Kopi Luwak: experimentando o café mais caro do mundo em Bali

Kopi Luwak: experimentando o café mais caro do mundo em Bali

“Quando se fala na ilha de Bali, na Indonésia, quase todo mundo pensa logo em surfe, comidas exóticas e meditação, principalmente depois de o filme “Comer, Rezar e Amar” ter tornado o vilarejo balinês de Ubud mundialmente famoso. Mas existe um aspecto da ilha ainda pouco conhecido que não pode ficar de fora do roteiro de viagem dos fãs de café: a visita a uma plantação de Kopi Luwak, o café mais raro e artesanal do mundo.

O Kopi Luwak é produzido a partir dos grãos extraídos das fezes dos civetas, animais asiáticos parecidos com gambás. Eles escolhem os melhores grãos na hora de comer e só digerem a polpa, com a semente passando intacta pelo sistema digestivo, mas sofrendo a ação das bactérias e enzimas do estômago. O resultado são grãos que rendem um café muito mais saboroso e suave. E raro também: como são produzidos menos de 250 por ano, um quilo do grão chega a custar até mil dólares em lugares como Japão e Europa. Mas em Bali, um dos principais polos de produção do mundo, experimentar essa iguaria custa menos de 10 dólares e, definitivamente, é um dos pontos altos da viagem, não só pelo café em si, mas, principalmente, pela experiência sinestésica de aromas, sabores, sons e paisagens inesquecíveis…”

Esse texto faz parte de um guest post que eu escrevi para o site CultCultura. Clique aqui para ler a experiência completa de experimentar o Kopi Luwak, o café mais caro do mundo em Bali.

Abaixo, você confere algumas fotos da experiência por lá:

Kopi Luwak: o café mais caro do mundo em Bali - Viajadora

O Kopi Luwak, servido com flocos de gengibre pra tirar o gosto dos outros cafés experimentados antes

Ubud: campo de café mais caro do mundo em Bali - Viajadora

O lugar onde é feita a degustação. Esperando servirem o café e contemplando o rio e a plantação de arroz ao lado, muito lindos (mas que esquecemos de fotografar :/ )

 

Ubud: descansando em um campo em Bali - Viajadora

Pausa para o descanso depois da intensa atividade de prova de cafés

 

Bali: fotos com os nativos em Ubud - Viajadora

Parada para conhecer uma plantação de arroz nos arredores do Bali Pulina. Os balineses são tão fofos e receptivos! (eu sei que a foto ficou ruim, mas é minha favorita 😛 )

* Este texto foi originalmente publicado como guest post no site Cult Cultura e pode ser visto aqui.

** Foto de destaque: www.meringuedesserts.com

 

Leia também:

Comentários

1 comment

  1. Pingback: Songkran: Como é participar da celebração do ano novo tailandês | Viajadora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>