Cidade do Rio de JaneiroPelo BrasilRio de Janeiro

Onde ficar no Rio de Janeiro: Rioow Hostel

painel-rioow-hostel

Apesar de trabalhar no Rio de Janeiro e morar em Niterói, é muito diferente estar na Cidade Maravilhosa como turista e realmente aproveitar o que de melhor ela tem a oferecer. Por isso, fiquei muito animada quando o pessoal do Rioow Hostel nos chamou para passar um final de semana diferente por lá, nos arredores da Lagoa Rodrigo de Freitas. Além de conseguir curtir as atrações turísticas do Rio de outro ângulo, gostei da ideia de contar aqui tudo sobre o hostel para quem estiver em busca de um teto acessível em meio a tantas opções caríssimas que a cidade oferece,  uma dica que muitos dos nossos leitores de outros estados pedem. Então aqui vão todos os detalhes:

Onde fica e como é o Rioow Hostel

O Rioow (se fala “ri-ou” mesmo, como os gringos falam o nome da cidade) fica na Lagoa Rodrigo de Freitas, perto de muitos dos cartões postais da cidade e, se não prestarmos atenção, vendo de fora ele pode parecer só mais um prédio com uma arquitetura bacana.  

rioow-hostel-frente
O Rioow, na esquina de rua Saturnino de Brito com a Lagoa Rodrigo de Freitas
rioow-detalhes-fachada
Entrada e detalhes da fachada do hostel
lagoa-rioow-hostel-vista-do-cristo
Ele ali, bem na esquina, aos pés do Cristo
entrada-rioow-hostel
Eu lá!

Por dentro o hostel é ainda mais legal. O ambiente é super descontraído e cheio de design e cor, sem deixar de ser aconchegante. Tudo por lá parece ter sido pensado nos mínimos detalhes, desde as plaquinhas de sinalização do hostel até os livros que ficam nas estantes, a decoração e os móveis. O atendimento também é ótimo: os funcionários são muito atenciosos e os sócios Bruno Rapp e Bruna Marques – simpáticos que só – estão sempre por perto, fazendo questão de cuidar de tudo e ajudar os hóspedes com dicas para aproveitar a cidade como quem mora por ali. Eles fazem questão de ajudar com as informações de restaurantes por perto e como chegar até os lugares, e na recepção ainda é possível contratar excursões para várias atrações da cidade por preços decentes.

A área comum tem tv e bar – e um painel incrível do mapa mundi, com 3500 parafusos que eu sonho em marcar nas minhas viagens. haha O bar vende snacks e bebidas e na área comum costumam rolar festas e encontros, já que o espaço pode ser alugado para eventos. Na noite em que ficamos por lá rolou até uma festa à noite, mas não tivemos problema nenhum no nosso quarto com barulho.

rioow-hostel-rio-de-janeiro
A área comum do Rioow
bar-e-área-externa-rioow-hostel
O bar e a área externa
detalhes-rioow-hostel
Detalhes <3
piso-hidraulico
O piso também é lindo
cristo-rioow-hostel
🙂

Os quartos

O hostel tem duas suítes de casal e cinco quartos coletivos com beliches e triliches e capacidade para 5, 7 (exclusivo feminino), 8, 10 e 12 pessoas. Todos os dormitórios têm ar-condicionado e banheiro compartilhado (ótimos por sinal) e cada cama possui armário individual, luminária e tomada elétrica. Os quartos duplos também têm ar-condicionado, armário, cofre e banheiro privativo. 

quarto-coletivo-rioow
Quartos coletivos (Foto: www.rioowhostel.com.br)
Beliches e triliches nos quartos coletivos (Fotos: www.rioowhostel.com.br)
Beliches e triliches nos quartos coletivos (Fotos: www.rioowhostel.com.br)
Banheiros coletivos com muitas cabines de chuveiro e vasos sanitários
Banheiros coletivos com muitas cabines de chuveiro e vasos sanitários

Eu e o Diogo ficamos hospedados em um dos quartos duplos, a suíte Jardim Botânico, e adoramos. O quarto fica no terceiro andar (assim como a suíte Lagoa), o que é legal para fugir do barulho quando rolam as festas na área comum. O único barulho que ouvimos era do banheiro compartilhado, que dividia parede com o nosso quarto, mas nada que chegasse a atrapalhar.

suite-rioow-2
Nosso quarto, a suíte Jardim Botânico
suite-rioow
De outro ângulo. Uma coisa interessante é a pia, que fica fora do banheiro da suíte.

O café da manhã do Rioow

Pra mim, um ponto bem importante em uma hospedagem chama-se café da manhã, e fiquei feliz só de saber que no Rioow a diária inclui o café. Como a maioria dos hostels não oferece, este é um diferencial bem bacana deles. O café é simples, mas a sensação é bem legal, como de se estar comendo em casa mesmo. Eles oferecem pães, queijo, presunto, fruta, suco, leite, café e chá.

Café simples, mas gostoso
Café simples, mas gostoso

Quanto custa?

É possível se hospedar por lá em dormitório misto por um valor a partir de R$ 60,00 por pessoa ou em suíte privativa por até R$ 290,00 pelo quarto, com café da manhã incluído. Pelo Booking encontramos preços promocionais que fazem o valor ficar ainda mais atrativo, então vale dar uma pesquisada.

 

 

Onde fica?

