EuropaPelo MundoPor AíSuíça

Zurique: 5 atrações imperdíveis da maior cidade suíça

Zurique: 5 Atrações Imperdíveis da Maior Cidade Suíça

Relativamente pequena e localizada bem no centro da Europa ocidental, Zurique costuma ser encarada como apenas um ponto de passagem para quem viaja pela França, Alemanha ou Itália. O fato de ser uma das cidades mais caras do planeta também não a torna, exatamente, um destino turístico muito popular.

Mas a verdade é que a maior cidade da Suíça tem muitas atrações que valem a pena ser exploradas, mesmo que apenas por algumas horas. Por isso, pedimos ao Christian Haueter, suíço que está morando no Brasil há quase um ano, nos dar cinco dicas de como aproveitar a cidade, que é o centro cultural do país e considerada uma das melhores qualidades de vida do mundo, sem gastar uma fortuna. Você vai ver que dá para aproveitar bem o que Zurique tem a oferecer e ainda vai sobrar dinheiro para comprar mais chocolates. Confira:

1) Admirar a melhor vista do centro histórico

Uma das vantagens da Suíça é que tudo é bem pertinho em comparação às distâncias brasileiras: o centro histórico fica a apenas cinco minutos a pé da estação central de trens. Vielas apertadas e casas de pedra e madeira te fazem entrar em um outro mundo. Subindo a colina Lindenhof, se chega ao mirante de onde é possível ter a melhor vista da parte medieval da cidade antiga e das famosas igrejas. Enquanto antigamente os romanos usavam o mirante como castelo, hoje é um refúgio idílico dentro da cidade, com muitas árvores e pessoas jogando xadrez.

Viajadora: Centro Histórico de Zurique
Vista do mirante. (Foto: Albinfo (Own work) [Public domain], via Wikimedia Commons)

2) Nadar no rio Limmat, bem no meio da cidade

Se você for no verão europeu (o que é fortemente recomendado, já que no inverno faz muito frio), não deve perder a oportunidade de nadar no rio Limmat, que deságua no lago Zurique. Pule na água limpa a apenas 500 metros da estação central e se deixe flutuar até o Oberer Letten, uma piscina pública gratuita no centro da cidade. Lá também é um dos principais lugares de encontro para os jovens da cidade, com muitos bares e DJs tocando. Aliás, outro fato interessante sobre a água em Zurique: a cidade possui mais de 1200 fontes em sua extensão, todas com água potável e prontas para você se refrescar.

Viajadora: Rio Limmat e Lago Zurique
O Rio Limmat e, ao fundo, o Lago Zurique. (Zürich Tourism/Divulgação)
Viajadora: Oberer Letten no verão em Zurique
Oberer Letten no verão.
(Fonte: Yago Veith – yago1.com [CC-BY-SA-3.0-de (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/de/deed.en)], via Wikimedia Commons)

3) Sair no bairro multicultural Langstrasse

Zurique é reconhecida por ser muito limpa e organizada, mas será que a cidade também tem um lado caótico e inovador? Tem sim. Langstrasse é a zona da luz vermelha e, atualmente, também um bairro multicultural e o centro da vida noturna da cidade. Muitos bares e boates surgiram nos últimos anos substituindo antigos cabarés, resultando em um ótimo lugar para ver a mistura de pessoas de todos os tipos passar na calçada. Entre em uma das boates com nomes como Gonzo, Longstreet ou Zukunft (“Futuro”) e mergulhe no delírio da night até o amanhecer. Ok, não vai ser tão fácil economizar dinheiro ali, mas na balada todos viramos ricos, não é mesmo?

Viajadora: Bairro Langstrasse à noite em Zurique
(Foto: TomZH3030 (Eigenes Werk) (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0) oder GFDL (https://www.gnu.org/copyleft/fdl.html)], via Wikimedia Commons)

 4) Perambular na rua dos relógios e do luxo

Esse é um programa bastante turístico, mas ainda indispensável: explorar a Bahnhofstrasse, uma das ruas com os preços mais altos por metro quadrado do mundo. Lá tem mais lojas de relógios do que barracas na praia de Ipanema. Fica a dica de apenas olhar as vitrines (e que vitrines!), para poupar a carteira. A praça Paradeplatz é a sede dos maiores bancos suíços, o UBS e o Credit Suisse. Sempre quis saber onde os ditadores mais famosos do mundo esconderam seu dinheiro? Pois é, foi lá. E depois de todo esse passeio, é quase obrigatório provar o famoso praliné Luxenburgerli na confeitaria Sprüngli, uma das docerias mais tradicionais da cidade, situada na Paradeplatz.

Já para quem quiser provar outra comida típica, a melhor salsicha grelhada de Zurique você encontra no boteco Sternengrill, na praça Bellevue, apenas 10 minutos distante. Essa praça é um entroncamento do transporte público e ótima para passear ao redor do lago.

Viajadora: Ruas de Zurique
(Foto: bahnhofstrasse-zuerich.ch)
Viajadora: linguça do SternenGrill em Zurique
Hummmm! Salsicha grelhada, que delícia! (Divulgação Sternengrill)

5) Beber um Rivella apreciando a vista do alto do prédio mais alto da cidade

Zurique é cercada de colinas e tem a montanha Uetliberg como principal ponto de referência. Os prédios altos são raros por lá, com exceção do único arranha-céu da cidade, o Primetower. Foi inaugurado há dois anos e se destaca no bairro Zürich West, que ainda está em construção e representa a expansão da cidade para o oeste. Você vai entrar no prédio, com a fachada toda de vidro, subir até o 35° andar e chegar ao restaurante e bar Clouds. Enquanto estiver admirando a vista incrível da cidade, o lago e os alpes, peça um Rivella. Trata-se de um refrigerante de soro lácteo e extrato de ervas e frutos, produto tão típico da suíça quanto o chocolate ou o canivete, que você não pode deixar de experimentar.

Para saber mais sobre Zurique, visite o site oficial de turismo da cidade.

(Divulgação: Prime Tower)
(Divulgação: Prime Tower)

 

Christian HaueterSobre o autor: Christian Haueter é suíço e nativo de Zurique. Fugiu do clima frio e do céu cinzento para fazer um MBA em Marketing Digital no Rio de Janeiro. Apaixonado por outras culturas e idiomas, gosta de descobrir novos países. As últimas viagens o levaram até a Índia, República Dominicana, Marrocos e Guatemala, e agora está explorando e adorando o Brasil. Atualmente, procura emprego na área de comunicação e marketing, então se alguém quiser fazer uma indicação, ele está às ordens! 🙂

 


-> Confira opções de hospedagem em Zurique clicando aqui.


 

Comentários

Tags:

4 comentários

  1. Pretendo fazer intercâmbio em Zurique, parece ser muito elegante estar nesta cidade maravilhosa.

    1. Que máximo, Vanessa! Com certeza Zurique vai ser uma ótima escolha para o seu intercâmbio!

  2. Oi, dos sites que visitei o seu era o que dava informações mais precisas Sobre Zürich, ai Quando fui ver, se tratava do texto de alguém da própria Ville, muito legal! Fiz o caminho inverso que o seu, saí do calor do Rio de Janeiro e vim pra Neuchâtel, amanhã pela primeira vez vou conhecer Zürich, e volto ao RJ no mês de Janeiro. Abs.

  3. Você escreve muito bem Senhor Haueter!
    Adorei o texto e a cidade parece linda, só um pouco fria. Beijos da Pah.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *