Capilano Park, Vancouver: Ponte suspensa e arvorismo em uma floresta centenária

Capilano Park, Vancouver: Ponte suspensa e arvorismo em uma floresta centenária

A ponte suspensa do Capilano Suspension Bridge Park – com sua estrutura de madeira de quase 140m de comprimento balançando a 70m de altura sobre o Capilano River – é um ícone de Vancouver e um dos pontos turísticos mais famosos da cidade. Se engana, no entanto, quem pensa que ela é tudo que o parque tem a oferecer: são centenas de metros de trilha de arvorismo entre árvores centenárias, um caminho de vidro pelos rochedos, várias atrações para crianças e muitos cantinhos deliciosos para quem quer apenas descansar ao ar livre apreciando a natureza. Tudo isso com aquele cheiro muito bom de madeira e natureza, sabe? Uma atração que, definitivamente, tem de entrar na sua lista de lugares a visitar se você quiser mesmo poder dizer que conheceu Vancouver.

O que tem para fazer no Capilano Park

Ao chegar no parque, a gente já se surpreende com como tudo é pensado e organizado para proporcionar uma ótima experiência ao visitante. Os caminhos são perfeitamente sinalizados e há funcionários por toda parte prontos para dar informações e esclarecer qualquer dúvida, embora elas sejam bem poucas para quem se guia pelo panfleto informativo com mapa distribuído na entrada.

Entrada do Capilano Park Vancouver

Entrada do Capilano Park

As trilhas são fáceis de fazer e não é preciso conhecimento prévio nem guia para nada por lá, embora exista a opção de tours guiados para quem quiser. As principais atrações do parque são essas:

Capilano Park Suspension Bridge

Construída em 1889, a ponte suspensa é mesmo a estrela do parque, e a primeira atração que se vê ao entrar. De cara, pode ser que você reconheça de algum lugar além das fotos de divulgação– ela e o parque já foram cenários de seriados e filmes como Indiana Jones, MacGyver, Psych e Once Upon a Time, entre outros. E não foi por acaso: percorrer os 137 metros de extensão enquanto a ponte range e balança, com o rio correndo lá embaixo e os barulhos da floresta em volta, é mesmo emocionante. A sensação é a de estar em um cenário de filme de aventura, o que é ainda mais incrível quando a gente lembra que está tão perto da cidade.

E antes que perguntem, mesmo quem tem medo de altura pode aproveitar a ponte. Ela é cercada com telas e muito segura, podendo suportar o peso de cerca de 10 aviões militares. Isso equivale a 96 elefantes alinhados, ou 1.300 pessoas, então dá para andar tranquilamente e chegar vivo do outro lado para contar.

O começo da ponte, logo na entrada do Capilano Park Vancouver

O começo da ponte, logo na entrada do Capilano Park

Capilano Bridge vista de cima.Foto divulgação

A Capilano Bridge vista de cima… é cercada de beleza por todos os lados! (Foto: Divulgação)

Selfie na Capilano Park Suspention Bridge

Olha a gente lá, já lá do outro lado da ponte!

Arvorismo no Parque: Treetops Adventure

O Treetops Adventure é a parte de arvorismo do parque, que eu achei mais legal do que a própria ponte. São sete pontes suspensas ligadas entre si, penduradas a até 33,5m de altura em árvores centenárias gigantescas, de onde é possível não só ter vistas lindas e tirar muitas fotos, como avistar vários tipos de pássaros e até um ou outro esquilo. Um ponto de vista diferente e muito bonito para quem gosta de estar em meio à natureza.

Arvorismo no Capilano Park em Vancouver

São várias pontes suspensas ligadas entre si de árvore em árvore, chegando a quase 35m de altura. Muito legal!

Arvorismo no Parque em Vancouver

São várias pontes suspensas ligadas entre si de árvore em árvore, chegando a quase 35m de altura. Muito legal!

Cliffwalk   

Essa é a atração mais recente do parque, inaugurada em junho de 2011. Trata-se de uma construção de ferro e vidro que margeia os precipícios de granito e permite o acesso a áreas do parque que até então não eram exploradas. É engraçado que no site oficial do Capilano Park eles anunciam o Cliffwalk como uma atração radical para quem “tem o coração forte”. De fato é uma obra de engenharia bem interessante, mas não parece tão radical e nem dá medo nenhum. De toda forma é bem bonita e vale a visita mesmo assim.