O Rioow Hostel fica na Lagoa Rodrigo de Freitas, a 5 minutos a pé do Jardim Botânico do Rio de Janeiro e do Parque Lage, e a 3,7km da praia de Ipanema. O aeroporto Santos Dummont fica a 13km e o Maracanã a 10km. No site deles (www.rioowhostel.com.br) é possível ver a localização exata no mapa e também checar as distâncias para os principais locais da cidade.

 

O que fazer por perto

Como o hostel fica perto de muitos pontos turísticos do Rio, em apenas um final de semana conseguimos fazer muita coisa legal a pé e abaixo seguem algumas dicas pra quem estiver avaliando se vale a pena ou não ficar hospedado por ali:

1) Tomar um café no Empório Jardim

A poucos minutos de caminhada, na Rua Visconde da Graça, fica uma deliciosa mistura de bistrô, padaria, confeitaria e lojinha de produtos gourmet. Fomos até o Empório Jardim por indicação do pessoal do hostel para tomar um café no fim da tarde e adoramos. O ambiente é super aconchegante e dá vontade de pedir tudo que tem no cardápio (não pelo preço, mas pela cara das coisas expostas). Eles também têm um esquema café da manhã (que na verdade rola o dia todo) bem legal, em que é possível escolher em uma comanda os itens, que vão desde o tradicional pão na chapa e manteiga a sanduíches mais elaborados.

emporio-jardim
Ambiente gostoso e muitas guloseimas

 

2) Dar uma volta na Lagoa de bicicleta

É só atravessar a rua e dar alguns passos para chegar em uma das estações da Bike Rio. Eu nunca tinha alugado nenhuma bicicleta deste tipo, mas adorei. As bicicletas da Bike Rio ficam espalhadas por toda a cidade, e assim como em grandes cidades do mundo, é possível pegar uma em uma estação e devolvê-la em qualquer outra, em outro ponto da cidade. Aluguei uma bike pelo aplicativo grátis deles e funcionou super bem. O valor também é bem camarada (5 reais pela diária ou 10 reais por mês) e a única obrigação é de devolver a bike (e pegar outra se quiser) em até uma hora. A volta na Lagoa de bicicleta é bem agradável e seus quase 7,5km têm pontos ótimos para tomar uma água de coco ou só aproveitar a vista.

Bike Rio e Cristo Redentor
Bike Rio e Cristo Redentor
Lagoa Rodrigo de Freitas de um lado
Lagoa Rodrigo de Freitas de um lado
Vista da Lagoa Rodrigo de Freitas
E do outro

 

3) Conhecer o Parque Lage

O Parque Lage fica a menos de 10 minutos a pé do hostel e é um dos parques públicos mais legais do Rio. Lá é ótimo para piqueniques, para um café da manhã diferente no Palacete e existem até trilhas que passam por cachoeiras e vão até o Corcovado.

Parque Lage
O parque lage é lindo
Vista do Cristo Redentor do Jardim Botânico
De todos os ângulos

 

4) Passear no Jardim Botânico

O lindo Jardim Botânico do Rio de Janeiro também é quase quintal do Rioow. A poucos minutos de distância a pé, a dica é tomar um café por lá ou simplesmente passear sem hora para voltar. Cada pedacinho de lá é lindo.

Caminho das Palmeiras Imperiais Jardim Botânico
O pedaço mais famoso de lá
Charafiz  Jardim Botânico
Charafiz
Muitas cores no Jardim Botânico do Rio
Muitas cores no Jardim Botânico do Rio

 

5) Pegar uma praia em Ipanema

A caminhada até a praia não é tão curta quanto a caminhada para o Jardim Botânico, mas faz parte da vida de um turista caminhar, não é mesmo? Ipanema é vizinha da Lagoa e fora a praia em si, o pôr do sol do Arpoador é imperdível.

Vista da Praia de Ipanema
Dia de céu azul em Ipanema (Foto: Paula Batalha)
Jogando Futebol na Praia
O entardecer por lá é lindo (Foto: Paula Batalha)

Por do Sol da Praia de Ipanema
e o pôr do sol inesquecível (Foto: Paulo Marcos Valiante)

 

E afinal, a gente recomenda o Rioow Hostel?

Sim, e muito! As fotos falam por si e o hostel é realmente muito bem cuidado e charmoso. Além disso, a localização é mesmo um grande ponto forte: é muito bom poder ir andando a muitos dos principais pontos turísticos da cidade e ter fácil acesso a tantos outros, de onibus mesmo. Sem falar no preço, que é bem acessível dentro das opções de hospedagem na nossa tão cara cidade maravilhosa. Recomendamos muito!


OBS: Apesar de eu ter ficado hospedada no hostel sem pagar nada, nós não recebemos nada para escrever sobre ele, o objetivo dos proprietários era apenas que conhecessemos o hostel. Decidimos fazer este post porque realmente gostamos do local e do serviço e achamos que seria uma indicação útil e interessante para nossos leitores. 🙂


Comentários

Tags:

3 comentários

  1. ahahahaha me identifiquei com o texto! Você dá opções de café da manhã, minha refeição favorita, em vários locais!!!! Como come essa menina! Beijos

    1. Mariana Yusim

      hahaha também é a minha refeição favorita! O bicho que mora na minha barriga acorda gritando de fome. hahaha Beijos, Érima! :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *