Guias, Dicas e outras coisas úteisVida de viajante

Dicas de como vencer o medo de avião

encarar o medo de avião viajadora

A partir do momento em que compro uma passagem, tudo é só alegria, planejamento, pesquisa e aquela gostosa preparação que antecede uma viagem. Mas isso até a hora de pegar o avião. Um dia antes começa a me dar um revertério, um aviso do meu insconciente, que insiste em me mostrar que está tenso, por mais que eu ache que “desta vez, estou tranquila”.

Mas o meu medo de avião, ainda bem, nunca me impediu de fazer nenhuma viagem. Isso porque, filha de pais viajantes, consegui desenvolver, desde pequena, algumas técnicas que me ajudam a ficar mais calma. Resolvi compartilhá-las aqui, porque acho que podem ser úteis para aqueles que, assim como eu, gostariam de se sentir mais à vontade a tantos milhares de pés de altura.

Dicas para antes da viagem:

  • Procure não pensar no voo até que você tenha mesmo de encarar o medo de avião. Aprendi que sofrer por antecedência é sofrer duas vezes. Cada dia tem a sua agonia, então é melhor deixar para pesquisar sobre a viagem na hora de pesquisar; arrumar as malas quando tiver de arrumar e  ter medo só quando não conseguir fugir dele.
  • Se o seu medo de avião é daqueles que te impedem de viajar, tente uma consulta com um psiquiatra e explique para ele a situação. A pior coisa do mundo é você se privar das experiências maravilhosas que uma viagem pode trazer, por medo. Conheço pessoas que têm verdadeiro pavor de avião e que, com a ajuda certa de medicamentos (indicados por médicos, que fique claro), passam pelos voos (e escalas e conexões) super tranquilos.
  • Se assim como no meu caso, o que te apavora são as turbulências, procure fazer check-in  antecipadamente para garantir um assento no meio do avião, na altura das asas. Essa é a área mais estável do avião nos momentos que ele sacode.

Dicas para encarar o medo de avião durante o voo:

  • Entre no avião com o pé direito. Isso não tem nenhuma lógica nem embasamento científico, mas não custa nada, não é mesmo? Minha mãe – medrosa que também é – sempre fez isso e sempre deu tudo certo. 😀
  • Eu não gosto de ser pega de surpresa com turbulências, então, para evitar mini-ataques cardíacos toda vez que o avião começa a balançar, prefiro consultar os comissários de bordo e perguntar “como está o céu” antes de o avião decolar. Você corre o risco de ele rir da sua cara, mas qualquer que seja a resposta, vai te ajudar a segurar os ânimos. Se o céu estiver tranquilo, significa que você pode ficar feliz e relaxar. Se ele disser que o céu não está bom, dá tempo de preparar o psicológico para a hora da turbulência, para você saber que nada de inesperado está acontecendo quando o avião começar a balançar.
  • Se, mesmo assim, der um medinho na hora da turbulência, a dica é olhar como estão os comissários de bordo. Sempre dá certo! Se eles estiverem com a cara de calma habitual, como quem está tranquilo e sereno num spa, pode ficar tranquilo porque está tudo nos conformes. (Mas aí, meu filho, se eles passarem correndo de um lado pro outro…. comece a rezar, que o negócio é sério! haha)
  • Santinho, amuleto, roupa da sorte ou qualquer outra simpatia, tudo isso é sempre válido. Tendo sentido ou não, é mais uma proteção pra quem se sente vulnerável em um avião.

Para todos os momentos:

  • Se tiver alguma celebridade no seu voo, pode relaxar. Isso é quase uma garantia de que o seu avião não vai cair. Digo isso porque, quando foi a última vez que um famoso morreu em acidente de avião? É muito raro você ouvir que “Fulano de tal estava indo fazer uma gravação em tal lugar e morreu na queda do avião.”. Além disso, estatisticamente, eles viajam muito mais do que nós, o tempo todo, então a chance de acontecer com eles é muito maior do que com a gente e, apesar disso, não acontece nunca. Eu sempre comemoro quando viajo com famosos.
  • Sempre que der medo, pense na quantidade de aviões que estão decolando, pousando ou voando no mundo naquele momento. Você está em um avião, entre milhões de outros nos céus mundo afora. Pense na quantidade de voos saindo dentro da Europa, na Ásia, na Oceania, dentro dos Estados Unidos, ou até mesmo na quantidade de voos que acontecem só na ponte aérea por dia. Racionalmente falando, é muito azar que vá acontecer alguma coisa justo com o seu avião, não é mesmo? E se acontecer, é porque era para ser mesmo, né. rs
  • Tenha certeza de que ninguém morre antes da hora. Quem tem que morrer, vai morrer. E quem não tem, não vai morrer. É assim que tem gente que sobrevive a desastres onde milhares de outras pessoas morrem, enquanto outras pessoas morrem por motivos bobos, como engasgar com uma bala ou tropeçar e cair de cabeça na calçada. Se você tiver de morrer de avião, não adianta: mesmo se você não voar, um avião vai cair em cima da sua casa. Da mesma maneira que, se seu destino não for morrer de avião, não vai ter turbulência ou voo agitado que te derrube. Simples assim. 😀

Mari e Thais Viajadora superando o medo de avião

Comentários

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *