Estudo e TrabalhoVida no Canadá

Estudar no Canadá: Primeiro mês na Langara College e minhas impressões

Primeiro dia de aula na langara college vancouver.Retrospectiva dos nossos tres primeiros anos morando no Canada.Viajadora

A ideia inicial deste post era falar sobre a primeira semana na faculdade aqui no Canadá, mas dia 5 de fevereiro fez um mês que as aulas começaram e só agora tive uma brecha para sentar e escrever. Isso por si só já diz muito sobre a pós-graduação da Langara College: se você quiser se sair bem tem de estudar – e bastante. Essa foi uma das várias surpresas positivas com o curso, que tem me deixado bastante animada com a perspectiva de me inserir no mercado de trabalho canadense.

Quando me comprometi a investir um valor significativo para estudar no Canadá, fiquei preocupada com a reputação da faculdade, a seriedade da proposta e se essa pós iria mesmo agregar alguma coisa ao meu currículo. Isso porque a gente ouve falar de várias colleges caça-níquel que o pessoal entra só para tentar o visto depois, e não era isso que eu queria, mas sim aprender o máximo possível e ter um diploma de uma instituição respeitada. Acredito que vou conseguir isso e agora vou contar um pouco sobre a experiência de estudar na Langara para quem está pensando em vir para Vancouver também.

langara college vancouver viajadora
Chegando no campus da Langara no primeiro dia de aula, debaixo de chuva, com frio e muito ansiosa
estudar no canadá viajadora
Caminhando para a biblioteca. Dizem que o campus fica lindo no verão, com as árvores cheias de folhas e o povo fazendo pic-nic e jogando frisbee nos gramados.

Estudar no Canadá: meu curso e as aulas

A minha pós-graduação, em Marketing Management, é um modelo novo da Langara que, além das aulas, inclui um período de estágio remunerado no fim do curso, que tem duração oficial de dois anos, mas é feito de forma acelerada para dar tempo de estagiar depois. As aulas vão de janeiro a dezembro de 2015 e depois emendamos em mais quatro meses de estágio, que eles nos ajudam a conseguir de acordo com o nosso perfil e objetivos. Depois daí, a chance de efetivação é grande e dá para estender o visto de trabalho por até três anos.

As aulas vão de 9:30 às 14:30 de segunda a quinta-feira, e neste período estou tendo Marketing, Estatística para Negócios, Contabilidade e Comportamento Organizacional. E a cada duas sextas-feiras tem o que eu acho mais legal: o Co-op, uma aula especificamente voltada para ajudar os alunos a entrar no mercado de trabalho canadense. São várias dicas de como preparar o currículo, como se portar nas entrevistas, onde procurar emprego e tudo mais que a gente quiser saber sobre o assunto. O pessoal do departamento de co-op está sempre à disposição e, inclusive, logo no começo do curso, a responsável por essa área marca uma reunião individual com cada aluno para conversar sobre os objetivos de carreira e indicar o que devemos fazer para concretizá-los, como cursos extras, habilidades a serem treinadas, trabalhos voluntários para enriquecer o currículo, etc. Muito legal mesmo! Tive a minha reunião na semana passada e fiquei empolgada com as possibilidades.

Essa disponibilidade dos professores e de todo o corpo técnico da instituição, aliás, me deixou bem impressionada. Todos têm o maior interesse em ajudar, saber como estamos nos sentindo, saber se os alunos que saíram para estudar no Canadá estão se adaptando bem ou se precisam de alguma coisa. Ofereceram tanta ajuda – inclusive para lidar com a saudade de casa – que eu quase pedi uma feijoada. hahaha Nesse primeiro mês de aula foram várias festinhas e eventos para fazer o pessoal interagir, tudo com muita comida grátis, do jeito que eu gosto. haha

langara collegue viajadora vancouver
Em uma das muitas festinhas organizadas pela Langara para alunos e funcionários interagirem
welcome langara college canada vancouver
E também tem as festinhas organizadas pelo grêmio estudantil…
welcome day cake langara vancouver viajadora canada
… mais divertidas, com direito a bolo, brincadeiras, distribuição de prêmios e música
colegas langara college vancouver canada
Com o pessoal da minha sala em um dos eventos… esse tinha doces, frutas, donuts, salada… adoro! haha

E outra coisa interessante é o fato de que a Langara é um community college, ou seja, uma instituição pública e bem tradicional em Vancouver. Todo mundo aqui conhece e fala muito bem. Não tem o mesmo glamour da University of British Columbia (A UBC, que é mais acadêmica), mas é totalmente voltada para o mercado e tem convênio com várias empresas grandes que costumam empregar ex-alunos da Langara.

estudar no Canadá aula langara college canada viajadora
Mas nem tudo é festa… também tem muitas palestras e workshops para preparar os alunos para entrar no mercado de trabalho e solucionar qualquer dúvida que eles possam ter

E por falar em trabalhar no Canadá…

Com esse curso, ganhei o visto de estudo que me autoriza a trabalhar meio-período por até 20 horas semanais (geralmente como garçonete, vendedora de loja e coisas do tipo, já que praticamente todos os empregos em marketing são de 8h diárias). Essa era a minha ideia inicial, mas pelo ritmo de estudos, provas e tarefas para casa que os professores passam, estou vendo que não vai dar. Isso porque eu penso que, já que investi essa grana para vir, é melhor então me esforçar para fazer o negócio direito, tirando boas notas e fazendo contatos para conseguir um bom emprego na área que eu quero depois.

Claro que cada um sabe de si, das suas necessidades e capacidades, mas aconselharia a quem vem estudar no Canadá levar isso em consideração caso arrumar um emprego logo que chegar seja fundamental.

A estrutura da Langara College

Localizado na região de Oakridge, o campus da Langara é bem bonito. Tem uma biblioteca bem grande e confortável, várias salas de estudo, cafeterias e auditórios, além de salas de informática com computadores modernos e salas de aula espaçosas. E também tem todas aquelas coisas que a gente vê em filmes americanos, como os clubes (me inscrevi no de Literatura, Francês e Boxe, mas tive preguiça não consegui ir a nenhum encontro ainda), grupos de debate e grêmios de alunos que organizam várias festas por lá.

estudar no canadá langara college vancouver viajadora 2
No dia da apresentação dos clubes, o corredor da Langara parecia até boate, o maior agito! haha Tinha clube de tudo que se pode imaginar: de matemática, de cultura indiana, de culinária, de boxe, de escrita, de voluntariado, de jovens amigos de Jesus e por aí vai.
dj clubes langara college vancouver canada viajadora
Teve clube que apelou até para DJ para ajudar a atrair pessoas interessadas em virar membros. Foi bem divertido esse dia!

Outra coisa que eu gostei muito é o fato de que tem vários departamentos para ajudar os alunos e aumentar sua empregabilidade. O mais legal para mim é a ideia de ter um centro de escrita para ajudar o povo que não tem o inglês como a primeira língua (estou doida para ir lá porque esse é meu grande objetivo *alô blog em inglês*, mas ainda não tive tempo); um departamento para conseguir vagas de emprego e outro para vagas de voluntariado; o departamento de estudantes internacionais, que é nossa babá e nos ajuda em absolutamente tudo; e também os departamentos de contabilidade e estatística onde alunos mais avançados ajudam os iniciantes a entenderem essas matérias complicadas. Além disso, também existem programas de mentoria, um departamento de saúde e qualidade de vida e várias outras coisas que eu ainda não tive tempo de explorar.

Mas o melhor de tudo lá é o fato de que tudo que a gente precisa é resolvido na hora, com praticidade e sem burocracia (como praticamente tudo aqui no Canadá, aliás). Depois de ter me formado pela UFF no Brasil, universidade que eu adorava, mas onde tudo era difícil e demorado para conseguir, é uma diferença e tanto, que eu estou adorando. Me interesso e resolvo muito mais coisas do que quando estudava na UFF e tentava evitar os problemas e aborrecimentos ao máximo.

Sobre os alunos

Eu falei tanto de como eles tratam os alunos internacionais, que parece que lá tem muitos, né? E é verdade. Muita gente de todo lugar do mundo, mas muitos canadenses também, justamente pelo fato de a faculdade ter uma boa reputação aqui. Geralmente os canadenses fazem os cursos de graduação normais, e os estrangeiros costumam vir mais para os cursos de pós-graduação. Como acontece em Vancouver no geral, lá tem muitos chineses e outros orientais, assim como indianos, mas, curiosamente, poucos brasileiros (ainda).

Na minha turma calhou de só ter indianos, eu e mais três brasileiras. Ninguém da administração soube explicar como o curso atraiu tantos indianos este ano, mas todo mundo disse que no geral as turmas costumam ser bem misturadas. Esse foi o único ponto que me deixou desapontada na Langara, porque gostaria de estudar em uma turma mesclada onde tivesse gente de todos os lugares do mundo falando inglês. Mas não se pode ter tudo nesta vida, né? Por outro lado, estou achando bem interessante essa convivência com os indianos, conhecer a realidade e os costumes deles e desmontar vários estereótipos que eu tinha na minha cabeça. Sem dúvida, uma experiência muito enriquecedora.

langara college turma canada viajadora
Nossa turma do PDD em Marketing Management da Langara College. O pessoal é bem gente boa!

Quanto custa estudar no Canadá

O valor do curso é, claro, a questão que faz mais diferença na hora de os estudantes estrangeiros optarem por estudar fora ou não, ainda mais no caso do Brasil, em que a economia está instável e o valor do dólar nas alturas. A pós-graduação em Marketing Management da Langara College não é muito barata: no total, só o curso vai me sair por cerca de CAD$ 25.000. A boa notícia é que o pagamento é feito de forma parcelada, por cada term de estudo. São quatro terms (ou períodos, como a gente chama no Brasil) com duração de quatro meses cada e devem ser pagos adiantados, antes das aulas começarem. Os três primeiros terms custam em torno de CAD$ 7.500 cada, e o quarto, como é o período de estágio, sai mais barato, por pouco mais de CAD$ 800.  Dessa forma dá para programar o pagamento e não ter de desembolsar o valor todo de uma vez (além de dar para desistir no meio sem perder todo o pagamento, se for o caso).

Esse valor é só para os custos das aulas (tuition), as despesas com livros são à parte. Neste primeiro term gastei quase CAD$ 400 comprando três livros (sendo um deles usado), então é bom levar isso em consideração também, assim como o valor da moradia e da vida em Vancouver, considerada uma das cidades mais caras do mundo. (Mas ainda assim, mais barata do que o Rio de Janeiro). Quando a gente para para pensar no valor de se fazer uma pós na FGV, no IBMEC ou na ESPM (que eu fiz, aliás), acaba vendo que não sai tão mais caro estudar no Canadá… e isso sem falar na fluência no Inglês e em toda a experiência de vida que a gente ganha ao morar fora.

Como chegar na Langara College

Para finalizar, quando decidi estudar no Canadá, uma questão que eu me preocupei antes de vir para cá era onde eu iria morar para chegar e voltar da Langara com rapidez e praticidade. E adorei saber quando cheguei aqui que dá para fazer isso de qualquer lugar em downtown e arredores.

Estamos morando em Yaletown, do lado da estação Roundhouse-Yaletown da Canada Line e, daqui até a estação Langara 49th são só 4 estações de intervalo, uns dez minutos de viagem de metrô, muito rapidinho mesmo. É muito fácil de chegar até mesmo de bairros onde não tem metrô, como o West End e Kitslano – aí é só pegar um ônibus até a estação, rapidinho também. As distâncias por aqui são curtas (se comparadas com Rio e São Paulo) e o sistema de transporte é excelente, funciona perfeitamente bem, com metrô de dois em dois minutos durante o dia. Aliás, uma coisa boa de nascer e crescer no Brasil é que a gente é tão acostumado a passar perrengue com tudo, que tira de letra a vida em lugares mais civilizados e organizados (e ainda fica impressionado com a facilidade!) – aqui em Vancouver é bem assim mesmo.

vancouver fog frio viajadora campus Langara College
A paisagem de inverno que eu pego na caminhadinha da estação do skytrain até a Langara. Não canso de achar linda essa neblina da manhã!

Ah, uma última coisa que eu lembrei e foi ótimo descobrir aqui: quem se matricula na Langara ganha direito ao UPass mensal sem pagar um centavo a mais por isso além do que já paga de tuition. Esse é o passe que permite andar de transporte público em qualquer uma das três zonas da cidade, muito bom e muito prático. E para pegar na faculdade é simples: tem várias máquinas espalhadas pelo campus, aí é só passar a carteirinha nelas no início de cada mês para pegar o novo UPass. Pode não parecer nada de mais, mas a faculdade do Thiago ( The Art Institute) não tem isso e ele paga mais de 90 dólares por mês só para ter o passe da Zona 1. Pensa em quanta comida não dá para comprar com 90 dólares mensais, agora que voltamos a ser estudantes duros? haha

Se você também vai estudar na Langara, não deixe de conferir este post com 31 conselhos e dicas para quem vai estudar na Langara College.

(E se você ainda não fez sua matrícula e está perdido com toda a burocracia para estudar no Canadá, confira o nosso post passo para fazer college no Canadá: Como se matricular e tirar o visto de estudante. Tem todos os detalhes que você precisa saber para se organizar e os custos de cada etapa do processo.)

Atualização em 01/07/2016: Me formei na Langara! Se quiser saber como foi o curso e o que aconteceu nesse tempo, tem tudo detalhado aqui Pós-graduação na Langara College: Concluí meu curso no Canadá, e agora?.


-> Também quer estudar no Canadá e precisa de indicação de agência? Neste post te ajudamos e ainda descolamos um desconto pra você.

carteirinha Thais Langara college
Minha Student ID (vulga carteirinha) e o UPass de janeiro… my precious! <3

Confira mais posts sobre estudar e morar no Canadá:

Pós-graduação na Langara College: Concluí meu curso no Canadá, e agora?

Emprego no Canadá: Como conseguir um na sua área de estudos

Será que morar no Canadá é pra você?

10 coisas (muito) boas de se morar em Vancouver

Quanto custa morar em Vancouver para um casal sem filhos

Como é voar Air Canada e passar pela imigração em Toronto

Marketing Management na Langara College: Primeiro mês de aula e minhas impressões

Checklist: O que resolver no Brasil antes de ir morar fora

Passo a passo para fazer college no Canadá: Como se matricular e tirar o visto de estudante

31 conselhos e dicas para quem vai estudar na Langara College

Dica para entrar no mercado de trabalho no Canada: Cursos de Continuing Studies da UBC

Estudar em Vancouver: O que eu achei do curso de continuing studies da UBC

Tudo que você queria saber sobre enviar dinheiro pela Western Union (e tinha preguiça de pesquisar)


 

Comentários

Tags:

84 comentários

  1. […] Marketing Management na Langara College: Primeiro mês de aula e minhas impressões […]

  2. Thaís, tudo bem? O que fez vc optar pela langara? Vc chegou a pesquisar bcit e fdu? Tem algo a dizer sobre elas!! Por favor me ajude. A grande dúvida e em qual college fazer a pós…
    Um bj

    1. Thaís Freitas

      Oi, Renata!
      Eu optei pela Langara por achar o curso interessante, custar um valor que posso pagar e a faculdade ter uma boa reputação no Canadá. Cheguei a dar uma olhada no BCIT por causa do meu namorado, que queria um curso em TI, mas não vi nada que me interessasse por lá… lá parece ser mais técnico, não? FDU nem cheguei a olhar.
      Você já conversou com o pessoal da sua agência? É interessante você dizer o que exatamente está buscando, que aí eles vão te indicando os cursos que mais têm a ver com seu perfil.
      Beijos

  3. Que legal, Thaís! Sempre admirei tua disposição pra aventura e meter as caras mesmo, sem frescura, hehe. Boa sorte no Canadá!! 🙂

    1. Thaís Freitas

      Opa, brigada, Raquel, que bom te ver por aqui! 😀
      A gente tem mais é que meter a cara e arriscar mesmo, senão a vida cai na monotonia, né?! hehe
      Beijão!

