Ideias de negócios brasileiros que seriam sucesso no Canadá

0

Eu tenho um monte de ideias de negócios brasileiros que dariam certíssimo em metro Vancouver, mas nenhum tempo, e muito menos dinheiro, para investir neles. Por isso – e também porque nem só de pastel, pão de queijo e churrasco vive o imigrante brasileiro – resolvi listar algumas dessas ideias para, quem sabe, você, empreendedor brasileiro cheio de disposição, se inspirar e abrir um desses negócios que tanta falta fazem por aqui. Prometo que vou ser a primeira cliente e você ainda pode me contratar para cuidar do marketing! haha

Olha aí as ideias:

Aulas de português para filhos de brasileiros

Eu sou fã da Oficina Curumim e acho fantástico o trabalho que eles fazem para estimular o amor pela cultura brasileira nos filhos de imigrantes. Mas além de conhecer a cultura, quero que meus filhos aprendam a ler e escrever fluentemente em português, e gostaria que houvesse algum tipo de curso especificamente voltado para isso. Tipo os cursos de inglês que existem no Brasil, só que de português, com aulas duas vezes por semana, estudo de literatura e músicas em português e coisas assim. Fica a ideia para os professores de português que querem trabalhar em Vancouver. Imagino que o investimento seja baixo – só alugar uma sala e pegar as licenças necessárias – e você pode começar dando aula particular na casa das pessoas pra sentir a possibilidade de o negócio dar certo e atrair seus primeiros clientes. Só aqui em casa você já teria dois clientes!

Comida mineira

Comida mineira no fogão a lenha é uma ótima ideia de negócios brasileiros no Canadá
Não consigo pensar em nada mais gostoso do que um bufê liberado de comida tradicional mineira no fogão à lenha, como esse de um restaurante em que comemos em Conceição do Ibitipoca, MG

Toda vez que ouço falar de comida brasileira aqui estão falando de pastel, pão de queijo e churrasco… bla bla bla. É claro que precisamos de uma churrascaria rodízio decente aqui – porque a que existe, convenhamos, não conta, né – mas a comida brasileira é tão mais do que esses pratos. Eu sonho sempre com um daqueles restaurantes mineiros tradicionais – tipo o À Mineira, sabe? – com fogão a lenha onde você pode se servir à vontade de canjiquinha, torresmo, feijão tropeiro, farofa de couve e por aí vai, acompanhado de uma cachacinha tradicional pra ajudar a descer.

Tá, eu sei que fogão a lenha vai ser mais complicado, e bufê mais ainda em tempos de covid-19, mas se você começar vendendo uns pratos mineiros à la carte mesmo já vai ser sucesso. Porque feijoada e churrasco, mal ou bem, todo mundo consegue fazer em casa, e pão de queijo agora vende até no Costco, mas a boa e velha comidinha mineira com jeito de casa da vó não é pra qualquer cozinheiro!

Comida nordestina

Carne de sol com macaxeira e outras comidas nordestinas na Feira de Sao Cristovao
Minha felicidade comendo carne de sol e outras gostosuras nordestinas na Feira de São Cristovão durante a minha primeira ida ao Brasil desde que imigrei. Muito bom!

Gente, canadense precisa descobrir que prato com peixe não é só japonês e fish & chips – argh, só de pensar nessa friturada minha artéria chega grita. hahaha Vamos lá: moqueca de peixe com pirão, camarão na moranga, peixada… acarajéééé, a saudade que me dói sentir! Isso sem falar nos outros pratos deliciosos sem peixe: carne de sol com macaxeira, paçoca de carne seca, cuscuz, baião de dois… a culinária nordestina é tão rica e tão maravilhosa, os canadenses precisam conhecer!

Você pode se inspirar em qualquer um dos restaurantes maravideliciosos da Feira de São Cristovão pra abrir o seu aqui. E pra dar uma agitada e complementar a renda você ainda pode promover umas noites de forró lá, ia ser sucesso. E ser for difícil achar um trio forrozeiro legítimo não tem problema: uma vez fui num restaurante mexicano em Vancouver onde tinha um grupo de mariachis tocando, e pelo menos metade deles eram chineses… certeza que você encontra um chinês que consiga tocar triângulo também. haha

Food truck vendendo PF brasileiro em dowtown Vancouver

Prato-feito brasileiro com arroz, feijao, batata frita, salada e carne
Um típico prato-feito brasileiro assim é meu sonho de almoço durante a semana em downtown Vancouver!

Lembra quando você trabalhava no centro de uma cidade grande brasileira e tinha aqueles restaurantes simplinhos vendendo prato-feito a 10 reais na hora do almoço? Era arroz, feijão, salada, farofa, batata frita, uma carne e, se o restaurante fosse raiz mesmo, um pouco de macarrão pra dar aquela cimentada. Aí você comia satisfeito e trabalhava o resto do dia feliz com a sua dose de carboidrato em dia? Então. Eu trabalho em downtown e sinto muuuuita falta de uma comida simples e barata assim, e te garanto que muitos outros brasileiros que trabalham lá também.

Como sei que abrir um restaurante lá ia ser bem caro, minha dica é abrir um food truck e estacionar todo dia de semana na frente da galeria de arte, junto com vários outros, na hora do almoço. Dicas de pratos: frango à milanesa com batata frita ou legumes no vapor, filé de peixe com purê de batata, bife com batata frita, espetinho de carne com farofa e molho à campanha… tudo acompanhado por feijão, arroz e salada de alface com tomate.

Lanchonete carioca

Fachada da lanchonete Polis Sucos em Ipanema, Rio de Janeiro
Lanchonete Polis Sucos em Ipanema, uma das minhas favoritos no Rio. Simples e muito boa! (foto: Tripexpert.com)

Uma das coisas que eu mais sinto saudade da zona sul carioca era ter uma casa de suco em cada esquina vendendo uma grande variedade de salgadinhos como coxinha, joelho, esfiha, quibe, empada e pastel de forno. Isso sem falar, claro, nas combinações deliciosas de sucos de fruta feitos na hora, açaí de verdade e, se a lanchonete fosse boa mesmo, mate gelado com limão.

Pois é, acho bizarro que aqui no Canadá, se você estiver com fome e quiser fazer um lanchinho na rua, é quase impossível comer uma coisa salgada que não seja hamburger ou hotdog, eles simplesmente não têm o conceito de salgadinho, sabe? Tem um Starbucks ou Tim Hortons a cada 200m, mas a coisa mais próxima de um salgado que você vai encontrar lá – que não seja um sanduíche – é um bagel ou um croissant, e eu acho isso inconcebível.

Por favor, alguém abre uma lanchonete carioca em downtown Vancouver, mesmo que seja só uma portinha com duas mesas de metal… prometo que como lá todo dia pra ajudar o negócio a deslanchar!

Depilação estilo Pello Menos

Ok, chega de falar em comida que eu já tô babando aqui. O assunto agora é depilação brasileira. Pois bem, quando eu vou me depilar, não quero ter que marcar hora com a fulana brasileira lá em não sei onde; tirar a roupa toda; e nem ter que conversar sobre a vida, o universo e tudo mais enquanto ela tá lá preparando a cera e eu tô tentando me concentrar pra não gritar de dor. Sinto muita falta de uma loja de depilação vapt-vupt que nem a rede Pello Menos, aonde você vai sem precisar marcar horário, entra numa cabine onde está tudo limpinho, a moça te depila num piscar de olhos e você sai, paga e vai embora feliz… tudo isso em quinze minutos.

Fica a ideia aí. Sugestão de lugar: shopping Metrotown.

Academia

Tirei essa foto em uma das Smartfits de Ipanema e guardo até hoje porque acho muito engraçada. Nunca descobri por quê o alarme soava e como ajustar o comportamento! haha Saudades, Smartfit!

Claro que tem redes de academias aqui. Mas você paga um valor mensal só pra usar os aparelhos e fazer as aulas e não tem professor orientando no salão como no Brasil, e aí o que você mais vê é gente usando os aparelhos de um jeito bizarro e a academia perturbando os clientes para contratar o serviço de personal trainer. Morro de saudades de treinar pagando baratinho na Smartfit, de ser uma rede, dos professores, das cadeiras de massagem, de me divertir com as bizarrices dos frequentadores e até de quando tinha DJ de noite na Smartfit do Arpoador no Rio de Janeiro. haha Podiam abrir uma franquia aqui, não? Claro que não ia ser tão divertida como as do Rio, mas já ia ser melhor do que todas as academias daqui.

Você tem outras idéias de negócios brasileiros no Canadá?

Bom, por enquanto é isso, este post me deixou cheia de saudade da minha terrinha natal. Se alguém resolver seguir minhas dicas e abrir um negócio desses por aqui me avisa, que eu vou ser a primeira cliente. E se você tiver alguma outra sugestão de negócio pra adicionar à lista, deixa aí nos comentários, tenho muita curiosidade em saber! 😊

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui