Escape 60: Testamos o game interativo e contamos como foi

Escape 60: Testamos o game interativo e contamos como foi

Eu já tinha ouvido falar do “escape game” e em como ele faz sucesso nas principais cidades do mundo, e por isso sempre tive vontade de participar da experiência. Quando soube que este tipo de jogo tinha chegado ao Brasil e, mais precisamente, ao Rio de Janeiro com o Escape 60, já comecei a perturbar agitar as pessoas para formarmos um grupo e irmos experimentar. Fomos no começo deste mês e aqui conto um pouco sobre a experiência para quem tiver interesse em experimentar também.

O que é o Escape 60?

Escape 60 é uma das empresas de “escape game”, uma experiência indoor vivenciada em ambientes de mistério e desenvolvida para testar as habilidades de raciocínio e de trabalho em equipe dos participantes. O jogo consiste em ficar trancado em uma sala e decifrar códigos, encontrar itens escondidos e resolver enigmas até finalmente conseguir sair da lá. E tudo isso com tempo contado: o objetivo é sair em até 60 minutos.

Como foi a nossa experiência

Depois de formar uma equipe, fomos eu e boa parte da minha família participar da brincadeira. A sala escolhida foi a Operação Resgate, na unidade mais nova do Rio, inaugurada em março, dentro do shopping Downtown, na Barra. Chegamos com um pouquinho de antecedência e a primeira coisa que precisamos fazer antes de começar a jogar é guardar todos os pertences – incluindo telefones celulares e objetos eletrônicos – nos lockers que eles disponibilizam gratuitamente. Depois disso, o Rodrigo, nosso instrutor, nos reuniu na porta da sala para passar as instruções.

mariana escape 60 downtown

Na entrada do Escape 60 do shopping Downtown

recepção escape 60 downtown

A recepção da unidade Downtown e uma das salas na porta da direita

sala dr mortare downtown escape 60

Outra sala no fim do corredor da unidade Downtown

você é capaz e lockers

O hall na frente da porta da sala Operação Resgate com os lockers

hall sala operação resgate downtown

Ouvindo as instruções na porta da nossa sala

A história da sala Operação Resgate é igual em todas as unidades Escape 60 e é mais ou menos assim: estamos em Buenos Aires e a nossa missão é resgatar uma mulher que vai ser assassinada à meia-noite. A polícia vasculhou o hotel em que o suspeito ex-marido da mulher desaparecida está hospedado e não encontrou pistas. Só que a polícia acabou deixando um quarto sem ser investigado e, como na teoria são 23h da noite, nós temos exatos 60 minutos para descobrir o paradeiro dela e sair de dentro da sala para que ela não seja morta.

sala operação resgate escape 60

A sala “Operação Resgate” (Foto: divulgação Escape60)

Além de contar a história, o Rodrigo também nos explicou que ele ficaria nos assistindo pela câmera lá dentro e que poderia nos dar dicas eventualmente. Isso aconteceria a partir de uma voz no estilo daquelas vozes de GPS pelo sistema de som da sala. Terminada a explicação, entramos todos e, assim que a porta bateu atrás da gente, a imensa televisão já mostrava o relógio na contagem regressiva a partir dos 60 minutos. A sensação é muito legal e a decoração é toda feita para entrarmos no clima da brincadeira. Realmente estávamos em um quarto de hotel de Buenos Aires e começamos a vasculhar tudo atrás de dicas. O que aconteceu daí até o fim não dá pra contar para não estragar a brincadeira, mas dá pra dizer que é muuuuito legal.

Os desafios são muito bem bolados e a sensação de irmos desvendando uma coisa, que leva a outra, que abre um cadeado, que leva a outras dicas, até finalmente abrir a porta é demais. Tá certo que recebemos uma dica ou outra, mas conseguimos sair faltando 1’55” pra acabar o tempo! E segundo o nosso instrutor, fazia três dias que ninguém conseguia sair daquela sala. Uhuuu! Foi super divertido e a vontade que deu foi a de sair de lá e já entrar em outra sala logo em seguida. Realmente um programa muito diferente e legal de se jogar em grupo. Recomendo a todos que gostam de jogos!

conseguimos escape 60

Foto clássica. Na saída existem plaquinhas com mensagens para quem conseguiu sair e para quem não conseguiu

Onde fica, quanto custe como jogar em uma das salas do Escape 60

Eles estão abrindo novas unidades pelo Brasil, mas por enquanto é possível jogar o escape game em uma das salas do Escape 60 em Fortaleza, São Paulo (Moema e Vila Olímpia), Santo André e no Rio de Janeiro (Copacabana, Parque Olímpico e Downtown).

Falando sobre a unidade do Downtown, que foi a que visitamos, atualmente existem 3 salas diferentes para uma equipe jogar: a Operação Resgate, que jogamos e que se passa em um quarto de hotel, o Laboratório do Dr. Mortare, que se passa em um laboratório de um cientista, e a sala Rest in Peace, que simula um cemitério. Em algumas unidades do Escape 60 já existe a sala O Falsário, que vai ser lançada ainda neste mês no Downtown, em que dois grupos jogam ao mesmo tempo disputando para ver quem sai antes dos 60′ de dentro de um ateliê de arte. Deve ser muito legal poder jogar com mais pessoas e estou ansiosa para conhecer esta sala. Cada unidade possui salas com temas e jogos diferentes, então é legal consultar sempre o site do Escape 60 para ter as informações atualizadas. 

Não há limite minímo nem máximo de idade para participar do jogo e a reserva da sala, do horário e do local, é sempre feita no site www.escape60.com. O pagamento é feito pelo PagSeguro e depois disso é só chegar no horário marcado para jogar. O preço que se paga é de R$69 por pessoa durante a semana em horários até às 16h20 e de R$79 por pessoa depois deste horário, além de sábados, domingos e feriados. Cada sala tem uma capacidade máxima de pessoas, que varia de unidade para unidade, mas para jogar é preciso um mínimo de 4 pessoas por sala.


Leia também:

Comentários

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>