  4. Olá Thaís! Muito bom seu blog! Me ajudou bastante pq entrei no site da Langara e fiquei perdidinha com tantas opções de cursos e programas, e ainda sem saber qual deles que identificariamos como pôs graduação. E agora lendo essa matéria tudo ficou mais claro, ainda mais porque quero fazer a mesma pôs que a sua 🙂 Queria saber se vc fez tudo por uma agência específica ou se por conta propria e qual seria a melhor forma? Se não for incomodar muito, teria como me passar um email com os detalhes de como conseguir entrar na Langara e se ainda conseguiria entrar esse ano? Muito obrigada!

    1. Thaís Freitas

      Oi, Lara!

      Que bom que o post foi útil, fico feliz em saber!

      O site da Langara é muito confuso mesmo e o processo de se matricular sozinha é bem complicadinho e chato, eu te recomendaria a fazer por agência com toda a certeza. A agência vê o melhor curso para você e cuida de todos os detalhes, e o melhor é que você não paga nada para eles, porque a renda deles vem de comissões pagas pelas próprias faculdades, que sabem que o processo da matrícula é chato e por isso contratam agências para ajudar.

      Ah, e não sei se ainda dá tempo de começar este ano, mas acredito que sim, porque acho que tem curso novo começando em agosto, mas você vai ter que correr para agilizar a documentação, a matrícula e o visto. O melhor é falar com o povo da agência mesmo… eu fiz o meu processo todo para vir em menos de 3 meses (foi uma correria, mas deu!hehe)!

      Um beijo e boa sorte no processo. Qualquer coisa, tamos aí! 🙂

      1. Obrigada pelo retorno Thais!

        Já mandei um e-mail para a agência, agora é esperar um retorno…;) De documentação o que eu poderia já ir adiantando? Sim… como sou casada, você sabe dizer se é tranquilo meu marido ir, mesmo que não seja para estudar?

        Obrigada pelo apoio!!!! Estou doida para ser sua caloura rsrsrsrsrsr Morar no Brasil está cada dia mais complicado… 🙁

        1. Thaís Freitas

          O pessoal da agência vai te responder rapidinho!! De documentação você pode ir fazendo a tradução juramentada do seu histórico da faculdade e de alguma pós que vc possa já ter feito. Mas tem que ser juramentada, por um tradutor juramentado. E se você for casada de papel passado o seu marido ganha visto de trabalho para o período que você for estudar, é uma ótima oportunidade!!

          E sei bem como tá difícil morar no Brasil. Eu já não estava mais aguentando, e agora meu medo é precisar voltar. Mas é bom que isso motiva mais a gente a se esforçar por aqui! hehe Conte comigo no que precisar!!

          1. Ah que ótimo, tomara que eles respondam logo… Pronto, já vou adiantando com a tradução juramentada do meu histórico da faculdade, estou cursando FGV – MBA em Marketing, mas ainda estou no meio do curso, então acredito que esse não entre no pacote das documentações, né?

            Ahhhh que ótimo, era isso que ele queria mesmo… ir para trabalhar 🙂

            Acho que vc não precisa se preocupar em como vai ser caso volte para o Brasil não… Com certeza continuará dando tudo certo ai! E provavelmente, caso queria, consiga ficar ai com o visto permanente, que a longo prazo é o que eu quero pra mim. Ainda mais sabendo que ai temos incetivos para estudar, trabalhar na nossa área ( ou em outra) e ter uma vida com muiiiiiiiiiiiito mais qualidade de vida.

            Beijinhos e obrigada pelas dicas mais uma vez! :*

          2. Bom dia Thaís tudo bem? Parabéns pelo blog, muito interessante e útil para quem precisa de informações!

            Gostei da ideia de se fazer todo o trâmite via agência, menos dor de cabeça e mais praticidade com certeza. Gostaria de te pedir que me respondesse por e-mail o nome da agência que você fez o processo para eu poder também começar o meu! Já estou na pesquisa sobre todo esse processo há alguns anos desde que morei em Toronto em 2012 e só agora tenho reais condições de partir para uma nova etapa na minha vida.

            Ficarei muito agradecido se puder me ajudar!
            Continue com o blog por favor!
            Beijos!

  5. […] que fiz o post sobre a minha pós-graduação na Langara College, muita gente tem mandado mensagem contando que quer vir morar em Vancouver e perguntando um monte […]

  6. Oi Thais. Bem esclarecedora sua postagem. Parabéns.

    Vc sabe se para quem quer fazer college, mas não tem inglês fluente, precisa de curso para melhorar(eu)…existe alguma forma de fazer primeiro isso na college e dar direito ao marido trabalhar? Sei que cursos de inglês não dão mais direito a isso, mas um consultor me disse que existe inglês nos colleges que daria essa permissão. Fiquei um pouco confusa.
    Pesquisei sobre a langara e depois achei seu blog…Achei ela bem localizada e nela tem um curso de inglês dentro do curso de arts. Não sei se é bem isso…Mas tava tentando entender se era tipo o que o consultor me disse. Vc saberia me dizer?

    Sou formada em Moda e tenho minha marca (pequena) e minha loja…mas tbm largaria tudo para ter mais segurança aí. Meu marido é de TI e sei que para ele é mais fácil conseguir emprego. 🙂

    Bjs bjs

  7. Thaís Freitas

    Oi, Najua!

    Que bom que gostou do post! 🙂

    Pelo que sei, a Langara oferece a preparação de inglês para quem não é fluente e não fez o TOEFL ou o IELTS, e mesmo essa parte do curso (chamada de LEAP), antes do curso de graduação propriamente dito, permitiria sim ao seu marido trabalhar full-time e você part-time, porque é uma preparação de inglês ligada ao college, não um curso de inglês avulso. Mas quem pode te explicar melhor isso é o consultor mesmo. Eu não fiz o leap porque entrei direto na graduação com o TOEFL, mas pelo que tenho visto lá é assim que funciona mesmo.

    Meu namorado também é de TI e está estudando Game Programing aqui. Parece que a área de TI é mesmo muito promissora aqui, vocês não vão ter dificuldades. 🙂

    Boa sorte e me avise se eu puder ajudar em mais alguma coisa!

    Beijos!

  8. Ola a todos! Adorei as dicas pois Langara foi justamente o que mais me indicaram até agora. Confesso que ainda nao entendi bem a diferença de pós/college, porque como sou formada pensei que seria mais coerente com a carreira mas vejo que a maioria, mesmo edo faculdade escolhe o college. Saberiam me dizer como funciona?
    Me interessei muito e tambem pela BCTI, vcs conecem alguem que esteja estudando la para pegar dicas?
    E esses programas de PATHWAYS, onde voce estuda ingles antes de ir pro College sao interessantes mas nao sabia que poderia o acompanhante já trabalhar….bjs!

    1. Thaís Freitas

      Oi, Carla!

      O curso que eu estou fazendo na Langara é uma pós-graduação, mesmo sendo num college. A diferença entre college e university aqui é mais administrativa, na prática ambos os tipos de instituição oferecem cursos de pós-graduação também. O ideal é ver qual tipo de curso combina mais com o que você quer fazer… enquanto eu estou fazendo pós-graduação em marketing para complementar minha formação que já era nessa área, meu namorado, por exemplo, que já era formado e tinha experiência em ciência da computação no Brasil decidiu fazer outra graduação aqui, de Game Programming, porque achou que isso ajudaria a encaminhá-lo melhor no tipo de carreira que ele quer. Então isso varia muito com o seu objetivo. 🙂

      Sobre o BCIT, não conheço ninguém que estude lá, mas pelo que ouço falar, é bem legal também. Entra no grupo Vancouver para Brasileiros no Facebook e dá uma pesquisada, volta e meia o pessoal comenta sobre os cursos lá.

      Beijos

  9. Ola Tha,

    Muito bacana seu post.
    Gostaria de falar mais com você a respeito de sua experiencia em Langara.
    Estou cogitando me inscrever.

    Me preocupa apenas os requerimentos. Aparentemente não se precisa nada…
    É só aplicar que eles te chamam? Estudei em colégio americano, inglês é tranquilo para mim.

    Também me preocupa o que esperar na sala de aula. Eu sou formado em medicina veterinária, pós graduado pela Getúlio Vargas em ADM e trabalho em uma grande multinacional. As vezes penso que voltar para um College, posso ficar desmotivado com o conteúdo ou experiencia/maturidade profissional dos colegas.

    Como é o publico do post degree que esta fazendo?

    um grande beijo.

    1. Thaís Freitas

      Oi, Guilherme!

      Para aplicar para a Langara tive que mandar meu histórico escolar da graduação e da pós que eu tinha feito no Brasil e o meu resultado do Toefl, parece que esses são os requisitos mesmo. Não foi difícil.

      Sobre o público, como eu comentei, na minha turma calhou de só ter indianos, todos bem novinhos (dos 20 aos 24), e mais três brasileiras na faixa dos 30. Isso foi bem chato, porque não contava ir pro Canadá para estudar em Little India, e o fato de o pessoal ser muito novo e sem experiência de trabalho atrapalhaas discussões em classe, além de não terem a mesma dedicação nem darem o mesmo valor ao curso (faltam muita aula, estão indo mal em todas as matérias, conversam demais em sala, etc). Mas de tanto que nós reclamamos com a administração lá sobre os nossos colegas de classe, deram uma mexida na turma e no próximo período nós (as brasileiras) vamos ficar em uma turma com mais canadenses e estudantes de outros países com mais experiência de trabalho, e eles nos disseram que serão mais seletivos na hora de escolher os alunos para esse curso de pós-graduação, para evitar esse tipo de problema. Por causa disso, acho que as próximas turmas e cursos serão melhores.

      De toda forma, acho que você não deve ter medo de ficar desestimulado. Os professores e o curso de uma forma geral são excelentes e encaminham muito bem para o mercado de trabalho. Acredito muito em um ditado que os canadenses falam toda hora por aqui, “you have to keep your eye on the prize”. Independente de quem está estudando comigo, meu foco é me aprimorar na minha carreira e construir uma vida aqui no Canadá, e é nisso que eu penso todo dia quando vou para a aula ou tenho que me matar de estudar para as mil provas e trabalhos do curso. Eu sou formada pela UFF e pós-graduada pela ESPM e tinha minha própria empresa no Brasil. Estava tudo indo relativamente bem lá, ganhando direitinho, mas larguei tudo e vim tentar recomeçar aqui porque já não aguentava mais a situação do Brasil, viver com medo da violência (fui assaltada 6 vezes), ver que nada funcionava, corrupção para todo lado e o fato de você ter de ser um lutador incansável e masoquista para poder empreender em um ambiente completamente hostil. Isso sim me desestimulou todos os dias até o ponto de resolver mudar, e agora estou muito animada e empolgada aqui com o curso e uma nova situação de vida, mesmo começando quase do zero. Por isso acho que o estímulo e a motivação tem de vir de dentro de você, independente do ambiente, porque dificuldades e percalços sempre vai haver em todos os lugares, né? 😉

      Beijos

      1. Thaís, amei este comentário! É isso mesmo, foco e determinação, independente do ambiente externo. E que bom que vcs estão lutando por condições melhores de estudo…ano que vem, sou EU! rsrs Te agradeço! Bj.

      2. Oi Thaís! Tudo bom? Encontrei seu blog e estou adorando, me sentindo inspirada a fazer a um college. Vc é muito generosa em dividir sua experiência e de maneira tão detalhada. Além disso, responde as perquntas de todos que passam por aqui. Como consegue??? To achando que a Langara é mamão com açúcar, viu? rs Brincadeiras à parte, gostaria de saber se vc passou por entrevista por skype com o coordenador do seu curso como parte do processo de avaliação do seu perfil. Outra coisa, vc sabe se uma pessoa que possui um histórico escolar com várias repetências e notas MM (média mínima) tem chance de ser aceita? Fiz Publicidade e não me identificava com o curso, por isso não o levei a sério e claro, me arrependo dessa atitude. =/
        Um beijo e um term de co-op maravlhoso a vc! =*

        1. Thaís Freitas

          Oi, Flor!

          Bem que eu queria que a Langara fosse facinha mesmo, precisei estudar muito la! hahaha

          Sobre o histórico escolar, acredito que as notas baixas e repetências não vão influenciar muito, o que eles querem é saber que você se formou e tal. Mas isso é no caso dos colleges mesmo, acho que se você fosse tentar uma university mais conceituada, tipo a UBC, aí faria diferença sim.

          Boa sorte!

          Beijos

          1. Sua resposta me deixou esperançosa agora!! kkkkk To indo para Vancouver daqui 3 meses para aprimorar o inglês. Vou aproveitar para dar uma bisbilhotada no college, e quem sabe não esbarro com vc, né? 🙂
            Beijo!

            ps: ignore os erros gramaticais do outro comentário, tava caindo de sono. haha

          2. Thaís Freitas

            Opa! Boa viagem, e vamos ver se marcamos um café quando você estiver por aqui! 😉

            Bjs!

  10. […] OBS: Sobre o tipo de curso, percebo que muita gente tem dúvida em relação à diferença entre college e university. College não é necessariamente um curso normal de graduação de faculdade e nem inferior. Quando o aluno se forma no ensino médio aqui, ele pode decidir se entra em uma university ou em um college. A diferença é que os cursos universitários são voltados para quem quer seguir na área acadêmica, enquanto os dos colleges (também conhecidos como Diplomas) são mais técnicos e voltados para o mercado de trabalho, assim como mais curtos, com duração de um a três anos. Nas universities os cursos costumam ter quatro anos de duração e a pessoa recebe o título de bacharel, um esquema menos “mão na massa” e mais parecido com o do Brasil. Mas é possível, inclusive, fazer pós-graduação totalmente voltada para o mercado de trabalho em um college, como é o caso do curso que estou fazendo na Langara College. […]

  11. Oie Thais, vim te perturbar mais uma vez!!!minha dúvida agora é sobre a imigração na chegada ao Canadá. Como eu te falei meu marido está indo fazer um MBA aí na Langara, e fomos orientados pelos funcionários da agência de imigração a comprar uma passagem de ida e uma de volta, porém o curso é de 2 anos e possivelmente iremos ficar mais 3 para o visto de trabalho…. ou seja é impossível saber que dia exatamente iremos voltar e è claro que durante esse tempo iremos vir ao Brasil, mas não sei ainda quando.

    Na sua chegada você foi questionada sobre isso? pelo que você já ouviu você acha que isso pode ser motivo para eles encrencarem?

    bom mais uma vez obrigada e fique com Deus!!!

    beijos… 🙂

    1. Thaís Freitas

      Oi, Aline!

      Esse negócio da passagem de volta não faz sentido, mas tem que comprar sim, quando passei na imigração o cara olhou todos os meus documentos. É melhor dar esse dinheiro como perdido e comprar, do que se arriscar a vir sem e ser barrado na portinha, né? Porque se você pega um oficial de imigração cri cri, ferrou!

      Beijos! :*

      1. Bom mais uma vez obrigada e fique com Deus!!!

        Beijos… 🙂

  12. Oi Thais ! Obrigada por compartilhar a sua experiência ! Vi que vc comentou que o seu namorado( marido ?) está fazendo a Art Institute. Eu estou indo agora em Junho e vou fazer Interior Design na AI, mas me foi falado que ao chegar em Vancouver vou precisar fazer um “teste” na facu. Fiquei meio receosa, que teste é este ???, já que já foi mandado a carta da facu, o visto, e tudo mais já está ok,… o seu “namorado”teve que fazer este teste ? Que curso que ele está fazendo? Ele está gostando ? Desculpe fazer um monte de perguntas sobre ele, mas fiquei feliz em ver alguém que está estudando na mesma instituição que a minha.
    Obrigada,
    Bjs

    1. Thaís Freitas

      Oi, Cristina!

      O Thiago, meu namorado, está fazendo Game Programming no Art Institute e amando. Super empolgado com as aulas, os professores, a estrutura da faculdade. Eles parecem ser muito certinhos e organizados lá, bem legal!

      Esse teste da chegada ele teve que fazer também e também ficou apreensivo, mas é só um teste de inglês de nivelamento. Parece que se o seu resultado no teste não for muito bom você tem que fazer uma aula extra para aprimorar o seu inglês para acompanhar o curso. Ele fez e achou bem fácil, não precisou fazer essa aula. Tá inclusive aqui do meu lado falando pra você não se preocupar com isso porque é bem simples! 🙂

      Beijão! :*

  13. d bem Thais?
    Muito bom seu site uns dos mais detalhados que já vi parabéns…
    No momento estou no site da Langara, porem esta muito confuso saber o que é pós grad, college e etc… Se você puder me dar uma luz, trabalho com ti e gostaria de fazer uma pós em gestão de empresas mas não consegui ate agora achar um curso semelhante…

    Obrigado Tiago

    1. Thaís Freitas

      Oi, Tiago!

      Eu detesto esse site da Langara, acho a maior confusão também.
      Te sugiro mandar email para o departamento de estudantes internacionais com as suas dúvidas, o pessoal lá é super atencioso e prestativo. O email é international@langara.bc.ca e geralmente quem responde é a Tamoe, que é muito fofa e faz tudo que pode para ajudar. Se a ajuda deles não for suficiente, aí a boa pode ser procurar uma agência mesmo, porque eles sabem direitinho a equivalência dos cursos e vão te orientar em tudo.

      Beijos

  14. Olá Thais! Adorei seu blog. Muuuuuito esclarecedor! A algum tempo estava procurando algumas respostas e aqui achei varias! Eu e meu namorado estamos nos programando para ir no inicio do ano que vem, então estou agoniadíssima para resolver tudo!

    Eu vi a Langara também e gostei muito, e adorei saber a respeito do UPASS.

    Estou com muita dúvida para escolher a universidade/college, e a agência que me indicou algumas privadas e outras públicas. Mas apesar dos esclarecimentos da agência e com a minha pesquisa, ainda não entendi muito bem qual a diferença crucial entre ambas. Você teria algum link pra me indicar com estes esclarecimentos? Ah vale te falar que pretendemos ir, para tentar aplicar pro visto permanente se for possível, e esse é o motivo da minha preocupação com a universidade/college, afinal não gostaria de chegar ai e ter problemas por ter escolhido o college errado.
    Parabéns pelo Blog!!!! Obrigada… bj

    1. Ps: leio tantos blogs que até confundi, e corrigindo o que falei acima, seria site!!! O site de vocês e o máximo! hehehe

  15. Thaís Freitas

    Oi, Thalia!

    Que legal que curtiu o blog, é muito bom poder ajudar. Lembro que fiquei na maior dúvida quando estava procurando as coisas pra vir também. 🙂

    Então, não pesquisei muito a fundo a diferença entre colleges privados e públicos, pelo que sei é porque as públicas recebem subsídios do governo e as particulares não, mas pra gente no final não faz diferença, porque a tuition para estudantes internacionais é mais cara do mesmo jeito. A Langara por exemplo é pública, tem uma baita infraestrutura e eu estou pagando bem caro para poder usufruir. O mais importante pra quem quer imigrar é ver se a faculdade está na lista da imigração, e se o curso que vai fazer te dá direito ao work permit por um tempo depois, que é fundamental para conseguir experiência de trabalho aqui.Isso é muito importante você perguntar para a sua agência. Outra coisa que também é fundamental é procurar saber a opinião de quem estuda nas faculdades… isso você consegue nos grupos de brasileiros, pra ver se a faculdade é séria, e também pesquisando no Quora (www.quora.com), uma ferramenta que eu uso bastante onde você pode saber a opinião dos canadenses.

    Bom, acho que é isso, É normal ficar com dúvidas mesmo, é uma mudança muito grande na vida da gente afinal. Boa sorte aí e precisando é só falar! 😉

    Bjs

  16. Muito legal seu relato! Parabéns!

    Pretendo daqui a uns 2 anos ir pra Vancouver e fazer justamente o mesmo curso que você esta fazendo.
    Quantos mais relatos sobre o Langara, melhor!

    Continue assim! 🙂

    1. Thaís Freitas

      Opa, que bom que curtiu o post, Daniel!
      Aparece aqui de vez em quando que vai ter mais posts sobre a Langara sim. Aliás, semana passada mesmo teve um, ó: 31 conselhos e dicas para quem vai estudar na Langara College. 🙂
      Bjs!

  17. […] me dito quando eu comecei a minha pós-graduação (sobre a qual conto mais, aliás, no post Marketing Management na Langara College). Espero que sejam úteis para […]

  18. Oi, Thais! Tudo bem?

    Primeiramente, parabéns pelo site e pelas informações preciosas. Ia ser legal se você postasse a continuação e contar como está o college e tal. Fiquei super curiosa para saber como está se saindo!!

    Sou jornalista e a cada dia mais cresce a minha vontade de ir para o Canadá. Meu plano também é estudar Marketing Management, mas ler que você está tendo aula de estatística e contabilidade me assustou um pouco, porque são coisas totalmente fora da minha zona de conforto. Queria saber o quão puxado são as matérias, principalmente pra quem tem uma formação totalmente humana como é no meu caso.

    Desde já, agradeço.

    Abs,

    Bruna.

    1. Thaís Freitas

      Oi, Bruna!

      Eu também sou formada em jornalismo e trabalhei a vida toda com comunicação. E sempre odiei (e fui péssima aluna!) nas matérias de números. Pode imaginar que também fiquei apavorada com a perspectiva de estudar estatística e contabilidade!! hahaha Mas elas são um mal necessário pra quem quiser estudar marketing né, não tem muito jeito. A boa notícia é que elas não são tão terríveis quanto parecem. Contabilidade só tem conta de somar e subtrair basicamente, o que precisa é entender como as coisas funcionam na contabilidade das empresas, e aí é até interessante. Já estatística não vou mentir, é um saco mesmo, uma chatice só e queria me matar em todas as aulas ahahhaha. Mas se você estudar, fizer os exercícios e acompanhar direitinho a matéria, você passa fácil. Acredita que eu passei com uma das melhores notas da sala? (eu, que sempre passei de ano raspando na escola! hahaha). Então não é nada impossível, se eu consegui você consegue também com certeza! haha

      Uma coisa legal da Langara é que os professores não só são muito atenciosos, como eles também têm um serviço grátis lá em que alunos mais avançados estudam com/tiram dúvida dos alunos com dificuldades. Pode ser uma boa ajuda com estatística. Eu não cheguei a usar porque meu namorado me explicou tudo de matemática, mas teria usado com certeza se precisasse. Falei sobre isso no post sobre 31 dicas para quem vai estudar na Langara , acho que você vai gostar de ler!

      Mas não deixa de fazer o curso só por causa dessas matérias chatas não, elas são fáceis de superar e o resto do curso é bem legal!

      Beijos!

      Thaís

  19. Thais , Parabéns pelo blog ….

    Tenho pesquisando muito e o seu tem otimas informações , minha esposa está pensando em fazer está pós no proximo ano , como nossa intenção e ficar por um longo tempo , achamos interessante o curso e o tempo de duração ( 2 anos ) , sendo que lendo seu blog vc fala que são 3 terms e um adiconal com estagio … vc poderia me informar como está sendo esse seu calendario e qual foi o tempo do seu visto ? Pois como sabemos o ideal e que o visto do curso fosse de pelo menos 2 anos para pleitarmos os 3 anos do visto de trabalho após a conclusão do curso.
    Agradeço pela sua ajuda , obrigado !!!!

    1. Thaís Freitas

      Oi, André!

      Vim pra cá na mesma situação de vocês, querendo ficar o máximo possível. Esse curso atendeu bem minhas expectativas nesse sentido. Peguei o visto de estudo/work permits válidos até o final de 2017 (2 anos) e depois desse período tenho a possibilidade de estender o work permit por até mais 3 anos para trabalhar por aqui. Depois disso a ideia é tentar imigração mesmo. Foi o que me pareceu mais conveniente fazer, tô gostando bastante até agora. 🙂

      Bjs

      1. Thais , muito obrigado pelo retorno , com o seu feed back fica mais facil para nós tomar essa decisão. Já enviamos um email para a universidade , estamos aguardando o retorno. Se vc tiver o contato de alguém que possa nos auxiliar na Langara eu agradeço.

        Muito obrigado!!!!!!

        1. Thaís Freitas

          Oi, Andre!

          A pessoa responsável pelo departamento internacional na Langara é a Tomoe Aoyagi, e ela é uma simpatia, super prestativa. O email dela é taoyagi@langara.bc.ca , acho que pode ser uma boa você mandar um email pra ela. Vocês estão vendo por conta própria ou por agência? Por agência é bem mais fácil e você não paga nada a mais, só a taxa de serviço da agência (uns $100), e aí eles cuidam de tudo. Pra mim que sou enrolada e desorganizada, foi bem mais fácil. hehe

          Bom, boa sorte aí! Me avise se eu puder ajudar em mais alguma coisa!

          Thais

  20. Thais, li seu post chorando de emoção…do começo ao fim! hahaha Ele veio como resposta à muitas dúvidas que ainda tenho, mesmo já estando no processo de ingresso para a Langara, exatamente para a Pós em Marketing Management. As fotos me emocionaram bastante, era como se eu já estivesse aí! Costumo dizer que a Vida vai colocando Anjos no nosso caminho, e vc é um deles! Não só para mim, pois como pude ver, vc esclareceu ( e tem esclarecido) mtas pessoas. Vou te mandar um e-mail, OK! Continue com seus posts! O Universo conspira a favor de quem faz o Bem! Bj.

    1. Thaís Freitas

      Oi, Aline!

      Que legal seu comentário, fiquei até emocionada. É muito bom saber que o blog te deixou mais contente e animada em vir estudar na Langara. Você vai gostar muito de lá, o ambiente é ótimo e os professores são muito legais. 🙂

      Espero seu email então, aí a gente vai se falando!

      Beijo! :*

      1. Já mandei o email! hahaha Bjssssss

  21. […] Depois que saí da empresa, estudei muito, viajei, me dediquei a descobrir o que queria fazer, me mudei com o namorado, arranquei meia dúzia de fios de cabelo por ansiedade (só para não perder o costume) e, no fim das contas, depois de avaliar minhas chances de trabalhar com agricultura orgânica no interior do Brasil ou ajudar na manutenção de um hotelzinho na Namíbia, decidi vir fazer uma pós-graduação e recomeçar a vida no Canadá. No começo de janeiro já estava assistindo às aulas em um college em Vancouver. […]

  22. […] Marketing Management na Langara College: Primeiro mês de aula e minhas impressões […]

  23. Oi Thais! Adorei seu blog! Estou planejando fazer exatamente o que você está fazendo no próximo ano e seus posts me deram mais segurança, pq realmente é dificil sair assim da nosa realidade e ir para outro país tentar a vida! Além da Langara eu estou olhando os cursos da Capilano.. Você tem algum comentário sobre essa universidade? Obrigada!!

    1. Thaís Freitas

      Oi, Marina!

      Legal que curtiu o blog, fico feliz em saber!
      Então, conheço algumas pessoas que estudaram na Capilano e adoraram, parece ser uma universidade muito boa e estou doida para fazer uns cursos lá também! Acho que você tem que analisar mais pelo tipo de curso que é, os valores, a localização, se tem co-op ou não e se o curso que você vai fazer dá direito ao PGWP, a permissão para ficar no Canadá e trabalhar durante um tempo, porque a qualidade e a reputação da Langara e da Capilano são bem parecidas. 😉

      Beijos

  24. Ola!
    Estou vendo de ir pra Vancouver e como sou formado em Turismo e Hotelaria aqui no Brasil me indicaram fazer um curso de pós na Capilano ou na Langara, agora ele me disse que na Capilano eu teria mais facilidade de trabalhar, pelo curso não ser tão puxado.

    Você sabe me dizer a reputação da Capilano?

    O curso sugerido foi o “North American Business Management Applied “, que também teria os 6 meses de estágio obrigatório.

    Sabe me dizer algo sobre este curso ?

    Valeu

    1. Thaís Freitas

      Oi, João!

      Então, a Capilano tem uma reputação muito boa aqui em Vancouver, no mesmo nível da Langara. Não conheço esse curso que você quer fazer, mas pelo que sei, de uma forma geral, a Capilano é muito boa também!

      Bjs

  25. Olá Thaís, muito bacana o seu Post.
    Eu tenho muito interesse em fazer minha pós no exterior. Tava lendo alguns dos seus comentários e vi que seu namorado está no BCIT, sabe me dizer se ele tá gostando?

    Outra coisa, você tem algum outro relato sobre o custo de vida? Quais são as despesas que você gasta por mês, quanto tempo você ficou juntando dinheiro pra poder ter essa experiência e tals..

    Obrigado!

    1. Thaís Freitas

      Oi, Daniel!

      Meu namorado não está estudando no BCIT, mas sim no Art Institute, e está gostando muito de lá sim!

      Sobre o custo de vida, postei esse post aqui esses dias e acho que pode ser bem útil pro que você está querendo saber: https://www.viajadora.com/quanto-custa-morar-em-vancouver-para-um-casal-sem-filhos/

      Bjs!

  26. Thaís,

    Amo suas postagens! Já quero muito fazer um continuing studies quando chegar em Vancouver na UBC! Por indicação sua!
    Por acaso você aplicou para fazer a pós-graduação sozinha? Ou teve ajuda de despachante ou agência?

    Outra dúvida, eu também já tenho MBA em Marketing PUC/PR. E preferia investir em um mestrado ao invés de pós ou college, você sabe me indicar se há em Langara? Ou em outras instituições Mestrado na área de comunicação ou marketing?
    E se o valor é muito alto em relação a college ou pós? E se você sabe de possibilidade de bolsas para programas de mestrado?

    Eu agradeço muito sua atenção se puder me ajudar com estas dúvidas 😉
    Eu entro aqui todo dia aqui 😉 mesmo que seja para reler seus posts heheheh

    1. Thaís Freitas

      Oi, Lais!

      Que legal saber que você curte o blog, a gente fica muito feliz em poder ajudar nos seus planejamentos!

      Então, eu fiz minha matrícula na Langara através de uma agência de intercâmbio, o que facilita muito o processo. Eu até pensei em mestrado, mas estava com um pouco de pressa e fazer a pós seria mais fácil pro meu objetivo.

      A Langara não tem mestrado, mas além da UBC, tem outras universidades por aqui que eu acredito que têm mestrado, como a SFU (Simon Fraser University), FDU (Farleigh Dickinson University) e a KPU (Kwantlen Polytechnic University), você já chegou a ver com algumas delas? As agências dificilmente encaminham para mestrado, por isso é bom você entrar em contato direto com as universidades, principalmente para ver a questão da bolsa, já que uma agência de intercâmbio com certeza não vai ajudar com isso. Meu primo conseguiu uma bolsa de mestrado em uma universidade em Alberta, mas ele foi naquele esquema sanduíche, de fazer metade no Brasil e metade no Canadá, o que pode ser uma opção também, né. Desculpe não poder ajudar mais com isso, mas eu realmente não procurei mestrado quando eu vim, mas todo mundo a quem perguntei (inclusive meu primo) falou que o negócio é mesmo entrar em contato direto com a faculdade para ver a questão do mestrado e da bolsa.

      Boa sorte nas suas buscas, e me avise se eu puder ajudar em mais alguma coisa! 😉
      Beijos!

  27. Obrigada Thaís!!!

    Muito obrigada!!
    Eu já procurei mestrados na internet e o que achei foi UBC, mas achei poucos os cursos na área de business UBC e nenhum em comunicação ou mkt! Eu encontrei um de “digital media” deles, mas achei muito focado em design, apesar que posso estar enganada! E o processo não parece ser tão fácil, conta experiência profissional e outros itens de importância! Inclusive eles até criaram um programa Pre-Master do mesmo programa…rsrss…
    Os mestrados UBC que tive interesse na área de educação, estão saindo com um preço muito semelhante ao college, só não sei se, poderei trabalhar 20h por optar pelo mestrado!!
    Essas que você citou eu não conhecia, vou pesquisar sim 😉 Muito obrigada!

    Desejo tudo de bom nesta sua jornada! E vamos acompanhando aqui pelo Blog! 😉

  28. Oá!!!

    Primeiramente, muito bom o blog, parabéns!
    Estou me encaminhando para imigração, seguindo o plano de college -> trabalho. já sou formado em ciencias da computacao e tenho 5 anos de experiencia de trabalho, no momento estou colhendo as ultimas informacoes antes de vender tudo e ir com a namorada para o canada hehehehehe Teu blog tem ajudado muito.

    Gostaria de saber, caso não se importe, qual a agência de intercambio que tu usou e quanto teve de pagar para eles. Já tenho Ielts e meu diploma esta sendo validado pelo WES neste momento, quanto tempo acha que levaria o restante do processo?

    Valeu!

    1. Thaís Freitas

      Oi, Jeferson!

      A agência que recomendo é a Nexus Intercâmbio, o email deles é viagem@nexusintercambio.com . O pessoal lá é muito legal e vai ter a maior boa vontade de te ajudar! Sobre o pagamento, você só paga uma pequena taxa, porque eles lucram mesmo é com a comissão da faculdade. Mas os valores exatos eu não sei, seria melhor vc perguntar pra eles direto. 😉

      Pra se matricular num college você vai ter que fazer a tradução juramentada do seu diploma, e como você já fez o IELTS, vai ser rapidinho. O visto está levando uns 4 meses pra sair, então eu estimaria uns 6 meses desde o momento de você fazer a matrícula até receber o visto.

      Boa sorte! :*

  29. E aí Thaís? Como foi esse primeiro ano de curso?
    Como vou fazer exatamente o mesmo curso que você, no mesmo lugar… estou curioso.

    Parabéns pelo Blog!

    1. Thaís Freitas

      Oi, Daniel!

      O primeiro ano de curso foi ótimo! Agora estou fazendo o co-op. Tô preparando um post bem detalhado sobre isso, aparece aqui no blog daqui a alguns dias pra acompanhar, acho que vai gostar! 😉

      Bjs

  30. Thais, suas aulas começaram em Janeiro? Pergunto pois ouvi algumas recomendações de não começar as aulas nesse período e sim em Setembro… Faz sentido? Estou aplicando para o mesmo curso que o seu, no mesmo College.

    1. Thaís Freitas

      Oi, Aline! Minhas aulas começaram em 5 de janeiro, e não tive problema nenhum. Provavelmente te deram esse conselho pra você não chegar aqui logo no inverno, já que setembro é verão. Meu conselho seria exatamente o contrário: chegar no inverno, que aí como é baixa temporada aqui e tem menos estudantes chegando e menos turistas na cidade, fica mais fácil e mais barato arrumar um apartamento pra alugar. No verão a cidade fica cheia e os preços ficam mais altos. Mas em termos de qualidade das aulas e do curso em si, acho que não tem diferença nenhuma. Boa sorte na sua escolha e me avise se tiver mais alguma dúvida! 😉 Bjs!

    2. Olá Xará. Vi seu comentário e resolvi “dar palpite” já que estou cursando o mesmo curso de Thais, e comecei agora em janeiro também. Vamos lá…estou gostando bastante da Langara, acho os professores muito bem preparados, porém, um aviso (que Thaís já havia me dado!): se prepara pra estudar! O ritmo é bem puxado, e se vc é também da área de Humanas (como eu, Thaís e outros brasileiros que já conheci na Langara), respire fundo , pois tem Accounting and Statistics te esperando! hahahaha Primeiro bate um desespero, depois, com dedicação, tudo se acerta. Concordo com Thaís: no inverno a cidade fica mais tranquila e com os preços mais em conta; e tem mais: vc já chega na parte “ruim” da história. Enfrenta logo o frio, a chuva, o guarda-chuva…e te digo que ainda assim , vc vai amar estar aqui! Imagine qdo chegar a primavera e o verão! Boa sorte no caminho até janeiro!

  31. Oi Thaís! Obrigada pelo retorno. Agora fico mais tranquila em ir em janeiro mesmo… rsrs. No entanto, agora surgiu outro problema. Eu tirei os 90 no TOEFL que eles pediram, mas em um item (listening), ficou abaixo do score necessário. Eles me ofereceram duas opções: ou fazer a graduação (cujo score é 80) ou me matricular no LEAP (ao menos duas sessões) e quando chegar, fazer o teste de nivelamento para saber se vou precisar cursar mesmo ou não. Estou morta de dúvida! Primeiro, pq cada LEAP é quase 3 mil dólares e dura cada sessão 7 semanas! Segundo que apesar deles terem respondido que se eu passar no teste de nivelamento poderei transferir o valor pago para o curso, no site está bem claro que o valor do LEAP é intransferível e não reembolsável =(
    A graduação no entanto, me parece que não será uma opção pois fica bem mais cara que outros colleges, como o Douglas, por exemplo. Você conhece alguém que se matriculou no LEAP para dividir essa experiência? Preciso de uma luz, rsrs.

  32. Thais,

    acabei de descobrir o seu site/blog e estou adorando!
    Meu namorado e eu estamos planejando ir prai em Janeiro do ano que vem, e estamos entre Marketing Management na Langara ou o NABU na Capilano.

    Vou continuar a ler aqui para pegar mais dicas.

    Parabens pela iniciativa!

    Mari

    1. Thaís Freitas

      Oi, Mari!!

      Que bom saber que as dicas estão sendo úteis pra vocês! Fica de olho que ainda tem muitas outras dicas por vir aqui no site! 🙂

      Bjs!

  33. Boa tarde Thais,

    Estou pesquisando a algum tempo e tenho a vontade de me mudar pra Vancouver, mas fiquei com uma dúvida sobre custos de moradia. Vi em alguns blogs que um apto fora do centro custaria em media 1000 CAD, e na agencia me passaram esse custo para um apto compartilhado. Esses valores estão corretos?
    Tenho uma filha de 2 anos, você sabe como funciona o processo para coloca-la na escola ai?

    1. Thaís Freitas

      Oi, Theo!

      Sobre o custo de vida em Vancouver, recomendo ler esse post aqui do nosso blog: https://www.viajadora.com/quanto-custa-morar-em-vancouver-para-um-casal-sem-filhos/ , está bem detalhado. 😉

      Sobre escola, é pública e gratuita para crianças a partir de 4 ou 5 anos. Sua filha pode ter acesso se você vier já como imigrante ou como estudante de um curso de college na categoria diploma.

      Bjs

  34. Olá, tudo bom? Adorei o post, me ajudou muito! Você pode me dizer sua impressão em relação à reputação da Douglas vs Langara? Estou na dúvida de qual escolher. Gostei mais da grade da Douglas, mas ouço muito mais falar da Langara. Super obrigada! Bjs

    1. Thaís Freitas

      Oi, Bárbara!

      Até onde eu sei, a reputação da Douglas e a da Langara são bem parecidas. Escolhe o curso que parecer mais interessante e melhor couber no seu orçamento! 😉

      Bjs e boa sorte!

  35. Thais,

    Desculpa se você já tiver respondido isso em algum outro post ou comentário, porém, não achei nada no site à respeito de cursos de inglês em Vancouver. Pretendo ir no segundo semestre de 2017 e queria dicas das melhores escolha de inglês em relação ao custo x benefício. Você sabe informar se estando matriculada no curso de inglês, teria direito a trabalhar?

    Outra dúvida que tenho também, cidadão americano precisa de visto para permanecer no Canadá?

    Obrigada pela atenção!

  36. Thais, parabéns pelo trabalho!!! Excelentes informações!!!
    Com certeza, você ama o blog e o que faz e por isso passa tudo em uma linguagem leve e dentro da realidade.
    Estou pesquisando entre Capilano e Langara (a agência me orientou a Capilano), mas apesar de já ter estado em Vancouver não consigo visualizar a “logistica” de estudar em North Vancouver, pois aparentemente a “Vida” acontece do outro lado (empresas, possibilidade de trabalho, etc); podes dar alguma orientação neste sentido?
    Outra dúvida: Você já passou de 01 ano de experiência, e deve estar nos preparativos para conseguir o “PR”; a pergunta é: Você tem contato com outros brasileiros que fizeram cursos de Post-Degree nas áreas de Accounting ou Business Administration se após terminado o curso de 2 anos (com o Co-op) se a probabilidade de conseguir o PR é grande?
    Obrigado e até breve! Devo estar aí em Janeiro próximo.

    1. Thaís Freitas

      Oi, Flavio!

      North Vancouver é uma região lindíssima, cheia de montanhas, parques e rios, e fica a menos de 30 minutos de downtown, eu adoro aquilo lá! E os alugueis são bem mais em conta do que em downtown. Muita gente mora lá e não tem problema nenhum, o transporte público aqui é ótimo, então é bem fácil se locomover. Se você for estudar na Capilano, vale muito a pena morar lá perto, eu não só recomendo como ando pensando seriamente em ir morar por lá também.

      Eu ainda não tenho 1 ano de experiência canadense, porque ela só começa a contar a partir do momento que você pega o Post Graduation Work Permit (o visto de trabalho depois que você se forma). Eu vou pegar o meu agora, e só aí vai começar a contar. Sobre conseguir o PR, não depende só da experiência no Canadá, mas também da sua escolaridade, idade, nota no IELTS… tudo isso conta ponto e quanto mais você conseguir, melhor. Fácil não é (o que é fácil nesta vida?), mas também não é impossível! 🙂

      Boa sorte!!

      Bjs!

      1. Muito Obrigado Thais, Muito úteis suas informações.
        A grande dúvida ainda é Capilano ou Langara, e de consequência a questão da moradia, pois certamente se for estudar na Capilano, morar em North Vancouver será uma boa ideia, mas e o mercado de trabalho? Tens ideia se North Vancouver também é uma área com possibilidade de conseguir emprego?
        Estou dizendo isso pois você sabe que, sem ter muito dinheiro no bolso, eu e a esposa teremos que conseguir trabalho também, então a pergunta é: Na sua visão, North Vancouver oferece oportunidades de emprego como Dowtown ou Burnaby?
        Obrigado mais uma vez!!!

  37. Oi Thais! Excelente seu blog. Me ajudou muito a tomar a decisão e estou indo pra Vancouver com minha esposa em agosto e já tenho a carta de aprovação a pós em business administration na Langara. Farei o LEAP de setembro a dezembro e minha pós começa em janeiro. Você já fez o estágio? Como foi a experiência?
    Outra coisa… De quais países são a maioria dos alunos de business? Tem brasileiros nos cursos de pós? E sem querer abusar mas já… qual a média de idade? É que tenho 43 e gostaria de saber se tem alunos da minha idade neste curso.
    Esperamos te encontrar aí!
    Abraços,
    Fernando

    1. Thaís Freitas

      Oi, Fernando!
      Eu já me formei, fiz o período de co-op e estou trabalhando normalmente agora, full-time. Falei mais sobre isso neste post aqui, aliás. Em breve sai um post sobre a formatura no blog!
      Na Langara tem aluno de tudo que é lugar, mas principalmente indianos e chineses (todos os lugares aqui, aliás). Tem bastante brasileiro também, ainda mais agora que a procura está aumentando. Tem alunos de todas as idades, depende muito da sua sorte mesmo. Tem gente de 40 lá, mas a maioria fica entre 25-35. Mas não se preocupa com isso não, o pessoal é muito legal e os canadenses não têm esse preconceito com idade que o mercado de trabalho brasileiro tem.
      Boa sorte e aproveite bastante a experiência!
      Bjs

  38. Oi Thais! Muito boa a sua postagem! Mas eu queria te perguntar a sua opinião a respeito do mercado de trabalho aí?! Porque vejo muita gente falando que em Vancouver não está tendo muito trabalho e que não tá fácil pra muita gente.. É verdade? Você achou difícil arrumar trabalho? Até mesmo em outras áreas diversas? Já na sua área de marketing você disse que não deu por causa da carga horária, correto?! Mas você acha que se consegue trabalho na sua área após finalizar o curso tranquilamente, ou teria aquela famosa exigência de experiência?!

    1. Thaís Freitas

      Oi, Karla!

      Acredito que as suas dúvidas estão todas respondidas neste post aqui, ó: https://www.viajadora.com/emprego-no-canada-como-conseguir-um-na-sua-area-de-estudos-no-canada/ 🙂

      Bjs!

  39. Thais, excelente post! Você conseguiu sintetizar varias duvidas de muitos em uma mesma página.
    Você havia tido que a aula vai até as 14h30, correto? Esse era o schedule original ou depende das matérias que você está fazendo?
    lhe pergunto isso pois ao verificar uma pós graduação em Supply Chain percebi que está programado para dias de semana de 9h as 18h e achei bastante tempo, o que me gerou dúvida. Além de me parecerem cursos pesados , os horários acabam não sendo muito favoráveis para trabalho. Pelo que viu aí teria alguma função que contrataria apenas à noite ou até mesmo nos finais de semana

    Obrigada desde já!
    Obs. Você teria algum E-mail de contato direto?

    1. Thaís Freitas

      Oi MArina!
      Realmente os horários não favorecem muito, mas quando me formei vi que a Langara estava oferecendo opções de aulas à noite pros alunos das turmas mais recentes de pós-graduação, então deve estar mais fácil para trabalhar agora. Pra trabalhar à noite ou fins de semana não dá pra ser na área de estudos, só empregos não qualificados como em restaurantes, bares e cafés, por exemplo… é o que a maioria das pessoas fazem, aliás.
      Bjss

  40. Gostaria apenas de parabenizá-la Thaís, suas dicas tem me ajudado demais.
    Muito Sucesso para você

  41. Olá Thaís, embarco agora dia 24 para uma pós em Business na Langara, seus posts estão me orientando quanto a tudo!!! ótimos!! O orientador internacional indicou fazer 3 matérias no primeiro semestre ao invés de 5, foi o que fiz, porém o curso durará 2 anos e meio, o que vc acha? Muita gente faz isso? Afinal vou com meus 2 filhos e marido e sei que é um curso pesado. Obrigada.

  42. Olá. Foi a decisão mais acertada. Estou terminando o Term 3 do mesmo curso que vc fará, também sou casada e tenho 2 filhos. Fiz o periodo de estudo em 1 ano, 5 matérias, e ainda não sei como sobrevivi! Tudo o que vc sabe sobre “estudar muito”, pode aumentar 10 vezes….sem exagero. Portanto, ” take your time” e faça mesmo menos matérias. Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *