Estudo e TrabalhoVida no Canadá

Estudar em Vancouver: O que eu achei do curso de continuing studies da UBC

Como comentei há alguns dias, em outubro fiz o curso de Social Media and Content Marketing da University of British Columbia. A última aula foi no dia 30/10, e agora faço este post para contar sobre a experiência e se achei que os cursos de continuing studies da UBC valem a pena para quem quer arrumar um emprego na área de marketing digital, comunicação e social media no Canadá.

Antes que eu comece, um pequeno resumo (mais detalhes neste post): os cursos de continuing studies da UBC são cursos curtos sobre diversos temas em várias áreas. Com cerca de um mês de duração, eles preparam os alunos para o mercado com exemplos práticos e exercícios totalmente aplicáveis para o trabalho. Decidi fazer porque ouvi falar muito bem, e queria uma experiência mais “mão na massa” do que vinha tendo no meu curso de Marketing Management no Langara College. Foi exatamente o que eu queria e esperava.

Sobre o professor e a turma

O curso teve o total de quatro aulas, sempre às quartas, das 18h às 21h. Eu ia depois de um dia inteiro de aulas no college, por isso achei que seria bastante cansativo, mas fiquei surpresa de ver que as aulas eram tão interessantes, que passavam bem rápido. O professor, Graham Williams, tem muita experiência na área de content marketing e community management, inclusive já tendo escrito livros sobre o assunto. Ele é especializado em tecnologia e produz conteúdo para vários lugares, como, por exemplo, o blog da rede de lojas Best Buy. Essa experiência faz com que ele tenha um conhecimento de mercado muito legal para dividir, e ele tem muita boa vontade para responder qualquer dúvida e ajudar a lapidar propostas de content marketing e outras ideias dos alunos, bem legal mesmo.

Viajadora: O instrutor Graham Williams na sala de aulas do curso de cursos de continuing studies em social media e content marketing da UBC
O instrutor Graham Williams durante as aulas de social media e content marketing (a foto não ficou das melhores porque eu estava mais precoupada em prestar atenção no que ele estava falando! rs)

Por falar nos alunos, eu gostei muito da turma também. Além de mim, tinham outras 10 pessoas, e eu era a única estrangeira. Todo mundo já estava trabalhando na área (dois deles, aliás, faziam conteúdo para a rede de lojas de produtos outdoor MEC – meu sonho! haha), seja em grandes empresas, como freelancers ou em suas próprias empresas. Isso foi uma das coisas que eu mais gostei, porque acho muito importante fazer networking e trocar experiências, coisas que eu fiquei frustrada por não ter tido exatamente a oportunidade de fazer com a minha turma na Langara.

Foi ótimo ver o ponto de vista dos canadenses sobre o mercado e como encaram de um jeito diferente várias coisas às quais estamos acostumados no Brasil. É um aprendizado fundamental para quem quer se inserir no mercado daqui, e adorei que todo mundo estava bem simpático e receptivo para conversar, adicionar no LinkedIn e manter contato após o fim do curso, algo que eu queria também.

O que teve nas aulas 

No primeiro dia, o instrutor entregou o cronograma do curso, com a lista do que seria ensinado em cada aula. E aí, todos os dias ele deu uma apostila com o conteúdo dos slides que ele mostrava em sala, por isso não foi preciso levar computador nem caderno, dava para anotar tudo nas apostilas mesmo. Como eram três horas de aula, ele teve tempo de mostrar vários exemplos práticos bem legais, além de dar bastante espaço para perguntas e discussões em sala. E durante uma das aulas, um outro instrutor da UBC, Tristan Jutras, foi convidado para falar sobre curadoria de conteúdo, e eu fiquei abismada com a quantidade de informação que ele tinha pra dividir, e no tanto de recursos que ele apresentou e eu não sabia que existiam.

Aliás, passei o tempo todo das aulas tendo várias ideias muito legais, não só aqui para o blog, como para o meu trabalho atual, meus trabalhos como freelancer e várias outras coisas que eu quero fazer, e isso para mim foi a melhor parte: super inspirador e aumentou muito o meu conhecimento do que está rolando na área, como sites novos, aplicativos, tendências e oportunidades.

Ah, e antes que alguém pergunte, o curso tem dever de casa. Mas nada de outro mundo: a cada semana a gente tinha que fazer uma parte de um plano de produção de conteúdo, e depois juntar tudo em um plano completo e coerente para o trabalho final. Isso foi ótimo, porque o instrutor deu feedback em todas as etapas e no plano final, e muita gente (eu inclusive!) ia transformar esses planos em propostas concretas para usar no trabalho ou emplacar algum frila, e nesse caso é muito bom ter uma pessoa experiente no mercado canadense para avaliar e dar dicas de como melhorar.

Foi um investimento que valeu muito a pena para mim, e sei que ainda vai me render muitos frutos. Fiquei animada para fazer os outros cursos do programa e pegar o Certificate of Achievement depois, acho uma oportunidade valiosa de aprender e melhorar muito o meu currículo.

Viajadora: Vista geral do campus da UBC Robson Square, com a Art Gallery ao fundo, onde acontecem os cursos de continuing studies em social media e content marketing da UBC
Vista geral da Robson Square, com a Art Gallery ao fundo. O campus onde acontecem as aulas de continuing studies da UBC fica nessa parte de baixo, ao redor dessa área coberta (que aliás, vira um rink de patinação no gelo bem legal no inverno!)

Para quem os cursos de continuing studies são interessantes (tem opção de curso presencial ou online!)

Justamente por serem cursos curtos, eles não dão direito a nenhum tipo de visto para alunos internacionais, logo não podem substituir os cursos de college para quem está buscando um jeito de vir para o Canadá. Digo isso porque recebi um monte de mensagens com essa pergunta no outro post, então é bom deixar isso claro logo. Esses cursos são ideais para quem já está no Canadá por alguma razão e quer se atualizar, fazer networking e melhorar o currículo com um curso de uma das melhores e mais respeitadas universidades canadenses.

Achei que são opções especialmente boas para quem veio em casal com o cônjuge fazendo college, para ter a oportunidade de estudar também sem gastar tanto, e mesmo para quem tem interesse de vir para Vancouver passar um mês estudando e não quer ficar só nas opções de cursos de inglês.

E para quem nem chegou no Canadá ainda, mas já quer ir dando uma melhorada no currículo para vir – ou só aprender e se capacitar para trabalhar melhor no Brasil mesmo – é possível fazer esse curso online também.

E é bom lembrar que tanto para o curso presencial quanto para o online não é preciso nenhum tipo de comprovação de nível de inglês, mas é preciso ter inglês fluente ou avançado para conseguir acompanhar.

Onde acontecem as aulas e qual o valor do investimento

As aulas dos cursos de continuing studies acontecem na unidade da UBC na Robson Street, em frente à Art Gallery. Fica no centro de downtown Vancouver e bem perto de várias linhas do skytrain, mais prático impossível.

Os valores dos cursos presenciais e on-line de continuing studies estão disponíveis neste link. Quem fizer seis dos cursos do programa, presenciais ou on-line, em até dois anos, ganha o UBC Award of Achievement in Social Media, um certificado muito legal para botar no currículo e para falar em qualquer entrevista de emprego na área por aqui. Os preços e informações completas sobre o Award of Achievement estão disponíveis aqui. Para quem quiser comprar os seis de uma vez, rola um bom desconto. Mas quem não tiver essa grana toda logo – como eu! – pode ir pagando aos poucos, conforme fizer cada curso.

Viajadora: Entrada do campus da UBC Robson Square, onde acontecem as aulas dos cursos de continuing studies
A entrada do campus da UBC Robson Square, onde acontecem as aulas dos cursos de continuing studies. Fica bem no centro de downtown, facinho de chegar!

OBS: Este é um publipost. A UBC fez um abatimento do valor total do meu curso em troca de eu contar aqui no blog como foi a experiência, mas com total liberdade e sem qualquer tipo de pressão sobre o conteúdo. Tudo que eu escrevi (e esreverei) sobre esses cursos aqui são e serão a minha opinião sincera sobre a experiência e seus resultados.


Confira mais posts sobre morar e estudar no Canadá:

Estudo no Canadá: Por quê indicamos a Nexus Intercâmbio

Pós-graduação na Langara College: Concluí meu curso no Canadá, e agora?

Emprego no Canadá: Como conseguir um na sua área de estudos

Será que morar no Canadá é pra você?

10 coisas (muito) boas de se morar em Vancouver

Quanto custa morar em Vancouver para um casal sem filhos

Como é voar Air Canada e passar pela imigração em Toronto

Marketing Management na Langara College: Primeiro mês de aula e minhas impressões

Checklist: O que resolver no Brasil antes de ir morar fora

Passo a passo para fazer college no Canadá: Como se matricular e tirar o visto de estudante

31 conselhos e dicas para quem vai estudar na Langara College

Dica para entrar no mercado de trabalho no Canada: Cursos de Continuing Studies da UBC

Estudar em Vancouver: O que eu achei do curso de continuing studies da UBC

Tudo que você queria saber sobre enviar dinheiro pela Western Union (e tinha preguiça de pesquisar)


 

Comentários

Tags:

3 comentários

  1. […] Estudar em Vancouver: O que eu achei do curso de continuing studies da UBC […]

  2. Oi, primeiramente super parabéns pelo seu blog, ele é incrível!!!!
    1- Queria fazer um pós em comunicação digital (trabalho com isso) mas não encontrei praticamente nada (a UBC não vende do Brasil), então marketing na Langara realmente parece a melhor opção. No curso só tem o básico de digital/social media?
    2- O mercado de publicitário (foco em digital) aí é realmente muito restrito como parece?
    3- Para quem tem muita dificuldade com direito e finanças dá pra sobreviver na Langara?
    Muito obrigada!! Bj

    1. Oi, Maria!!

      Que legal que curtiu o blog! 🙂

      Então, sobre a Langara, o curso de pós em marketing que eu fiz só tem o básico de social media mesmo, achei bem superficial. Seria melhor você procurar cursos mais específicos. Você já procurou no BCIT ou na SFU? Acredito que eles podem ter cursos melhores nessa área lá. Além disso, vale complementar com cursos extras (esses de continuing studies, como o da UBC que falei neste post), porque são sobre assuntos específicos e te dão uma boa base e networking para o mercado de trabalho canadense.

      Sobre trabalho, aliás, tem vaga pra todo mundo. O importante é você ter um bom currículo, experiência, interesse e, acima de tudo, fluência no inglês (de verdade!) e disposição pra correr atrás! 😉

      Quanto às matérias chatas, não tive nada de direito, mas tive finanças e estatísticas e sobrevive. Essas matérias são muuuuito chatas, mas estudando e tendo paciência dá pra passar tranquilo.

      Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *