Dubai: o que vestir e outras coisas que você precisa saber antes de ir para lá

Dubai: o que vestir e outras coisas que você precisa saber antes de ir para lá

Antes de ir para Dubai, fiquei toda preocupada com que roupas levar para não desrespeitar os princípios islâmicos com shorts e vestidos que poderiam ser considerados muito curtos nos Emirados Árabes. Pesquisei sobre as roupas mais adequadas e levei saias longas e blusas de manga para usar no calorão do deserto sem ofender a religião de ninguém nem arranjar problemas. Isso tudo só para chegar lá e perceber que era exagero e que, no fim das contas, as mulheres podem usar as roupas que quiserem para passear em Dubai.

As instruções que li em sites de viagem foram as de que as roupas “permitidas” eram as compridas até os joelhos e que tapassem os ombros, sem nenhum decote. Mas a realidade que vi nos shoppings, restaurantes e ruas por lá foi diferente: havia, sim, mulheres com lenços e até a vestimenta completa do islamismo, mas também várias ocidentais, turistas e expatriadas, vestindo roupas curtas, decotes e até blusas tomara-que-caia. Algumas usando roupas que eu consideraria curtas demais até para o Rio de Janeiro, e todas andando tranquilamente, sem ser importunadas.

Achei os homens de lá bem mais tranquilos do que eu esperava, e quando saí com vestidos mais curtos, ninguém fez nada nem ficou encarando ao ponto de me deixar desconfortável, como já me senti na África do Sul e no Peru, por exemplo. E não foi porque eu estava acompanhada, tinham várias mulheres sozinhas e não pareciam preocupadas. A sensação é de que lá é bem mais liberal do que se pensa por aqui, sabe?

Então meu conselho se você é mulher e está de viagem marcada para Dubai, é levar roupas discretas (também não vamos avacalhar com coisas curtíssimas e decotadissimas, né), mas dentro do que você já costuma usar na cidade onde mora ou em outras viagens. Não precisa comprar roupas especialmente pra usar lá e nem andar de calça jeans e saia longa se não estiver a fim. A não ser, é claro, quando for visitar alguma mesquita, porque aí é preciso estar tapada da cabeça aos pés, com lenço escondendo os cabelos e calças/saias compridas.

vestido curtinho em Dubai Mall

Bem tranquila com meu vestido curtinho no Dubai Mall

selfie de biquini em praia de Dubai

E nas praias e parques aquáticos, dá para usar biquini nomal… tinha gente até de fio dental! :O

Onde ficar em Dubai

Hotel é o que não falta em Dubai, por isso o melhor é você pensar no que deseja fazer por lá e escolher a hospedagem de acordo com a conveniência para atingir esse objetivo.

Se você quiser ficar no centro histórico de Dubai, perto de atrações tradicionais como a Grand Mosque, o Dubai Museum e os mercados (souqs) – e do aeroporto também – uma boa opção pode ser se hospedar na região conhecida como Bur Dubai. A maior parte dos hotéis fica em torno do Dubai Creek, um canal que corta a cidade ao meio. Cheguei a cogitar ficar lá, mas fiquei feliz de não ter feito isso, porque é uma área muito quente e distante dos shoppings e praias famosos. Acho que o melhor, nesse caso, é só visitar a região, e dá para fazer isso pegando o metrô. De toda forma, tem muitos hotéis em Bur Dubai , se quiser pesquisar.

Já se você estiver disposto a gastar mais e quiser ficar na região mais agitada, o melhor é se hospedar no entorno da Dubai Marina, perto do shopping Mall Of The Emirates e dos resorts famosões Burj Al Arab e Atlantis The Palm. Você ficará perto da praia e dos parques aquáticos, mas longe de todo o resto da cidade. O metrô não chega até lá, então para entrar e sair da região, só de taxi mesmo. É uma área bem legal e bonita e, se seu principal interesse for se divertir e aproveitar a praia e os parques, lá é o melhor lugar mesmo. E tem muitos hotéis em volta da Marina .

Agora, se você quiser ficar em uma área mais central, a meio caminho de tudo e perto do maior shopping do mundo, o Dubai Mall, e do prédio mais alto do mundo, o Burj Khalifa, de onde é possível se locomover de metrô e ir andando para restaurantes e lojas, uma boa opção é se hospedar no novo centro comercial de Dubai. A Sheikh Zayed Road é uma rua com muitas opções de bons hotéis, e foi lá que eu fiquei, como comentei no post com o review do hotel Four Points by Sheraton Sheikh Zayed Road. Adorei esse hotel e achei super bem localizado, indicaria de olhos fechados. Mas se você preferir, existem várias outras opções de hotéis na Sheikh Zayed Road.

visto do hotel Four Points em Dubai

A vista bem bonita do nosso quarto no 10° andar do hotel Four Points by Sheraton Sheikh Zayed Road

Como se locomover por Dubai e arredores

Alugar um carro pode ser uma boa, já que tudo é longe e, dependendo de onde você ficar, não dá para fazer nada a pé. Eu preferi usar o metro, que é bem moderno e corta boa parte da cidade, e táxis para os lugares aonde não fosse possível ir de metro.

O pessoal costuma falar que taxi em Dubai é barato, mas eu nem achei. O que acontece é que o metro também é bem carinho, com preços diferentes para cada distância a ser percorrida (o mais barato, de uma estação para outra, fica em 4 AED), então, se você estiver em duas pessoas ou mais, acaba valendo a pena pagar o taxi. Para ir aos souks, por exemplo, gastamos 20AED com o metro, e acredito que de taxi teria custado uns 30 AED.

Uma coisa que achei interessante é que o metro lá tem um vagão de primeira classe, o Gold Class. Você paga cerca de 50% a mais para ir nesse vagão, que tem poltronas como a de um vagão de trem de viagem. Andei nele uma vez só, para uma distância curta, e fui em pé porque estava cheio, mas valeu a pena porque estava bem menos cheio do que os vagões normais. Aliás, isso é uma coisa meio chata do metro em Dubai: ele parece estar sempre lotado a qualquer hora do dia. Mas é um jeito legal de ver a população normal da cidade (não os milionários de Ferrari) em seu dia-a-dia.

Gold-class-metro-dubai-viajadora

A Gold class tem vagões parecidos com os de um trem normal, mas custa mais caro e por isso vai mais vazia

Compras e preços em Dubai

Os shoppings em Dubai têm lojas de tudo que é tipo e inclusive de todas essas grifes famosas, como Louis Vutton e Armani. Não sou consumidora, então não faço ideia se vale a pena comprar esses artigos de luxo lá. Mas a julgar pelo preço das coisas “normais”, não deve valer a pena não, porque achei tudo bem caro lá para quem ganha em Reais. Mas vale olhar as lojas e passear pelo shopping é uma grande distração, já que no Dubai Mall, por exemplo, tem um rink de patinação no gelo e um aquário enorme, além de um parque temático da Sega, entre outras atrações. Ah, e para quem gosta de comprar livros, como eu, tem uma livraria ridiculamente gigantesca nesse shopping, a Kinokuniya Books, que tem todo tipo de livro imaginável sobre qualquer assunto e em qualquer idioma. Fiquei babando desesperadamente na seção de livros de viagem!

 guias e livros de histórias de viagem na Kinokuniya Books, no Dubai Mall

Muitas e muitas prateleiras só de guias e livros de histórias de viagem na Kinokuniya Books, no Dubai Mall. Fiquei lá só babando e mentalizando que um dia um livro meu estará nessas prateleiras. hehe

Talvez seja mais barato comprar roupas, acessórios e souveniers nos souks, os mercados de rua, e tem umas coisas bem bonitas, mas eu, sinceramente, não comprei nada lá. Isso porque logo no primeiro dia nós fomos no Gold Souk e no Old Souk, o mercado principal, e não conseguimos ficar mais do que 10 minutos, tamanho era o assédio dos vendedores, que ficavam nos puxando pelo braço, obrigando a entrar nas lojas e a experimentar os produtos deles (botando chapéus e lenços na gente à força, por exemplo). Um deles chegou a pegar os óculos escuros da cabeça do Thiago em um momento de distração e ficou segurando, dizendo que se quiséssemos de volta era para entrarmos na loja dele para ver as coisas, e quando fomos embora, ficou gritando e nos chamando de “pão duro”, em português mesmo, porque muitos deles já aprenderam a falar várias coisas no nosso idioma. Achei o comportamento de todos os vendedores abusivo, desrespeitoso e extremamente desagradável, por isso fui embora sem comprar nada. Prefiro pagar mais caro em outro lugar ou não comprar do que aturar esse tipo de coisa, mas aí vai de cada um… Se você for aos souks, vá preparado para essa encheção de saco, porque os vendedores de lá são completamente pegajosos e sem noção.

loja básica do Gold Souk em Dubai

Uma das lojas básicas do Gold Souk em Dubai

iPhone de ouro em Dubai

Mas se você não conseguir comprar nada no Gold Souk, não fique triste! Dá para comprar um iPhone de ouro em várias lojinhas dos grandes shoppings por lá


-> Confira opções de hospedagem em Bur Dubai clicando aqui.

-> Confira opções de hospedagem na Marina de Dubai clicando aqui.

-> Confira opções de hospedagem na Avenida Sheikh Zayed, em Dubai, clicando aqui.


 

Leia também:

Comentários

6 comments

  1. Nanda | vontadedeviajar.com

    Curti o post! :)
    Minha impressão foi que, fora da região mais badalada de praias e hotéis, a questão da roupa pesa mais… Nos arredores do Gold Souk tinha olhando pra mim e pra minha amiga, sim, mesmo vestindo roupas bem comportadas…
    E mesmo no Dubai Mall e no prédio mais alto do mundo, que são lugares mais moderninhos, vi placas indicando as “vestimentas adequadas”, ainda que eu também tenha visto turistas de shortinho pelo shopping…

    1. Thaís Freitas
      Autor
      Thaís Freitas

      Pois, é, Nanda! Assim como na maioria dos países, é mesmo importante usar roupas comportadas fora das áreas turísticas, ainda mais nos Emirados Árabes. Mas em todos os lugares turísticos que eu fui por lá tinha muita gente de saia de comprimento normal (tipo, acima do joelho) e blusas sem manga. Ainda mais no Dubai Mall… eu vi essas placas sobre as vestimentas tradicionais, mas ficava só reparando e falando “nossa, thiago, olha o shortinho dessa mulher”, “olha aquela ali de tomara-que-caia”, “e essa outra de decote?”. Fiquei me sentindo a minha vó quando ficava olhando eu e minhas primas nos arrumando pra sair! hahaha
      Obrigada pela visita ao blog, que bom que curtiu o post! 😀

  2. Gabriela

    Oi! Que alivio ler isso. Também venho lendo em mil blogs que precisa se cobrir, mas a realidade falando com quem mora lá é outra. Muito mais tranquila do que pintam nos blogs. :/ Fiquei até estressada, porque passei por isso no Qatar, me cuidei na questão roupa, mas vi saia curta e roupas de alcinha circulando tranquilamente.
    Claro que deve existir respeito, e não exagerar só porque pode, mas acho que a informaçao vem sendo distribuida de uma forma muito exagerada.
    Tenho varias saias e vestidos mas sao todos daquela altura: nem no joelho e nem micro… Minha duvida era se isso poderia dar problema.
    Mas fiquei feliz em ler teu blog. To indo pra Dubai amanhã e na volta quero fazer um post sobre essa questão, justamente pra ajudar a mulherada a não ficar com a sensação de: ah devia ter me preocupado menos.
    P.S.: na sua foto no shopping ao fundo tem uma moça de saia curta, ombro de fora e salto alto. Vc ta super comportada perto dela.. rsrs

  3. Maria Joseç

    Estarei indo para Dubai e Omã no proximo mês, vendo os comentários aqui, fiquei tranquila quanto ao como me vestir. Ja estive na Jordania, mas, como foi no inverno, não tive maiores preocupações. Vestir baia e/ou burca naquele calourão, valei-me Alahh

    1. Thaís Freitas
      Autor
      Thaís Freitas

      Pois é, Maria José! É bom levar umas roupas mais comportadas só para o caso de você ir para algum lugar mais tradicional, mas com certeza não precisa dessa preocupação toda que a gente fica antes de ir. :)
      Boa viagem, aproveite bastante!!
      Bjss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>