Cliffwalk-Capilano-Park-Vancouver-Canada

A vista lá de cima e linda! (Foto: Divulgação)

Cliffwalk-Capilano-Park-Vancouver-Canada

É uma extensão de pontes e caminhozinhos margeando a rocha (Foto: Divulgação)

Totens: Kia`Palano

Os totens de madeira são símbolos dos povos indígenas norte-americanos e estão presentes em vários lugares da Columbia Britânica. Esta área do Capilano Park tem alguns exemplos muito bonitos com várias informações sobre a cultura dos índios da região e o significado de cada animal e detalhe dos totens. Muito interessante!

Para quem gosta de história e ecologia, aliás, as informações não se restringem aos totens. No Story Centre e ao longo das trilhas há placas com muitos detalhes sobre as árvores, os animais e todo o ecossistema canadense, vale a pena reparar nelas e ler com atenção.

Totens Indígenas no Capilano Park Vancouver

Alguns dos totens do parque. Cada animal desses representa alguma coisa da natureza, a história e a forma como eles eram feitos é muito legal, vale descobrir mais! Queria um pra botar na entrada daqui de casa… haha

Atrações para as crianças noparque

Além de ser todo seguro para as crianças (se os pais tomarem conta, claro), o Capilano Park tem várias atrações que tornam a visita bem mais interessante. Uma delas é o Rainforest Explorers Program, um guia interativo que permite que crianças de todas as idades explorem a floresta coletando informações e procurando sinais para cumprir a missão e ganhar a carteirinha de explorador da floresta. Tipo uma caça ao tesouro, que parece ser bem divertida.

Lá também tem uma casa na árvore toda feita de madeira reutilizada que eu achei uma gracinha e, no verão – todos os fins de semana a partir de 18 de maio e diariamente entre 22 de junho e 02 de setembro – tem apresentação com aves de rapina da região, como falcões e corujas, e aí dá para tirar fotos com elas, fazer carinho, essas coisas. É fato que eu vou lá no verão agarrar aos corujas! Haha

Casa na árvore no Capilano Park Vancouver

A casinha na árvore, que por dentro é toda enfeitada e decorada como o centro de pesquisas de um explorador da floresta. Bem queria poder morar nela! haha (Foto: Divulgação)

Mas além das atrações específicas, que são o principal atrativo do parque, vale muito a pena só andar por lá com calma, vendo os detalhes da floresta e das trilhas e aproveitando todos os cantinhos do Capilano Park.

Olha o tamanhão dessas árvores! Fico encantada de pensar no tanto de coisa que aconteceu no mundo desde quando elas eram mudinhas até agora, e quanto tempo mais elas ainda estarão por aqui depois que tivermos ido embora...

Olha o tamanhão dessas árvores! Fico encantada de pensar no tanto de coisa que aconteceu no mundo desde quando elas eram mudinhas até agora, e quanto tempo mais elas ainda estarão por aqui depois que tivermos ido embora…

Thaís Viajadora no Capilano Park Vancouver

Pelas trilhas tem vários mirantes onde dá para fazer umas fotos bem legais. Esta aqui é com a ponte suspensa lá no fundo e a visão toda do rio lá embaixo

Tem lojinha, tem lanchonete e uma ótima infraestrutura

A estrutura do parque é excelente, com ótimos banheiros; uma lojinha de souvenires cheia de coisas tão lindas quanto caras; um restaurante – o Loggers´ Grill (aberto de abril a outubro); e lanchonete aberta o ano todo. São lugares muito agradáveis e dá muita vontade de sentar e tomar um café e comer um sanduiche ali no meio da natureza. Já para quem quer economizar, a alternativa é levar uns lanchinhos e fazer um pic-nic, o que também é muito legal e sai bem mais barato.

Ah, e tem internet wi-fi disponível em todo o parque. Você vai poder postar a sua selfie na ponte sem problemas de conexão! haha

A entrada da Capilano Trading Post, a lojinha de souvenires do parque

A entrada da Capilano Trading Post, a lojinha de souvenires do parque

A loja é uma gracinha por dentro...

A loja é uma gracinha por dentro…

... e tem uma parte de doces e chocolates artesanais que me deixou passando mal de vontade!

… e tem uma parte de doces e chocolates artesanais que me deixou passando mal de vontade!

Como chegar no Capilano Park

O jeito mais fácil de chegar ao parque é pegando o shuttle gratuito que sai de alguns pontos da cidade de meia em meia hora. Os horários e locais estão escritos certinhos no site oficial do Capilano Park. São ônibus confortáveis que chegam e saem do parque pontualmente com motoristas simpáticos, que vão mostrando os pontos turísticos de Vancouver pelos quais se passa no caminho e fazendo várias piadinhas. O trajeto leva uns 20 minutos.

Para quem vai de carro desde downtown, tem que pegar a Georgia Street sentido oeste, através do Stanley Park, e cruzar a ponte Lions Gate para North Vancouver. Aí vira à esquerda na Capilano Road e anda 2,74km até chegar ao parque.

Já para quem preferir ir de transporte público, pega o Seabus (tipo a barca Rio-Niterói) no terminal de downtown para North Vancouver e aí, logo na saída, pega o ônibus #236 para o Capilano Suspension Bridge Park. (Mas na boa, vai de shuttle que é bem mais fácil!)

Ô ônibus shuttle do Capilano Park, muito confortável. Ele para pra pegar o pessoal nos lugares com essa plaquinha, listados no site oficial do parque.

Ô ônibus shuttle do Capilano Park, muito confortável. Ele para pra pegar o pessoal nos lugares com essa plaquinha, listados no site oficial do parque.

Quanto custa e horários de funcionamento do parque

Os horários em que o parque fica aberto variam de acordo com o período do ano, é melhor checar a época em que você for visitar na tabela de horários de funcionamento do Capilano Park. Já o valor dos ingressos varia de acordo com a idade do visitante:

Adultos – CAD$32,95

Maiores de 65 anos – CAD$ 30,95

Estudantes maiores de 17 anos com identificação – CAD$ 27,95

Adolescentes entre 13 e 16 anos – CAD$ 21,95

Crianças entre 6 e 12 anos – CAD$ 12,00

Menores de 6 anos – Grátis!

Confira o site oficial do Capilano Suspension Bridge Park.

OBS: Quem é morador da Columbia Britânica e tem a BC ID ganha um passe anual com foto e tudo ao comprar o ingresso de adulto normal. Além da entrada grátis no parque por um ano, ela dá direito a descontos nas lojinhas e lanchonetes. Bem legal, eu fiz a minha!

OBS2: Se você achou muito cara a entrada, mas não quer deixar de visitar um parque lindo e andar em uma ponte suspensa, uma boa alternativa é visitar o Lynn Canyon Park. Ele fica um pouquinho mais longe do Capilano Park, também em North Vancouver, tem uma ponte suspensa bem bonita e a entrada é grátis. Você não vai fazer arvorismo, mas lá tem uma floresta parecida, várias opções de trilhas e paisagens lindas. Vale a pena demais ir nos dois (dá para fazer ambos no mesmo dia, inclusive). Em breve tem post aqui no blog sobre o Lynn Park, mas enquanto não sai, aí vão duas fotos só pra você comparar:

A ponte suspensa do Lynn Canyon Park é um pouquinho menor, mas igualmente legal

A ponte suspensa do Lynn Canyon Park é um pouquinho menor, mas igualmente legal

E ainda dá para fazer trilha margeando o rio e até botar o pezinho na água! (Aliás, esse lugar fica cheio no verão, com o povo mergulhando nessa piscina)

E ainda dá para fazer trilha margeando o rio e até botar o pezinho na água! (Aliás, esse lugar fica cheio no verão, com o povo mergulhando nessa piscina)

* FOTO DE DESTAQUE DO POST: Retirada do site oficial do Capilano Park

 


-> Confira hotéis e acomodações em Vancouver clicando aqui.

-> Confira hotéis e acomodações em North Vancouver clicando aqui.


Confira outros posts do que fazer nos arredores de Vancouver:

Grouse Grind: A trilha mais famosa dos arredores de Vancouver

Buntzen Lake: lago para nadar nos arredores de Vancouver (fácil de chegar de ônibus!)

HI-Whistler: Hospedagem barata em Whistler

Sea to Sky Gondola: Passeio imperdível entre Vancouver e Whistler

Grouse Grind: a trilha mais famosa dos arredores de Vancouver

Grouse Mountain: Ski, snowboard e uma vista incrível de Vancouver

Buntzen Lake: lago para nadar nos arredores de Vancouver (fácil de chegar de ônibus!)

Churrascaria brasileira em Vancouver: Vale a pena comer na Rio Brazilian Steakhouse?

 


 

 

Leia também:

Comentários

6 comments

  1. Pingback: Capilano Park, Vancouver: Ponte suspensa e arvorismo em uma floresta centenária - Rede de Blogs Outdoor

  2. Pingback: Grouse Grind: A trilha mais famosa de Vancouver | Viajadora

  3. Pingback: Buntzen Lake: Lago pra nadar nos arredores de Vancouver (fácil chegar de ônibus!) | Viajadora

  4. Pingback: As 20 pontes que todo mundo deveria conhecer antes de morrer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>