Roteiro pela Chapada Diamantina: Cachoeira do Buracão

Roteiro pela Chapada Diamantina: Cachoeira do Buracão

Um dia vi uma foto da cachoeira do Buracão em uma revista de turismo e fiquei encantada com aquela enorme queda d’água entre paredões rochosos, que parecia ter saído direto de um cenário de filme. Desde então, fiquei louca para conhecer a Chapada Diamantina e, por isso, quando comecei a pesquisar nosso roteiro por lá, só tinha a certeza de que, não importava o tempo que tínhamos, a Cachoeira do Buracão seria a atração principal. E quanto mais eu pesquisava, maior ficava a vontade de conhecer!

A cachoeira do Buracão fica na parte sul da Chapada Diamantina e, por ser mais distante da maioria das atrações, muita gente acaba não passando por lá. Teimosos que somos, mesmo com apenas cinco dias inteiros para ver tudo, optamos por fazer uma viagem bem corrida planejada, para não perder o Buracão e nem a cachoeira da Fumacinha. E que bom que conseguimos, foi a melhor coisa que fizemos! 

A trilha e a chegada na cachoeira do Buracão

A trilha para se chegar até a cachoeira do Buracão foi a mais tranquila que fizemos na Chapada Diamantina, com duração de cerca de uma hora e praticamente nenhuma subida. O início dela é na entrada do Parque Municipal do Espalhado, seguindo pelo leito do Rio Espalhado, que desagua na queda do Buracão.

carro entrada trilha cachoeira do buracão chapada diamantina

Antes de chegar no parque, quem se aventura é o carro, que tem que atravessar um trecho do rio

rio do espalhado trilha cachoeira do buracão chapada diamantina viajadora

O Rio Espalhado, no começo da trilha

rio do espalhado trilha cachoeira do buracão chapada diamantina viajadora 3

Mais um trecho bem bonito do Rio visto da trilha

No caminho, passamos pelas cachoeiras das Orquídeas e do Recanto Verde e, após uma descida, chegamos ao poço que dá acesso à atração principal. E aí começa a parte mágica do passeio: flutuar no rio por um corredor em meio a um cânion de quase 100m de altura, até chegar ao buracão onde cai, de uma altura de 90 metros, a cachoeira mais linda que eu já vi. A sensação é indescritível. Qualquer coisa que eu disser aqui pode – e vai – parecer exagero, mas acredite: você precisa ir até lá para conferir a beleza, a força e o barulho da água caindo no poço e a sensação aterradora de paz de se estar sozinho no meio daquilo tudo.

rio do espalhado trilha cachoeira do buracão chapada diamantina viajadora 5

Cachoeira da Orquídea

Cachoeira do Recanto Verde viajadora chapada diamantina

Cachoeira do Recanto Verde, quase no fim da trilha

água com espuma cachoeira do buracão chapada diamantina viajadora

O poço que dá acesso ao Buracão e sua espuma gerada pela queda d’agua, tão comum nas águas da Chapada Diamantina

Cachoeira do Buracão Chapada Diamantina Viajadora

Este é o corredor pelo qual nadamos. Ali em cima, a ponte improvisada para quem quiser chegar até lá sem entrar na água

canion cachoeira do buracão chapada diamantina viajadora

Incrível a sensação de nadar por entre os cânions

canion cachoeira do buracao chapada diamantina viajadora 2

O caminho visto de cima e a cachoeira do Buracão com seus quase 100m de altura

Mari no canion cachoeira do buracão chapada diamantina viajadora

Selfie com ela :)

Cachoeira do Buracão vista de baixo

De baixo para cima

Aqui fizemos um video que mostra um pouco da nossa chegada, pela água, na cachoeira:

Sobre estar sozinho lá, aliás, é importante falar que demos muita sorte de começar a trilha um pouco mais tarde e, por isso, não encontrar com um outro grupo de trilheiros que passou por lá antes. Ficamos sozinhos por quase uma hora nadando e curtindo o visual da cachoeira do Buracão. Nosso guia, Luciano, nos levou até a parte de trás da cachoeira e nos vimos mesmo no que ele chama de um “verdadeiro simulador de tempestade”: o volume de água é tão grande que mal se podia ouvir ou enxergar nada. É realmente muito impressionante sentir o poder da água caindo, daquelas coisas que você tem de ir lá para entender mesmo.

Viajadora no Canion Chapada Diamantina

Como somos pequenos!

Pulando no rio da Cachoeira do Buracão Chapada Diamantina

“Ao infinito e além!”

cobrinha cachoeira do buracão viajadora

A simpática cobrinha que encontramos por lá (e o que Daniel não quis dar um beijo)

foto embaçada debaixo da cachoeira

Indo para trás da queda d´água

debaixo da cachoeira do Buracão Mari Viajadora

sem enxergar nada! ahhhhhhh!

Depois de muito nadar e admirar, a hora de  sair do Buracão também é uma delícia, bastando confiar nos coletes salva-vidas para se deixar flutuar  de volta pelo corredor do cânion por onde entramos, agora no sentido da correnteza gerada pela queda d´água. Antes de ir embora, uma paradinha para o lanche e um último pedacinho de trilha para ver de cima a cachoeira do Buracão.

Mari e Thais Freitas Viajadora no rio da Cachoeira do Buracão Chapada Diamantina

:)

cachoeira almoço buracão viajadora

Nosso pit stop para o almoço. Nada mau, hein?

aventureiros olhando a cachoeira do Buracão vista de cima Viajadora

A cachoeira do Buracão vista de cima

cachoeira do Buracão Chapada Diamantina

Linda de qualquer ângulo!

Esse foi, na minha opinião, o passeio mais bonito e emocionante da Chapada Diamantina (apesar de páreo duro com a cachoeira da Fumacinha, devo dizer). Então, se eu puder te dar um só conselho, aqui vai: inclua a cachoeira do Buracão no seu roteiro ou, se for preciso, mude tudo para ela não ficar de fora. Você com certeza não vai se arrepender! Ah, e pra quem não sabe nadar, não precisa ter medo: tem uma trilha pelas pedras do cânion para quem não quiser ir pela água até o Buracão.

Onde fica a cachoeira do Buracão

A cidade mais próxima da cachoeira do Buracão – e de outras atrações da parte Sul da Chapada Diamantina – é Ibicoara, uma cidadezinha bem pequena, a aproximadamente uma hora de Mucugê. É fácil encontrar operadoras de turismo fazendo o passeio a partir de Mucugê, mas muitas pessoas optam por ficar em Ibicoara e contratar o guia na hora. A partir de Ibicoara, são mais 28km em estrada de chão até o início da trilha.

No nosso caso, optamos por ficar no Baixão, uma comunidade onde moram apenas 100 pessoas, bem mais perto da cachoeira do Buracão e da Fumacinha, que também estava no nosso roteiro e cuja trilha faríamos no dia seguinte. Ficamos hospedados na casa do Luciano, nosso guia nos dois passeios, e contamos por quê amamos a estadia – e porque você também deveria ficar lá – neste post aqui.

Quem estiver indo por conta própria, precisará contratar um guia local, pois só eles são autorizados a guiar pela região. O Luciano é um dos guias da Associação Bicho do Mato e nós pagamos R$ 25,00 por pessoa pela visita guiada ao Buracão.

Média de despesas por pessoa no dia:

  • A entrada para o Parque Municipal do Espalhado custa R$ 6,00, que inclui o ingresso e a taxa de conservação.
  • Lanche para levar na trilha (comprado no mercadinho em Ibicoara: biscoitos, pão, queijo, sanduíche de atum e água): R$ 12,00
  • Guia da Associação Bicho do Mato: R$25,00 (preço para grupos a partir de três pessoas)
  • Jantar (banquete) + diária na casa do Luciano e da Tâmara no Baixão (tudo explicadinho neste post): R$ 75,00.

obs: Rodamos a Chapada Diamantina com o carro 1.6 que alugamos lá e, durante os 7 dias que dirigimos (foram 6 diárias de aluguel), o valor total gasto em combustível foi R$ 440, ou seja, R$ 110,00 por pessoa. O aluguel do carro, por todo o período, ficou em R$ 665,00, ou R$ 166,25 por pessoa.


-> Vai viajar e também vai precisar alugar um carro? Pesquise aqui o melhor preço.


-> Se não conseguir ficar na casa do Luciano e da Tâmara, confira outras opções de hospedagem próximas às cachoeiras do Buracão e da Fumacinha, em Ibicoaraclicando aqui.


Outros posts sobre a Chapada Diamantina:

Chapada Diamantina: roteiro para ver o máximo possível em 5 dias

Estalagem do Alcino: experimentando o melhor café da manhã do Brasil

Roteiro pela Chapada Diamantina: Gruta da Pratinha, Gruta Azul e Morro do Pai Inácio

A galinha caipira mais gostosa da Bahia

Roteiro pela Chapada Diamantina: Cachoeira da Fumaça e Mucugê

Roteiro pela Chapada Diamantina: Cachoeira da Fumacinha 

Onde ficar na Chapada Diamantina: Abrigo do Mato

Roteiro pela Chapada Diamantina: Poço Encantado e Poço Azul

Onde ficar na Chapada Diamantina: Pousada Flor de Açucena em Xique-Xique de Igatu


 

Leia também:

Comentários

40 comments

  1. Pingback: Roteiro pela Chapada Diamantina: Cachoeira da Fumacinha | Viajadora

  2. Pingback: Roteiro pela Chapada Diamantina: Cachoeira da Fumaça e Mucugê | Viajadora

  3. Pingback: Estalagem do Alcino: provando o melhor café da manhã do Brasil | Viajadora

  4. Pingback: 2o dia da Expedição Jalapão: Cachoeira do Formiga e povoado do Mumbuca | Viajadora

  5. Pingback: Onde ficar na Chapada Diamantina: Abrigo do Mato | Viajadora

  6. Gilvan Filho

    Boa noite,

    Primeiramente parabéns pela série de posts, estão bem bacanas e detalhados. Está ajudando muito no planejamento de minha viagem.

    Fiquei com uma pequena dúvida, em um trecho vocês falaram: “e nós pagamos R$ 40,00 por pessoa pela visita guiada ao Buracão” e em outro “Guia da Associação Bicho do Mato: R$25,00 (preço para grupos a partir de três pessoas)” não entendi o real valor do guia uma vez que pelas fotos vocês estavam em um grupo de 4 pessoas.

    Abraços..

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi Gilvan,
      Que bom saber que nossos posts estão ajudando no seu planejamento. :) Ficamos muito felizes. :)
      Sobre a diferença no preço, te peço desculpas. Nós havíamos colocado erradamente o valor de R$ 40,00 (que na verdade é o preço da Fumacinha) e aí, quando fomos corrigir, consertamos apenas na relação de custos do post, e esquecemos de trocar no texto. Agora já consertamos e o preço correto é mesmo de R$ 25,00 para grupos a partir de 3 pessoas, ok?
      Se tiver mais alguma dúvida ou quiser alguma ajuda no seu planejamento, é só falar.
      Beijos!

  7. Pingback: Chapada Diamantina: Gruta da Pratinha, Gruta Azul e Morro do Pai Inácio | Viajadora

  8. Pingback: A melhor galinha caipira da Bahia | Viajadora

  9. Pingback: Onde ficar na Chapada Diamantina: Pousada Flor de Açucena em Xique-Xique de Igatu | Viajadora

  10. Marcus

    Como já disse o Gilvan, excelentes posts. Os melhores até agora na minha pesquisa sobre essas cachoeiras (Buracão e Fumacinha). Valeu!!

  11. RAFAEL BICALHO

    antes de mais nada muito legal seu post. sou do rio de janeiro. pretendo ir de aviao ate salvador e de la alugar um carro para chapada. tem alguns lugares que quero muito ir mas percebi q as distancias e a logistica sao complicadas. quero ir na cachoeira da fumaça, poço azul, cachoeira do buracao gruta da pratinha e se tiver mais algum q vc indique. pretendo ir em novembro pois estou de ferias. nao tenho limites de dias ainda mas devo ter verba pra ficar de 7 a 10 dias. nao sei por onde começar a viagem. sei q sao varias cidadezinhas. nao sei quantos dias pernoitar em cada lugar e tal. sei tb q tem lugares q só se chega com guia mas outros nao. tem algum post seu explicando isso? ou vc pode me ajudar. quero conhecer os lugares sem presssa mas reservar mais tempo nos lugares mais bonitos é claro. abraços

  12. Jaime González

    Hola! Me gustó mucho su roteiro de la chapada! Creo que voy a hacer un roteiro muy similar al vuestro. Soy de España y voy a viajar con mi novia allí 7 días en marzo. Tengo dos preguntas: lo primero. Qué tipo de carro preciso alugar? 4×4? o las carreteras son buenas para un coche normal? Mi segunda pregunta es si es necesario un guía para hacer las trilhas (Fumaça, Fumaçinha y Buracao). En España suelo caminar muchas trilhas y nunca voy con guía. Espero vuestra respuesta! Gracias!

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Jaime, que legal que você vem conhecer a Chapada! Tenho certeza que vai ficar encantado! :) Sobre o tipo de carro, não é preciso alugar um 4×4 não. Nós alugamos um carro compacto normal 1.6 (o que achamos ótimo). Alugamos pelo site RentalCars mesmo. Sobre as trilhas das cachoeiras da Fumaça, Fumacinha e Buracão, sim, é preciso guia para estas trilhas sim. Neste post e neste aqui falamos um pouco sobre como fizemos para contratar os guias. Espero que te ajude! Qualquer dúvida, é só falar. Beijos! :*

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Miriam,
      Na verdade você combina a melhor hora com o guia, que no nosso caso foi o Luciano. A cachoeira do Buracão é uma trilha simples, então não dura muito tempo, agora a da Fumacinha é uma trilha bem grande, você pode calcular que vai sair cedinho de casa e voltar no fim do dia. Beijos! :*

  13. AMANDA MOREIRA

    Olá!

    Primeiramente obrigada pelo post maravilhoso!
    Gostaria de saber o que vocês levaram para a trilha do buracão? Tendo uma parte a nado, como fizeram com as mochilas, tenis e etc.?

    Obrigada!

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Amanda!
      Esta trilha é bem tranquila de ser feita. Nós levamos o normal de trilha: água, protetor solar, sanduíches, barrinha de cereal, viseira/boné e uma toalha pra depois do mergulho. Na hora de entrarmos na água para chegarmos à cachoeira, deixamos as nossas coisas ali mesmo, num cantinho na pedra, onde pegamos os coletes salva-vidas. O Luciano, nosso guia, nos ajudou a escolher um cantinho, e provavelmente o guia que vocês escolherem vai fazer o mesmo (esta trilha é obrigatório o acompanhamento de um guia credenciado). Espero ter ajudado.
      Beijos e muito boa viagem! :*

  14. Fabio Leocadio

    Muito massa o post. Apesar de vc ja ter visitado a algum tempo os valores ainda são os mesmos. Exceto guia que em grupo custa R$35,00. Ibicoara é demais. Fiquei 6 dias no lugar e tive oportunidade de conhecer as Cachoeiras Véu da noiva, do Licuri e do Rio Preto. São cachoeiras desconhecidas dos roteiros turísticos mas vale muito a pena conhecer. Me hospedei no Hostel Ibicoara que acabou de abrir (www.hostelibicoara.com.br). Café da manhã delicioso e me ajudaram na contratação do guia para mim e minha esposa.

  15. Miriam

    Gentemm….fui agora em Abril para lá, e o Buracão é tudo isso que esta escrito mesmo, lá é MARAVILHOSO, perfeito.
    Adoramos a trilha e principalmente nadar até a cachoeira, foi emocionante.

  16. Renato

    Boa tarde! Muito bacanas as dicas! Quanto ao trecho de natação até a cachoeira, contra a correnteza, demora quanto tempo em média? É muito puxado??? Desde já agradeço!!! Abraços!

    1. Thaís Freitas
      Thaís Freitas

      Oi Renato!

      São uns 20 minutos só, e quando fomos não foi muito puxado não. Eu mesma nado super mal e consegui! hehe Mas pra quem não quiser ir pela água, dá pra ir por uma trilhazinha pelas pedras (nosso guia fez isso, levando as nossas coisas). Lá é lindo demais, vale muito a pena!

      Bjs!

  17. Geomário

    Olá tenho um grupo de 18 pessoas para conhecer a cachoeira do Buracão e gostaria de saber a diária do guia local,ou se podemos ir com o guia de nossa região e já foi algumas vezes na cachoeira,o guia é de Andaraí Bahia.

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Geomário,
      Até onde sabemos, lá no Buracão só pode ir com guia autorizado. Acho que você pode tirar esta dúvida com o seu guia de Andaraí pra entender melhor. Beijos!

  18. Davi Lourenço

    Ola! Estou montando um roteiro pela Chapada e o seu relato esta me ajudando muito.
    Eu to com uma duvida meio boba, mas não custa perguntar. Eu tenho uma camera Canon t5i
    e queria saber se é tranquila as trilhas para levar ela. To começando a brincar com fotografia e
    não queria perder esse oportunidade.

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Davi!
      Eu entendo exatamente a sua preocupação. Eu também amo fotografia e levo a minha Canon 60D (pesada com lente e tudo o mais) pra tudo que é buraco que me enfio. Na cachoeira do Buracão eu levei também e consegui tirar fotos durante todo o trajeto da trilha tranquilamente. Chegando na cachoeira em si, o Luciano (nosso guia, falamos dele em outro post aqui) levou a minha mochila por terra, enquanto eu fui nadando pelo cânion até chegar no Buracão. Lá, eu só tirei a câmera muito rápido da bolsa por um segundo e pra tirar uma foto (que nem ficou boa) e o foi o suficiente pra ela ficar encharcada. Já perdi uma máquina por conta da umidade em Foz do Iguaçu (tristeza!) então te recomendo ter muito cuidado e, a não ser que você tenha uma caixa estanque pra ela, só usar uma à prova d´água (no meu caso usei a GoPro). Quando fomos, a força e volume da água eram muito grandes e não tinha como não se molhar por ali. De qualquer forma, vale levar na mochila e avaliar na hora, talvez com pouca água a história seja outra. Beijos e espero ter ajudado! :*

  19. Samanta

    Olá, Mariana! Tudo bem? Passarei apenas 3 dias e meio no Vale do Capão mês que vem e estava selecionando os poucos passeios, recebi a indicação desse e como é longe de nossa estadia, eu estava colocando em último plano. Mas como estamos de carro e vi esse seu post, já inclui no meu terceiro dia! Risos! Apenas queria saber quanto tempo dura o passeio total (trilha de ida, contemplar essa beleza e volta da trilha), para que eu possa programar meu dia. Obrigada!!

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Samanta!
      Você não vai se arrepender de ter incluído a cachoeira do Buracão no seu roteiro. Foi um dos passeios que mais gostamos da viagem! Quanto à duração, é legal separar meio dia pra você conseguir aproveitar com calma. A trilha dura mais ou menos 1h (por trecho) e é bem tranquilinha. Beijos e boa viagem!

  20. Marcelo

    Bom dia,
    Mesmo sabendo que o posto é meio antigo, que vocês foram em 2014, queria tirar uma dúvida com vocês.
    Estou pretendendo ir agora no final de Julho com meu carro, pela experiência que vocês tiveram lá, vocês acham que estraga muito o carro? Quais os passeios que vocês tiveram mais dificuldade em relação ao carro?

    Desde já, agradeço.

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Marcelo,
      Desculpe a demora em te responder. Por algum motivo, não apareceu pra gente. :(( Se ainda te ajudar, a viagem é bem tranquila de ser feita de carro e não encontramos qualquer dificuldade ou achamos que estragou o carro. Pelo contrário, recomendamos muito! Beijos! :*

  21. Lilian

    Mariana, li cada pedacinho de todos os seus relatos na chapada.
    Estou tentando fazer o meu roteiro baseado no seu rs, já agradeço por todos os detalhes compartilhado.
    Estou pensando em ir nas férias em Março e hoje até sonhei feito criança kkkk.
    No sonho, nadando até a cachoeira do buracão, eu chegava primeiro que o resto do pessoal, a cachoeira estava secando kkkkkk e quando o pessoal chegou… já não tinha água. Na volta sonhei com um maluco correndo atrás de mim com uma cobra na mão kkkkkk
    Achei uma Pousada pertinho, Pousada Kabana de pedra, fica 30 minutos do abrigo do mato. Caso não dê certo no abrigo do Mato, seria uma ótima opção.
    Mas estou com receio de não conseguir atravessar o Rio com o meu carrinho 1.0 kkkk
    Tentarei me informar se consigo um guia com carro.
    Mas estou louca pra ir e não deixarei de conhecer a cachoeira do buracão.
    :-*

    1. Mariana Yusim
      Autor
      Mariana Yusim

      Oi, Lilian!
      Eu também quando estou com alguma viagem marcada só penso nisso e vez ou outra acabo sonhando também. haha é bom, né? Sobre o carro atravessar o rio, atravessa sim! Bota em primeira e vai! Acho que não tem diferença ser 1.0 ou não. Tomara que você consiga ficar na casa do Luciano, com certeza a experiência toda fica mais especial. Beijos e muito boa viagem pra você! :**

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>