Cidade do Rio de JaneiroPelo BrasilRio de Janeiro

Roteiro Centro Histórico: Cultura e boa comida no Rio de Janeiro!

Cais da Praça Quinze de Novembro Halley Pacheco de Oliveira

Todo o charme do Centro Histórico do Rio

Se tem uma pessoa que entende de atrações culturais e lugares charmosos para comer no Rio de Janeiro, essa pessoa é a minha amiga – e jornalista super talentosa – Marcella Sarubi. Por isso, eu, que não conheço muito esse lado da minha cidade do coração, tive, claro, que pedir para ela fazer uma colaboração para o Viajadora, já que a parte cultural/histórica do Rio também é um lado muito legal da cidade que os visitantes costumam adorar conhecer. Então, com vocês, as dicas da Marcella:

“No Centro Histórico do Rio, passado e presente habitam lado a lado, em estruturas geminadas. O entorno da Praça XV é a expressão mais viva dessa convivência. Lá é possível ter um encontro com um passado Brasil Colônia/Império que ainda se pode pisar, olhar frente a frente e tocar.

Escolher uma manhã de sábado para visitar um dos museus da região (Centro Cultural Banco do Brasil, Casa França-Brasil, Centro Cultural dos Correis e Museu do Paço Imperial), desbravar caminhos entre ruelas que levam a bistrôs, restaurantes e bares charmosos é uma ótima programação para quem gosta de roteiros que incluam arquitetura urbana e história.

Centro Histórico Prédio CCBB Rio de Janeiro
No CCBB, além das exposições e sessões de cinema, há uma livraria especial, cheia de livros de arte e cultura. (Foto: Alexandre Macieira/RioTur)
Paço Imperial Rio de Janeiro
No Paço Imperial, além de conhecer a casa da família real, há mostras sazonais e uma livraria-café dá a chancela final de charme. (Foto: Carlos Luis M C da Cruz)

 

Apesar de os museus não terem acervo fixo, há sempre exposições diversas em cartaz e muitas atividades culturais. Dê uma olhada na programação antecipadamente. Mesmo que não haja nada extra, só a visita aos prédios já vale a investida. Isso sem falar no fato de que, ao redor do Paço Imperial, toda a praça XV é de se admirar (e, nas manhãs de sábado, a tradicional feira de antiguidades: cheia de quinquilharias, mas com barracas de móveis e objetos antigos valiosos).

Quando terminar de passear pelos museus, aventure-se pelas ruelas ao redor. Muitos são os bares e restaurantes da região… principalmente na lateral do CCBB, Arco do Telles adentro e nas ruas Sete de Setembro e Rosário.

Depois de toda essa andança, é quase certo de que você vai ficar com fome. Então anote aí três dicas de locais para comer, beber, se divertir e renovar as energias para o seu ‘safári’ pela região. Mas não fique só neles: há muito mais para você descobrir e eleger como os seus lugares preferidos.

 

Café da manhã e almoço: Brasserie Rosário

Onde: Brasserie Rosario, na Rua do Rosário, 34 – Centro.

No balcão da frente da loja, pães e baquetes para atiçar a fome. Há ainda foccacias, ciabattas, brioches doces, croissants e outras delícias produzidas lá mesmo.

O quesito pâtisserie é de hipnotizar até o mortal menos interessado em doces. Tarteletes, éclairs, mousses. Eu optei por uma sobremesa com uma pegada brasileira, uma mousse de chocolate com paçoca, e não me arrependi.

Mousse de paçoca com chocolate da Brasserrie do Rosário Brasserie Rosário - sobremesas outra opção

Nada é exatamente muito barato: a mousse custou R$ 13,00. O café expresso R$ 5,00 e um cappuccino, R$ 7,50. Mas vale pela delícia que é sentar em uma das mesinhas do lado de fora, no chão de paralelepípedos, e ficar apreciando os sobrados antigos ao redor.

Há, ainda, no cardápio, petiscos para tapear a fome, pratos fixos (massas, risotos, carne, peixe…) e sugestões do dia. No último sábado em que estive lá, pernil de cordeiro e bife de chorizo eram as indicações do dia.

Há, também, shows de samba/jazz durante a semana.

 

Para Degustar cervejas artesanais nacionais e importadas: Sebo Al Farabi

Onde: Sebo Al farabí, na Rua do Rosário, 30 – Centro.

É possível comprar livros usados e beber cervejas especiais, de diferentes escolas, americanas e alemãs, além de brasileiríssimas artesanais. O atendimento é muito bom e os preços bastante justos.

De segunda a sexta, as mesas estão sempre cheias de gente interessante e descolada, que sai do trabalho e, antes de ir para casa, faz uma paradinha para um happy hour. Durante a semana, ainda, rolam shows de jazz, bossa nova e rodas de samba.

Sábado a vibe é um pouco mais tranquila.  Ideal para quem quer tomar uma boa birita e almoçar. Em manhãs ensolaradas, sentar do lado de fora do restaurante é garantia de um papo arejado e um dia agradável.

7-Al-Farabi-shows-de-jazz-Creditos-site-Al-darabi

sebo-Al-Farabi-salão-interno

Sebo-Al-Farabi-salão-interno-com-lateral-da-rua

Chorinho para embalar a sua viagem pelo passado do Rio: Adelos Bar

Onde: Adelos Bar, na Rua do Mercado, 51 – Centro

Sábados de chorinho. Essa é a grande pedida do Adelos, restaurante (meio bar também) que fica na lateral do Centro Cultural dos Correios. Das 13h às 16h, o grupo Beliscando executa clássicos do choro, comparecendo com a trilha sonora musical que faltava para a sua viagem ao passado em torno da Praça XV.

Grupo de choro X no Adellos - todo sábado

Choro de todo sábado no Adellos

Centro Histórico Adelos Bar - área externa

A comida é honesta, há pratos executivos e à la carte. Os petiscos são gostosos, num estilo mais simples. É possível comer pastéis por unidade (camarão, queijo, provolone com cebola…), bolinhos (de feijoada, aipim, bacalhau) e porções populares (batata frita, gurjão de peixe…). Boas pedidas são a linguiça no espeto e o pão de alho que os garçons conduzem pela área externa e interna da casa (as linguiças custam R$ 4,00).

Há, também, cervejas especiais e artesanais. Mais caras, é verdade. É possível encontrar cervejas populares – Antarctica Orginal, Bohemia (verdade que a um “preço turista”, uma garrafa por cerca de R$ 12/13,00, mas, molham o bico) e chopps a R$ 6,50.

 


Endereços dos museus do Centro do Rio:

Centro Cultural Banco do BrasilRua Primeiro de Março, nº 66

Casa França-BrasilRua Visconde de Itaboraí, 78

Centro Cultural dos CorreiosRua Visconde de Itaboraí, 20

Museu do Paço ImperialPraça Quinze de Novembro, 48


marcella-sarubiSobre a autora:

Marcella é jornalista e leitora compulsiva. Leva uma vida pacata, mas sonha mesmo em ganhar a vida viajando e se tatuando mundo afora. Ela também escreveu para o Viajadora sobre Show de tango em Buenos Aires: como fugir de espetáculo pra gringo ver e arriscar alguns passos e deu Dicas para viajar com seus avós (com relatos de Paris!).

 


 * a foto de destaque do post é de autoria de Halley Pacheco de Oliveira.

Comentários

Tags:

Um comentário

  1. […] Cultura e boa comida no Rio de Janeiro: Roteiro para conhecer a região histórica da Praça XV […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *