Sea to Sky Gondola: Passeio imperdível entre Vancouver e Whistler

Sea to Sky Gondola: Passeio imperdível entre Vancouver e Whistler

Desde que começamos a planejar a nossa viagem juntas por Vancouver e arredores, a Sea to Sky Gondola chamou muito a nossa atenção. Como sempre procuramos lugares bonitos e de contato com a natureza – coisa fácil de se achar em British Columbia – acabamos lendo e vendo muitas fotos de lá, com a certeza de que a Sea to Sky Gondola não poderia ficar de fora do nosso roteiro.

O dia que tínhamos combinado de ir estava chovendo e com o céu bem fechado, mas seguimos com o plano e não nos arrependemos: conseguimos curtir bastante e ver de perto a beleza e a grandiosidade da paisagem vista da gôndola, além de aproveitar todas as coisas legais que tem pra fazer lá em cima. O lugar é incrível e vamos neste post tentar convencê-lo a dar um pulo lá quando estiver em Vancouver – temos certeza de que esta vai ser uma tarefa bem fácil, aliás! :)

A Sea to Sky Gondola

A Sea to Sky Gondola fica em plena Sea to Sky Highway, a estrada lindíssima que liga Vancouver a Whistler em meio à paisagem gloriosa de montanhas e mar, considerada uma das rotas mais bonitas do Canadá. O ponto para pegar a gôndola fica na altura da cidadezinha de Squamish, a cerca de 60km de downtown Vancouver (aproximadamente 50 minutos de carro). E antes que alguém fale que viajar essa distância só para subir a montanha com as gôndolas não vale a pena, já fique sabendo que está muito enganado: além da subida linda de 855m e a vista alucinante do mar e das montanhas que se tem lá de cima, tem muito mais coisas para fazer lá no alto, e vale a pena ficar pelo menos metade do dia ou até um dia inteiro se divertindo por lá. As atividades, no entanto, vão depender da estação do ano e se vai ter ou não neve lá no alto quando você for.

Na base da montanha ficam a bilheteria, uma cafeteria bem bonitinha, uma loja de souveniers, um playground infantil, banheiros e, claro, o acesso às gôndolas. Elas são grandes e muito confortáveis, com capacidade para até 8 pessoas, e por terem vidros que vão do chão ao teto, deixam o passeio de 10 minutos ainda mais especial para quem gosta de apreciar a paisagem.

Sea to Sky Gondola: A base da montanha de subida das gondolas

A base da Sea to Sky Gondola. Você pode comprar os ingressos na hora ou pela internet.

Viajadora: Sea to Sky Gondola: As gondolas e o playground

As gôndolas e o playground ao fundo

Viajadora: Sea to Sky Gondola: a Cafeteria na base

Cafeteria da base

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Gondolas confortÁVEIS E seguras

As gondolas são bem espaçosas, confortáveis e seguras

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Thais Freitas e Mariana Yusim em uma das gôndolas

Olha a gente lá!

Viajadora: Sea to Sky Gondola: vista da sea to sky gondola

Montanhas para todos os lados

Lá em cima a construção principal abriga uma loja maior (com casaco e equipamentos de neve, inclusive), uma casa de chás, uma lanchonete, um restaurante e um lounge bem gostoso para quem quiser tomar um vinho perto da lareira apreciando a paisagem. De lá se têm acesso a três decks de observação, uma ponte suspensa muito legal e várias trilhas (abertas tanto no verão quanto no inverno), além da pista de Snowtube, que nós amaaaamos!  

Viajadora: Sea to Sky Gondola: O sea to sky summit, o topo da montanha

A chegada da gôndola ao Sea to Sky Summit, o topo da montanha

Viajadora: Sea to Sky Gondola: as gondolas da sea to sky gondola

Tem gôndolas indo e vindo o tempo inteiro, não é preciso esperar

Viajadora: Sea to Sky Gondola: thais freitas e mariana yusim no sea to sky summit

Nós e a vista lá de cima, que é impressionante mesmo entre as nuvens

Viajadora: Sea to Sky Gondola: summit lounge sea to sky gondola

Lounge dentro do Summit Lodge, a construção principal, um lugar perfeito para tomar um vinhozinho e apreciar a paisagem

Viajadora: Sea to Sky Gondola: lojinha do sea to sky summit

A loja lá de cima – até que não é muito mais cara em comparação às lojas de downtown Vancouver

Viajadora: Sea to Sky Gondola: vista da gondola sea to sky gondola

A parte de trás da chegada da gôndola, vista de dentro da floresta

O que fazer por lá

A Sea to Sky Gondola fica aberta o ano todo e, por isso, tem atividades bem diferentes no verão e no inverno. O passeio é muito legal de ser feito nas duas épocas, já que, além das atividades, a paisagem lá de cima também muda bastante dependendo da época do ano. Nós fomos no inverno e mesmo não pegando um dia de visibilidade total – já que chovia – adoramos. Neste mapa super legal e interativo é possível ver todas as atividades disponíveis, mas abaixo listamos tudo o que é possível fazer por lá.

Atrações comuns às duas épocas são as plataformas de observação e a ponte suspensa, chamada de Sky Pilot Suspension Bridge. No total são três decks: The Summit Viewing deck, que fica bem em frente ao restaurante, na construção principal; e The Spirit Viewing PlatformThe Chief Viewing Platform, ambos bem próximos ao Summit Lodge.

Viajadora: Sea to Sky Gondola: plataforma sea to sky summit no inverno

The Summit Viewing Deck, no dia chuvoso em que fomos…

Viajadora: Sea to Sky Gondola: paul bride plataforma sea to sky

… e num dia incrível de verão. Vale a pena em qualquer momento! (Foto: Divulgação – Paul Bride)

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Spirit-Viewing-Deck-Geoff-Brinkhaus

O Spirit Viewing Deck em um dia de inverno… (Foto: Divilgação – Geoff Brinkhaus)

Viajadora: Sea to Sky Gondola: spirit-deck-paul-bride-summer

…e em um dia de verão (Foto: Divulgação – Paul Bride)

Viajadora: Sea to Sky Gondola: a Chief Viewing Platform no dia que fomos, sem muita visibilidade

E a Chief Viewing Platform no dia que fomos, sem muita visibilidade…

Viajadora: Sea to Sky Gondola: a plataforma em um dia com céu aberto

… e agora em um dia com céu aberto

A ponte suspensa também fica grudada no Summit Lodge e tem quase 100 metros de extensão por cima da copa das árvores. (Neste post aqui já falamos sobre outras pontes suspensas lindas: a Capilano Suspension Bridge e a ponte do Lynn Canyon Park, nos arredores de Vancouver).

Viajadora: Sea to Sky Gondola: A Sky pilot suspension bridge é bem legal em qualquer época do ano

A Sky Pilot Suspension Bridge é bem legal em qualquer época do ano

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Lá no fundo a plataforma principal do sea to sky summit

Lá no fundo, o deck principal

Viajadora: Sea to Sky Gondola: a plataforma do sea to sky summit em um dia lindo de verão (Foto: Divulgação - Tara Ogrady)

E em um dia lindo de verão (Foto: Divulgação – Tara Ogrady)

Atividades no inverno

As atividades no inverno incluem caminhada na neve pelas trilhas lá de cima, que são todas bem demarcadas e sinalizadas, com placas informativas pelo caminho sobre a geografia, a fauna e flora local. O nível de dificuldade é bem tranquilo, só uma caminhada na neve mesmo. Para isso eles alugam snowshoes, crampons e poles pra quem não tiver o seu próprio equipamento, necessário para não afundar na neve fofa. (Só um parênteses aqui: snowshoes são aquelas raquetes às quais o calçado se acopla; crampons são uns ganchinhos de metal acopláveis à sola do calçado – ambos servem para não escorregar na neve -, e poles são aqueles bastões de caminhada). O ingresso da gôndola já inclui o livre acesso a todas as trilhas e os preços do aluguel de snowshoe são por volta de CAD $17 (fundamentais), e de CAD $5 pelos crampons e poles (cada par, que não achamos muito necessários). Eles também vendem tours de snowshoe com um guia local, que foi o que fizemos, e o passeio deve ser comprado com antecedência pelo site ou telefone. Todos os detalhes e preços de aluguel atualizados estão aqui.

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Snowshoe em close

O snowshoe e seus ganchichos para caminhada na neve

Viajadora: Sea to Sky Gondola: caminhada com snowshoe

É muito fácil caminhar com eles!

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Parada na trilha de snowshoe

Nós e o nosso guia super simpático na caminhada. Ele foi ensinando muitas coisas sobre a natureza e a história da região, bem legal!

Viajadora: Sea to Sky Gondola: caminhada na neve com snowshoe

Andamos muito por lá

Viajadora: Sea to Sky Gondola: a floresta na neve

O cenário é lindo em qualquer direção que se olha

Viajadora: Sea to Sky Gondola: paisagem do sea to sky summit

Muita neve no chão e no topo da montanha ao fundo

Viajadora: Sea to Sky Gondola: trail love sea to sky

<3 Trail love <3

Viajadora: Sea to Sky Gondola: caminhada na neve no sea to sky summit

Um silêncio só. O astral no meio da floresta é demais!

No inverno também fica aberto o Tube Park que eles têm lá em cima, para o pessoal fazer snowtubing (escorregar num tipo de tobogã na neve). Nós nunca tínhamos feito e adoramos! No dia que fomos só tínhamos nós 3 (eu, a Thaís e o Diogo) e mais uma excursão de crianças de uns 7 anos, ou seja, éramos todos da mesma idade. hahaha Nos sentimos realmente crianças descendo nas bóias e recomendamos para pessoas de todas as idades. Olhando de cima pode parecer sem graça, mas a bóia pega uma velocidade enorme e é muito divertido mesmo! A parte chata é ter que subir de volta carregando a boia pela pista lateral, mas mesmo assim subimos e descemos várias vezes de tanto que gostamos. O custo do Tube Park não está incluído no ingresso da gôndola, mas é baratinho: só CAD $5 por pessoa pelo aluguel da bóia e descidas ilimitadas (e subidas andando – e fazendo exercício! haha).

Viajadora: Sea to Sky Gondola: tube park do sea to sky gondola

Vai começar a brincadeiraaa! haha

Viajadora: Sea to Sky Gondola: crianças brincando no tube park do sea to sky gondola

A excursão das criancinhas

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Thais Freitas na descida do tube park do sea to sky summit

A bóia desce rapidão!

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Mariana Yusim e Thais Freitas no tube park do sea to sky summit

É muito divertido!

Além das trilhas e do snowtube, no inverno é possível fazer backcountry ski por lá, ou seja, esquiar por terrenos não demarcados. Na verdade eles disponibilizam só o acesso a terrenos ótimos para a prática desta atividade, que deve ser feita por pessoas muito experientes e seguir algumas regras, já que eles não se responsabilizam pelo que acontecer por lá. Como não tínhamos muito tempo, resolvemos não ir – hahahaha até parece.

Atividades no verão

No verão as atividades na Sea to Sky Gondola e summit são tão legais. quanto as do inverno. Lá em cima é possível fazer as mesmas caminhadas nas trilhas, só que com paisagens completamente diferentes, sem neve no chão e nas árvores nem laguinhos congelados. Além disso, existem várias vias para quem gosta de praticar escalada, e uma via ferrata (paga à parte, detalhes aqui) que parece ser super legal e ficou na nossa lista para quando voltarmos lá.

Viajadora: Sea to Sky Gondola: A via ferrata deve ser muito legal de se fazer (Foto: Divulgação - Paul Bride)

A via ferrata deve ser muito legal de se fazer (Foto: Divulgação – Paul Bride)

Outra coisa interessante no verão é que eles disponibilizam tours informativos grátis com hora marcada. Mas o melhor desta época é mesmo a quantidade de trilhas para se fazer. Pra quem gosta, como nós, é uma maravilha. São oito trilhas de variados níveis de dificuldade e duração,  diferentes das trilhas do inverno, que são mais trilhas leves de caminhadas mesmo (e também estão acessíveis no verão). Uma das trilhas, inclusive, sai da base e vai até o Summit Lodge, no topo da montanha onde as gondolas chegam. Deve ser o máximo! E para quem mora no Canadá e quiser levar o cachorro, é interessante saber que eles são permitidos nas trilhas, e podem inclusive descer (só descer mesmo) nas gôndolas.

Viajadora: Sea to Sky Gondola: O visual de uma das trilhas do sea to sky summit

O visual de uma das trilhas (Foto: Divulgação – Eric Carter)

O Restaurante do Summit Lodge

Como comida sempre é um assunto muito importante pra gente, achei essencial incluir este tópico no post e dar uma dica: coma no restaurante deles. Foi lá que comemos um sanduíche muito, muito, muito bom. A carne era orgânica e o acompanhamento era ótimo. Se possível troque a batata frita pela batata que eles chamam de “Yam fries”. Aqui no Brasil não é muito fácil de achar, mas em qualquer esquina do Canadá tem. É uma batata doce meio laranja, aqui chamada de “Batata cenourinha”, e ela frita e com um molhinho é simplesmente deliciosa. Os preços por lá são justos e comer com tranquilidade e aquela vista é uma ótima forma de aproveitar o passeio também.

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Sanduíches deliciosos com batata frita e a batata doce frita, as famosas yam fries

Sanduíches deliciosos com batata frita e a batata doce frita, as famosas yam fries <3

Viajadora: Sea to Sky Gondola: Almoçando no restaurante do Summit Lodge

O restaurante dentro do Summit Lodge é muito agradável (e o Diogo com a boca cheia! haha)

Sea to Sky Gondola: onde fica

A Sea to Sky Gondola fica a 2km de Squamish, na famosa Sea to Sky Highway, considerada uma das estradas mais bonitas do mundo. Ela tem este nome justamente por ligar o mar à região das montanhas e realmente é lindíssima, com vários mirantes e pontos lindos no caminho. Quem está em Vancouver e vai a Whistler pega este caminho e a Sea to Sky Gondola fica a mais ou menos no meio. A estrada de volta ao mar, no sentido Vancouver, é ainda mais bonita, já que o mar fica do lado do carro, e tem vários pontos de parada para quem quiser apreciar e tirar fotos.

Pra quem vai de carro existem dois estacionamentos gratuitos, e para quem não está motorizado eles oferecem o serviço de shuttle saindo de Vancouver pela manhã e voltando à tarde.  

E quanto custa?

Em fevereiro de 2016, quando fomos, o preço era de $33.95 no site e de $37.95 no local, mais as taxas. Há descontos para idosos, adolescentes e crianças. Menores de cinco anos não pagam. Eles também possuem um “Family ticket” mais em conta para família e a opção de pagar só a descida da gôndola, para aqueles que quiserem chegar até lá em cima pela trilha no verão. Os valores atualizados estão no site deles, neste link aqui.

Por último, fica aqui um video que fizemos com um apanhado do nosso dia por lá. A gente recomenda muito, é um passeio imperdível pra quem vai a Vancouver.


Obs.: Visitamos a Sea to Sky Gondola com o apoio da Sea to Sky Gondola e do Tourism Vancouver. As opiniões relatadas aqui são nossas, completamente verdadeiras e refletem a nossa experiência por lá.


-> Confira opções de hospedagem em Vancouver clicando aqui.

-> Confira opções de hospedagem em Downtown Vancouver clicando aqui.


Confira outros posts sobre viagens no Canadá:

HI-Whistler: Hospedagem barata em Whistler

Capilano Park, Vancouver: Ponte suspensa e arvorismo em uma floresta centenária

Grouse Grind: a trilha mais famosa dos arredores de Vancouver

Buntzen Lake: lago para nadar nos arredores de Vancouver (fácil de chegar de ônibus!)

Churrascaria brasileira em Vancouver: Vale a pena comer na Rio Brazilian Steakhouse?

13 coisas que você precisa saber para fazer uma road trip nas Rocky Mountains

Onde ficar em Banff (se quiser economizar): Spruce Grove Inn


Leia também:

Comentários

1 comment

  1. Pingback: 10 passeios imperdíveis em Vancouver - Mala de AventurasMala de Aventuras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>