Songkran: o que é e como é celebrado o ano novo na Tailândia

Songkran: o que é e como é celebrado o ano novo na Tailândia

Comprei a minha passagem para a Tailândia com muita antecedência (como contei aqui) e comecei a planejar a quantidade de dias em cada cidade sem nem pensar no calendário do país. Aconteceu que, sem querer, a nossa chegada a Bangkok caiu simplesmente no maior feriado da Tailândia, o Songkran, o Ano Novo tailandês.

Acabei descobrindo isso por acaso, trocando e-mails com uma agência que vende passagens de trem. Na assinatura dizia, em inglês: “Fechado para o Songkran Festival entre segunda-feira 13/4 e quarta-feira 15/4”, justamente os dias em que eu estaria em Bangkok. Depois de um breve momento de pânico, me restava saber se os templos que eu mais queria visitar estariam abertos, e foi aí que comecei a pesquisar sobre o Songkran. De cara fiquei bem assustada, pensando até em mudar o roteiro para fugir dele. Vou explicar o por quê:

O que é e quando acontece o Songkran?

Songkran é o festival budista mais famoso da Tailândia, comemorado entre 13 e 15 de abril, mas com celebrações e festas que acabam durando até uma semana, dependendo da cidade. Do sânscrito “passar” ou “mover-se para”, é quando os tailandeses celebram a passagem do ano velho para o ano novo. Durante o feriado de 3 dias, a maioria das lojas pequenas e empresas fecham, e é tempo de se reunir com as famílias, fazer visitas a templos e limpar a casa.

No primeiro dia da celebração, os tailandeses praticam um ritual chamado Rod Nam Dum Hua. É o dia Nacional do Idoso, quando os mais jovens derramam água perfumada nas mãos dos seus anciões, num gesto de humildade e para pedir bençãos no ano que está entrando. Este também é o dia da limpeza das casas, para tirar as impurezas e começar um novo ano zerado e cheio de esperanças.

O segundo dia é o Dia Nacional da Família, tempo de união familiar. Um importante ritual religioso é dar banho de água perfumada nas imagens dos Budas, seja nos templos ou em casa. Praticantes budistas também vão aos templos para construir pagodes/chedis de areia, uma espécie de castelo, como parte de uma tradição bem forte do Songkran.

O terceiro e último dia é o Ano Novo em si, quando as oferendas são deixadas nos templos para trazer boa sorte para o novo ano.

songkran-buda-buddha-banho

Banho de água perfumada: tradição no Songkran

E como o Songkran é festejado?

Aqui está a razão pela qual eu quase mudei o meu roteiro: este período também é conhecido como o Festival da Água, com os tailandeses jogando água uns nos outros nas ruas para comemorar. Simbolicamente, a água serve para lavar todas as coisas ruins do ano que passou e para receber o novo ano de “alma lavada”. Só que, na prática, as ruas viram um campo de batalha de onde é quase impossível sair seco. Tailandeses e turistas equipados com armas e baldes de água de todos os tamanhos andam encharcados pela cidade em uma festa que toma conta do país durante 3 dias.

Só que as fotos e vídeos que encontrei na internet me deixaram verdadeiramente assustada, principalmente porque alguns comparam o Songkran ao Carnaval (festa da qual eu fujo todos os anos).

Não parece um horror?!

Não parece um horror?!

(Foto: asiaplacestosee.com)

(Foto: asiaplacestosee.com)

Sem muito o que fazer, já que o Songkran acontece em todo o país, resolvi relaxar e não mexer no meu roteiro, já que, afinal, “quem está na chuva é para se molhar”. E foi a melhor coisa que eu fiz: o Songkran é uma festa linda e divertidíssima, e que só de longe se parece com o Carnaval. Ver os tailandeses em um momento religioso tão importante e poder participar disso de alguma forma foi inesquecível (contei sobre a nossa experiência neste post aqui.)

Songkran em Bangkok

Durante o feriado, muitos tailandeses que moram em Bangkok viajam para o interior para ficar com suas famílias e, por isso esta é praticamente a única época do ano que o trânsito na cidade é tranquilo. O pequeno comércio de rua fecha, mas os shoppings e lojas maiores funcionam normalmente. Além disso, ao contrário do que pensei, nenhum dos templos fecha no período do Songkran. Chegando lá vi que até mesmo o Grand Palace fica aberto, diferente do que tinha lido sobre o seu possível fechamento no dia 15. O que vai acontecer se você estiver em Bangkok nessa época, é pegar uma multidão em todos os templos. Por isso a dica é chegar bem cedo, quando ainda é possível andar e ver os lugares vazios.

Certamente em outra época do ano as visitas seriam mais tranquilas, mas, por outro lado, a atmosfera que toma conta dos templos durante estes dias é linda. O clima é de festa e é muito legal ver muitos e muitos (muitos mesmo) tailandeses com suas tigelas e garrafinhas de água perfumada dando banho nas imagens dos budas e fazendo gestos de agradecimento. Monges andam pelos templos distribuindo bençãos e barraquinhas de comida e de doações tomam conta de cada cantinho. O Wat Pho, um dos mais famosos templos de Bangkok, fica especialmente legal, com apresentações de música e crianças construindo pagodes de areia com bandeirinhas.

wat-pho-songkran-bandeirinhas

Wat Pho todo enfeitado com bandeirinhas coloridas <3

wat-pho-songkran-bangkok

Barracas e mais barracas de comida, artesanato e pontos de doações

songkran-buda-buddha-banho1

Tailandeses lavando as imagens dos budas com água perfumada

songkran-festival-tailandia

Apresentação de dança no Wat Pho (engraçada demais!)

wat-pho-songkran-doação

Doação de telhas para ajudar na restauração dos telhados dos templos

sand-pagoda-songkran-wat-pho-bangkok

Areias à venda para a construção dos pagodes

sand-pagoda-wat-pho-songkran

Pagodes construídos de areia <3

oração-songkran-wat-pho

Orações por todos os lados no Songkran do Wat Pho

Agora, falando sobre a outra faceta do Songkran, a festa da água começa mais ou menos ao meio-dia – o que é ótimo, pois te permite andar seco pelas ruas no período da manhã – e acaba perto de meia-noite. As áreas que concentram a festa são na região da Silom Road e da Khao San Road, onde ficamos hospedados. Não espere conseguir sair ou chegar no seu hotel seco nesses lugares enquanto a festa estiver rolando. A regra é entrar na brincadeira, comprar a maior arma que encontrar e se molhar mesmo.

O ideal se você estiver em Bangkok, é dividir sua visita em dois momentos, durante e fora do Songkran. Isso porque a cidade se transforma para abrigar a festa e alguns pontos turísticos, como a própria Khao San Road, ficam irreconhecíveis. Nós acabamos voltando para Bangkok no fim da viagem e ficando um dia a mais, fora do previsto, para poder ver como é a vida na cidade normalmente e confirmamos o que achávamos: é totalmente diferente. O legal foi ver a transformação e nos apaixonar pelas duas Bangkoks que conhecemos. <3

songkran-water-festival-bangkok2

A Rambuttri Road: intransitável pra quem quer se manter seco

songkran-water-festival-bangkok

Muita água e muita diversão

O festival na Tailândia

O Songkran acontece por toda a Tailândia, mas é especialmente festejado também em Ayutthaya, de uma maneira mais tranquila – com elefantes pintados com várias cores entrando na brincadeira – e em Chiang Mai, uma das cidades mais populares para se estar durante este período, por causa do desfile que acontece no primeiro dia de feriado. Pattaya e Phuket também são famosas por suas comemorações.

Guerra de Água no Songkran em Ayutthaya

Songkran em Ayutthaya (Foto: JJ Harrison via Wikimedia Commons)

Multidão no Songkran em Chiang Mai

Songkran em Chiang Mai (Foto: thebigblackbackpack.com)

Independentemente do local que se escolha estar, se você puder escolher o período da sua viagem para a Tailândia, inclua os dias 13, 14 e 15 de abril no seu roteiro, e prepare-se para se encharcar, se divertir muito e lembrar da Tailândia com ainda mais saudade quando voltar.


-> Confira hotéis em Bangkok clicando aqui.

-> Confira hotéis em Chiang Mai clicando aqui.

-> Confira hotéis em Ayutthaya clicando aqui.


Confira nossos outros posts sobre a Tailândia:

Onde ficar em Bangkok: Rambuttri Village Hotel

Quantos dias ficar e o que fazer em Bangkok

Songkran: a experiência de participar do Festival da Água na Tailândia

Planejando uma viagem pela Tailândia: dicas de roteiro, o que levar, aonde ir…

10 razões para visitar Phuket quando for à Tailândia

Full Moon Party em Koh Phangan: Reveillon inesquecível na Tailândia

Tailândia: O que fazer em uma semana em Koh Phi Phi

E outros posts sobre o Sudeste da Ásia, se for dar uma esticadinha: 

Mini-cruzeiro em Halong Bay, Vietnã: inclua em seu roteiro no Sudeste da Ásia

Kopi Luwak: experimentando o café mais caro do mundo em Bali

Indonésia: uma semana de alegria nas Gili Islands

Para ler: Histórias reais de fantasmas de Singapura

Livro de viagem (apesar do título): “Primeiro eles mataram meu pai” (sobre o Camboja)




Booking.com

Leia também:

Comentários

7 comments

  1. Pingback: Songkran: o que é e como é celebrado o ano novo na Tailândia - Rede de Blogs Outdoor

  2. Tatiane Dias

    Nossa! Fiquei encantada e com medo ao mesmo tempo.
    Estou planejando ir a Tailândia desde o ano passado. A principio, iriamos esse ano. Mas por alguns problemas não aconteceu.
    E ai, ficou para o ano que vem. A nossa ideia inicial é ir em Novembro para pegar o Festival de Luzes. Mas agora fiquei em dúvida. Primeiro, porque queria ir logo. E em Abril é aniversário de casamento, dia 14/04, inclusive.

    Estou realmente muito na dúvida.

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Quando li sobre o Songkran não consegui nem me encantar, Tatiane, só fiquei com muito medo. hahaha Não conheci o Festival das Luzes – que deve ser incrível -, mas posso te garantir que, se você estiver disposta a se molhar e entrar na brincadeira, o Songkran vai ser muuuito divertido. E inesquecível em todos os sentidos. Nos próximos dias vou colocar um segundo post sobre o Songkran, contando como foi a nossa experiência com a guerra de água. :) Agora, entendo perfeitamente sua vontade de ir logo. Independentemente de quando escolher ir, você vai amar tudo por lá. Eu voltei apaixonada! Bom, qualquer ajuda que eu puder dar, me fala. :) Um Beijo! (obs.: Eu comemorei meu aniversário de casamento na viagem e adorei.)

  3. Renata Maia

    Olá Thais,

    Vejo que vc viajou para Tailândia em abril.. A princípio tb irei nessa época (ainda não comprei a passagem, rs) mas estou receosa em relação ao tempo.. Pq tudo que leio diz que o período chuvoso começa em abril.

    Ok, sei que o tempo é uma icognita e não tem como garantir nada, até pq quem foi em janeiro esse ano pegou chuva pra caramba! Mas queria saber, como foi sua experiência, pegou sol, chuva?

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Renata!
      Quem viajou para a Tailândia em abril fui eu e não a Thaís, você deve ter se confundido. 😉 Fiquei em um grande dilema antes de ir, justamente pela questão do clima, mas resolvi arriscar. Como você mesma disse, é sempre imprevisível, mas como o período chuvoso começa em maio (e eu voltava em maio) contei com a sorte. No fim me dei super bem porque quase não peguei chuva. Peguei sim uns dias de céu fechado, mas nada que atrapalhasse. E achei que compensou bem pela baixa temporada, com preços super camaradas e mais tranquilidade pra conhecer os lugares. Espero que você também dê sorte! Estou na torcida! Beijos! :**

      1. Renata Maia

        Opa! Foi mal Mariana, confundi mesmo! rs..

        Então, estou nesse dilema tb.. Não sei compro a passagem, se arrisco.. Pior que estou com a Tailândia na cabeça e não me interesso por nenhum outro destino! Tá sofrido! kkkk

        Vamos ver o que eu arrumo até lá! Obrigado pelo retorno!

        Ps.: não sei qual das duas é de Nikiti.. Eu tb sou! =)

        Beijos! =)

        1. Mariana Yusim
          Autor
          Mariana Yusim

          Vai sim, Renata! Vai no começo de abril e tenta ficar o mais distante de maio que você conseguir. Vai dar tudo certo! E os preços de baixa temporada vão compensar uma chuva ou outra que você venha a pegar.
          Quem é de Nikiti sou eu! Coincidência que você também é! <3 Bjão! :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>