garrafa. O filtro, essa pecinha preta, entra na parte branca e encaixa na de baixo. Fica parecendo um canudo na garrafa, bem fácil de trocar e de limpar. (foto: Divulgação)

Depois dos 300 usos, você pode comprar filtros novos separadamente e trocar, algo que vai tomar aproximadamente 20 segundos do seu tempo. Eles podem ser comprados em pacotes de duas (custam cerca de uns R$80) ou seis unidades (não achei para vender no Brasil). Você também pode comprar nos sites gringos, no da Amazon, por exemplo, é bem mais barato, mesmo com a conversão do dólar e as taxas. Ou, melhor ainda, comprar logo um estoque se viajar para o exterior. Pra quem quiser fazer isso para comprar os filtros, é só clicar neste link aqui da Amazon.com. para comprar o kit com 2 filtros, ou neste, para comprar o kit com 6 filtros.

Mas agora vamos aos detalhes…

O que eu mais gostei:

– O plástico da garrafa não tem BPA (uma substância que faz mal à saúde e está presente em outros produtos plásticos) e é muito resistente e fácil de limpar. Sou desastrada e já deixei cair várias vezes, além de bater com ela em alguns lugares, e minha garrafa continua inteira, sem nem um arranhão.

– A boca é larga, o que torna a garrafa fácil de encher em qualquer lugar, e o filtro é fácil de trocar.

– Como ela é magrinha e alta, cabe em qualquer porta-copo e também naqueles bolsos laterais de qualquer mochila.

– O bico é fácil de puxar a água e sai bastante de uma golada só. Digo isso porque eu odeio muito aquelas garrafinhas de biclicleta/corrida que você tem que morder e puxar e o troço fica fechando, sabe? haha

camel back groove review viajadora garrafa filtradora
O bico da Groove Camelbak já não é tão fácil de limpar, precisa de cotonete e um pouquinho de paciência. Mas é prático para beber e sai bastante água.

O que eu não achei muito legal:

– A garrafa tem uma alça dura de plástico que o fabricante diz que facilita para carregar. De fato, se você quiser amarrar em algum lugar, sim, no resto do tempo ocupa espaço e pinica quando você carrega na bolsa.

– Não gosto dos tamanhos disponíveis, de 600ml e 750ml. Esses dois tamanhos são pequenos demais para uma trilha grande e grandes demais para botar na bolsa (pense numa bolsa de mulher) e usar no dia-a-dia. A minha é a de 750ml, mas gostaria que lançassem versões menores e maiores, tipo 400ml para ambientes urbanos e 1L para trilhas.

– O bico é meio difícil de limpar (tem uns cantos que precisa limpar com cotonete) e tem uma tampa de silicone que me irrita um pouco porque nunca consigo encaixar completamente.

Vale a pena comprar a Groove Camelbak?

Com certeza. Pense que, no Brasil, cada garrafinha de água custa entre R$2 e R$6. Com esse calor ignorante, quantas garrafas você tem bebido por semana, hein? Essa economia já vale o preço da Groove e dos filtros. E isso sem falar na sustentabilidade.

A produção de lixo é um dos principais problemas ambientais que a humanidade tem de resolver, e gosto de saber que estou fazendo a minha parte para não ocupar mais tanto espaço no planeta e gastar tantos recursos para produzir coisas descartáveis. Isso, para mim, não tem preço. 🙂

Produto: Garrafa filtradora Groove Camelbak, disponível nos tamanhos 600ml e 750ml

Onde comprar: Lojas de artigos esportivos e de aventura ou lojas online. Caso você queira comprar lá fora, nós recomendamos a Amazon. Abaixo segue a imagem com o link.


Site oficial da Camelbak para mais informações: www.camelbakbrasil.com.br

garrafa filtradora camel back thais viajadora review
A garrafa ao lado da minha delicada botinha de trilhas, para você ter uma ideia do tamanho dela

Comentários

Tags:

Um comentário

  1. […] Para levar em viagens: Testamos a garrafa filtradora Groove Camelbak […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *