Estudo e TrabalhoVida no Canadá

Como é fazer a prova do IELTS em Vancouver

Entrada da Global Village Vancouver para fazer a prova do IELTS em Vancouver

Como comentei no post com o Passo a passo para quem quer fazer college no Canadá, por falta de tempo, eu e o Thiago fizemos o TOEFL em vez do IELTS para fazer a matrícula nas faculdades canadenses antes de vir para Vancouver. Mas depois de dez meses de Canadá, resolvemos fazer o IELTS General aqui para poder começar a pensar em aplicar para o Express Entry.

Muita gente fala que fazer o IELTS no Canadá é mais difícil, mais caro, mais sofrido, mas nós achamos bem tranquilo. Por isso vou contar aqui como foi para que quem está planejando fazer o IELTS em Vancouver não fique assim com tanto medo.

Como e quanto custa fazer a inscrição do IELTS no Canadá

A inscrição para o IELTS na cidade de Vancouver é feita neste link. Nele você escolhe o lugar mais conveniente para fazer a prova, reserva a data e faz o pagamento de CAD $295. Para a inscrição é preciso mandar uma cópia digitalizada do passaporte ou do PR Card, para quem tiver.

Como o IELTS em Vancouver é bem menos concorrido do que no Brasil, é possível escolher qualquer data para fazer, não precisa esperar muito como geralmente acontece nas capitais brasileiras. No nosso caso, marcamos a nossa prova para dali a dois meses, na ilusão esperança de que conseguiríamos estudar alguma coisa até lá.

Com a prova marcada para o dia 26/09/2015 na unidade Global Village Vancouver, na Cambie Street, bem pertinho de casa, recebemos vários e-mails de confirmação e informações de como chegar até o local da prova, e aí era só esperar a data.

O predio da Global Village Vancouver na Cambie Street para fazer a prova do IELTS em Vancouver
O prédio da Global Village Vancouver, na Cambie Street, em Yaletown

A hora da prova do IELTS em Vancouver

Para fazer o IELTS em Vancouver, é preciso levar o passaporte (só serve o passaporte como documento, aliás) , lápis/lapiseira, borracha e caneta. Eles orientam a chegar às 8h, e assim que chegamos, já tinha gente fazendo fila na porta e esperando eles abrirem. Entre 8h e 9h é o tempo de eles ajeitarem todo mundo e cada um ir para a sua sala e a prova começar às 9h.

Cada sala tem um fiscal e cabem umas 10 pessoas. O fiscal explica como é o esquema, entrega a folha de respostas e depois dá início à etapa do listening, que tem duração de 40 minutos. Quando acaba, ele explica a prova de reading, que dura uma hora. E no final, tem a prova de writing, que consiste em duas redações simples e leva uma hora também.

Já a parte de speaking é feita em outro horário, que a gente descobre quando senta na nossa carteira e vê um papelzinho com o nosso nome e horário marcado para essa etapa da prova. Pode ser no mesmo dia, na parte da tarde, ou no dia seguinte. No nosso caso, a minha estava marcada para 14h15 e a do Thiago, para 14h45.

Por causa desses horários, nós fomos almoçar logo depois que acabou a redação e voltamos às 13h40. Acabou que, como chegamos mais cedo, acabamos sendo chamados para o speaking antes, e lá pra 14h50 já estávamos voltando para casa. A prova de speaking é bem rapidinha, leva entre 11 e 14 minutos só, é feita só com você e o examinador na sala e é gravada. Minha prova foi com uma moça super simpática, então não fiquei nervosa nem nada e achei ótima.

É mais difícil fazer o IELTS no Canadá?

Eu não achei. Sinceramente achei o TOEFL bem mais difícil que o IELTS, por ter questões mais complexas, inclusive de gramática. Achei o IELTS bem bobinho, na verdade, esperava bem mais, e nós dois acabamos nos saindo muito bem, do jeito que precisávamos.

Além disso, também vi vários brasileiros comentarem nos grupos que, no speaking, devido ao fato de os avaliadores serem “falantes nativos” de inglês, são bem mais exigentes do que os avaliadores no Brasil, mas nem achei isso, acho que não fez diferença nenhuma. Mas sinceramente, se fizesse também, acho que está certo, afinal, é um teste, ninguém está ali para ser bonzinho. É também, achei bem mais fácil falar com uma pessoa do que com uma máquina, como acontece no TOEFL.

O que eu não gostei do IELTS, na verdade, foi o fato de a prova do listening ser feita com um som geral para todo mundo, em vez de cada um com seu fones de ouvido, como é no TOEFL. Eu sou bem surdinha, então fiquei bem tensa tentando escutar, o que me deixou um pouco nervosa, mas no fim das contas deu tudo certo. rs

Quanto tempo leva e como sai o resultado

O resultado da prova sai 13 dias úteis depois, e pode ser visto no site do IELTS. Para o resultado físico (o comprovante) você pode escolher pagar um pouco mais para um courrier entregar no seu endereço ou ir buscar no lugar da prova. Eu escolhi a segunda opção, mas não fui lá buscar ainda.

Algumas dicas básicas para você se sair bem na prova do IELTS General:

– Na hora do listening, preste muita atenção, porque só dá para ouvir uma única vez. Começa com uma voz explicando como marcar a resposta e logo depois já emenda na primeira questão, então tem que ficar ligado para não se distrair e comer mosca.
– Também sobre o listening: tem vários sotaques difíceis de entender, como britânico e australiano. Se você em dificuldade nisso, se prepare dando umas escutadas nesses sotaques antes da prova.
– O reading é muito facinho, basicamente interpretação de texto mesmo.
– Para o writing, preste bastante atenção no enunciado, para entender exatamente o que eles querem para as redações e não fugir do tema. E se preocupe também em fazer tudo no tempo, vi um monte de gente reclamando que teve que terminar de qualquer jeito.
– Já para o speaking, o conselho é falar bastante. O examinador te faz umas perguntas e você precisa falar mais do que só dar respostas curtas. Na minha prova, algumas vezes eu respondi achando que era suficiente e a moça ficou fazendo sinal pra eu continuar falando até completar o tempo.
– No site IELTS Essentials você encontra bastante informações sobre a prova e como se preparar, vale a pena conferir.

No mais, é só ter calma e fazer tudo com tranquilidade que dá tudo certo. A prova é fácil para quem presta atenção e tem um nível de inglês avançado. E se tiver mais alguma coisa que você gostaria de saber, fique à vontade para perguntar aqui nos comentários do blog que eu respondo! 🙂


-> Confira hotéis e acomodações em Vancouver clicando aqui.

-> Confira hotéis e acomodações em North Vancouver clicando aqui.


Comentários

Tags:

8 comentários

  1. Muito legal Thais!!
    Valeu as dicas!!

    Bjs

    1. Thaís Freitas

      Que legal que curtiu, Lais! A prova é bem menos assustadora do que a gente imagina! 😉

  2. Thais,

    Vocês tiraram quanto no IELTS? Deram entrada já no Express Entry? Vocês deram entrada como casal.
    Achei que vocês tinham ido estudar e não tinham intenção de imigrar.

    Abraços,

    1. Thaís Freitas

      Oi, Livia!

      A gente tirou 8,5 em tudo no IELTS. Vamos dar entrada no EE em algum momento, mas não demos ainda. Acho quase impossível morar uns tempos no Canadá e não querer ficar pra sempre, você vai ver! 😉

      Bjs

  3. Olá, adorei o blog. Já devorei todos os posts. Parabéns e obrigada 🙂

    Sempre pensei na possibilidade de morar fora, e estes tempos atuais no Brasil e no Rio têm aflorado ainda mais este desejo. Tenho visto o Canadá com bons olhos, principalmente pelas possibilidades de migração legal, especialmente se comparadas aos difíceis processos dos Estados Unidos.

    Estou avaliando as possibilidades de cursos, moradias e tal. Gostaria de te fazer duas perguntas. Imóveis em Vancouver são caros? Tem algum site de classificados para indicar? Em caso positivo, sabe se há cidades próximas, com imóveis mais baratos, mas que seja possível o deslocamento para estudar e trabalhar em Vancouver?

    1. Thaís Freitas

      Oi Carolina! Que legal que curtiu os posts!
      Então, o custo de vida e aluguel em Vancouver é bem carinho. Eu fiz um post sobre isso que dá uma boa ideia dos custos: https://www.viajadora.com/quanto-custa-morar-em-vancouver-para-um-casal-sem-filhos/
      Quem quer economizar com aluguel geralmente mora nas cidades periféricas, como Burnaby e New Westminster, onde o aluguel é mais barato e dá pra chegar rapidinho em downtown Vancouver de metro ou ônibus. Vale a pena considerar! 😉
      Bjs

  4. thais,
    tenho hoje 41 anos de idade , casada com um filho de 9 anos estamos pensamos em migrar mas obtive informações que a documentação que pedem e bem complexa e também saber inglês fluente e a chave pra ser aceito e arranjar emprego mais fácil . estamos pensando em fazer um curso de inglês ai mesmo,não sou tao ruim no inglês mais não sei falar bem, arranho. to meio perdida, qual seria o melhor passo a passo.?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *